O "site" oficial do futebol europeu

Festa turca em Braga

Publicado: Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012, 22.50CET
SC Braga 1-2 Galatasaray AŞ
Mossoró ainda deu vantagem aos "arsenalistas", mas Burak Yilmaz e Aydin Yilmaz consumaram a reviravoltra e o apuramento turco.
por Nuno Tavares
de Estádio Municipal de Braga

O conteúdo é transmitido de forma a que seja protegido e apenas disponível no formato flash. O seu aparelho não parece ser compatível com o leitor vídeo de flash.

Estatísticas dos jogos

BragaGalatasaray

Golos marcados1
 
2
à baliza8
 
8
para fora8
 
2
Cantos7
 
5
Foras-de-jogo3
 
6
Faltas cometidas18
 
12
Cartões amarelos3
 
3
Cartões Vermelhos0
 
0
Posse de bola(%)53
 
47

Classificação

Última actualização: 19/06/2013 21:27 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
 
Publicado: Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012, 22.50CET

Festa turca em Braga

SC Braga 1-2 Galatasaray AŞ
Mossoró ainda deu vantagem aos "arsenalistas", mas Burak Yilmaz e Aydin Yilmaz consumaram a reviravoltra e o apuramento turco.

O Galatasaray AŞ bateu fora o SC Braga, por 2-1, com o desfecho a confirmar o apuramento do conjunto turco para os oitavos-de-final, na condição de segundo classificado do Grupo H.

Já eliminado, o Braga jogava apenas pela honra e até marcou primeiro, aos 32 minutos, por intermédio de Mossoró. No entanto, a equipa de José Peseiro não conseguiu segurar a vantagem na segunda parte e viu o adversário dar a volta ao marcador aos 58 e 78 minutos, através de Burak Yilmaz e Aydin Yilmaz.

Apesar de já não ter qualquer hipótese de continuar nas competições europeias e de escapar ao último lugar do seu agrupamento, o Braga entrou em campo disposto a evitar a terceira derrota na prova perante os seus adeptos. A prova disso mesmo foi o facto de os dois primeiros lances de algum perigo terem pertencido aos anfitriões, com Mossoró a atirar por cima aos três minutos, um antes de Ismaily obrigar Fernando Muslera à primeira defesa da noite.

O conjunto "arsenalista" continuava a revelar-se bem mais perigoso e Éder só não fez o 1-0 aos 15 minutos, após um passe de Mossoró, porque Felipe Melo apareceu na altura certa para desviar para canto. O omnipresente Mossoró voltou a estar na origem de mais uma oportunidade no minuto seguinte, quando cruzou e permitiu a Paulo Vinícius alvejar a baliza de uma posição privilegiada, mas o remate do central brasileiro encontrou pela frente Dany Nounkeu e o lance resultou em mais um canto.

O Galatasaray não dava sinais de reacção e acabou por pagar bem cara a sua ineficácia, decorria o minuto 32. Felipe Melo não conseguiu aliviar uma bola cruzada do lado direito e disso se aproveitou Mossoró para, com um ligeira flecção para o meio e um remate pleno de colocação, dar ao Braga uma justa vantagem no marcador. O tento sofrido fez, finalmente, despertar os turcos da sua letargia e o capitão Selçuk İnan viu Quim negar-lhe o 1-1 com uma excelente defesa na sequência de um livre directo a cinco minutos do intervalo.

Virtualmente eliminado face ao empate que se ia verificando no outro jogo do grupo, o técnico turco Fatih Terim não hesitou e lançou duas caras novas para a segunda parte: Aydin Yilmaz e Nordin Amrabat. A aposta demorou 13 minutos a surtir efeito, com Amrabat a centrar na perfeição da esquerda e a proporcionar o desvio certeiro de cabeça a Burak Yilmaz, que assim se juntou a Cristiano Ronaldo no topo da lista dos melhores marcadores da prova.

A partida abriu-se por completo com o golo do empate, com as duas equipas à procura do golo da vitória. Esse objectivo acabou por ser cumprido pelos visitantes, com Felipe Melo a desferir um primeiro remate que Quim conseguiu apenas defender para a frente, aparecendo Aydin Yilmaz a empurrar para o fundo da baliza e a selar o primeiro apuramento da sua equipa para os oitavos-de-final desde 2001/02.

Última actualização: 07-12-12 1.03CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000347/match=2009575/postmatch/report/index.html#galatasaray+derrota+braga

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.