O "site" oficial do futebol europeu

Rami dá esperança ao Valência

Publicado: Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013, 23.30CET
Valencia CF 1-2 Paris Saint-Germain FC
Adil Rami, no derradeiro minuto, relançou uma eliminatória que parecia decidida a favor dos parisienses.
por Graham Hunter
de Mestalla

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas dos jogos

ValenciaParis

Golos marcados1
 
2
à baliza7
 
10
para fora5
 
4
Cantos8
 
0
Foras-de-jogo3
 
5
Faltas cometidas13
 
10
Cartões amarelos1
 
1
Cartões Vermelhos0
1
Posse de bola(%)60
 
40

Classificação

 
Publicado: Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013, 23.30CET

Rami dá esperança ao Valência

Valencia CF 1-2 Paris Saint-Germain FC
Adil Rami, no derradeiro minuto, relançou uma eliminatória que parecia decidida a favor dos parisienses.

O Paris Saint-Germain FC colocou-se em boa posição para se qualificar para os quartos-de-final da UEFA Champions League, ao triunfar no terreno do Valencia CF graças a golos do estreante Lucas Moura e de Javier Pastore ainda no primeiro tempo. Adil Rami reduziu já em período de descontos.

Os parisienses apresentaram-se com uma surpresa na equipa inicial, uma vez que se esperava que Carlo Ancelotti apostasse no experiente Jérémy Ménez para o lado direito do ataque. Contudo, o italiano lançou Lucas Moura de início. E a verdade é que o antigo médio de ataque do São Paulo FC não demorou mais que nove minutos a deixar a sua marca, ao rematar ao poste de fora da área, após desarme de Adil Rami a Zlatan Ibrahimović.

Dado o aviso, o PSG marcou logo de seguida, por intermédio de Ezequiel Lavezzi. O argentino escapou-se pela direita, combinou com o compatriota Javier Pastore e, depois de driblar Rami, bateu Vicente Guaita com um poderoso remate cruzado.

Só a partir dos 20 minutos é que o Valência conseguiu aproximar-se da baliza do PSG, mas Éver Banega, primeiro, e Andrés Guardado, pouco depois, remataram por cima. Mais perigoso voltou a revelar-se Lucas Moura, ao obrigar, aos 28 minutos, Guaita a uma boa defesa. O guardião valenciano viria ainda a opor-se com categoria a um outro remate de Lavezzi antes de, a dois minutos do intervalo, Pastore aumentar a vantagem parisiense para dois golos. Lucas Moura trocou as voltas a Guardado na direita e cruzou para a entrada da área, onde Lavezzi rematou de pronto.

A perder por dois golos ao intervalo, o treinador valenciano Ernesto Valverde fez duas substituições, mas a equipa espanhola nunca importunou verdadeiramente Sirigù, excepção feita a um remate à meia-volta do suplente Nelson Valdez às malhas laterais. Já Ibrahimović e Lavezzi continuaram a causar o pânico numa defesa com João Pereira e Ricardo Costa de início. Aos 60 minutos, o sueco rematou forte, Guaita não agarrou e Lavezzi falhou o mais fácil na recarga. Instantes depois, o argentino tentou um chapéu, mas a bola morreu nas mãos de Guaita.

Só nos derradeiros minutos o Valência chegou mais sistematicamente à baliza do PSG, mas o máximo que conseguiu foi reduzir a diferença no derradeiro minuto, com Rami a desviar um livre de Tino Costa para a área, minutos depois uma boa defesa de Sirigù na resposta a outro livre de Tino Costa.

Os parisienses chegam à segunda mão, marcada para 6 de Março, no Parc des Princes - onde, na fase de grupos conseguiram três vitórias e uma diferença de golos de 10-2 - com uma vantagem que poderá revelar-se decisiva. No entanto, terá de ser sem Marco Verratti, que viu o terceiro cartão amarelo na prova, nem, principalmente, Ibrahimović, que viu o cartão vermelho directo por uma entrada sobre Guardado já no período de descontos.

Última actualização: 20-02-13 11.10CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000348/match=2009586/postmatch/report/index.html#valencia+perde+casa

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.