O "site" oficial do futebol europeu

Commons apura Celtic para os "oitavos"

Publicado: Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012, 22.50CET
Celtic FC 2-1 FC Spartak Moskva
Uma grande penalidade de Kris Commons, a nove minutos do fim, permitiu ao Celtic ultrapassar o Benfica no segundo lugar do Grupo G.
por Alex O'Henley
de Celtic Park
Commons apura Celtic para os "oitavos"
Kris Commons marca o golo da vitória do Celtic de grande penalidade ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

CelticSpartak Moskva

Golos marcados2
 
1
à baliza8
 
5
para fora3
 
4
Cantos11
 
1
Foras-de-jogo0
4
Faltas cometidas14
 
29
Cartões amarelos2
 
5
Cartões Vermelhos0
1
Posse de bola(%)40
 
60

Classificação

Última actualização: 19/06/2013 21:26 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
 
Publicado: Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012, 22.50CET

Commons apura Celtic para os "oitavos"

Celtic FC 2-1 FC Spartak Moskva
Uma grande penalidade de Kris Commons, a nove minutos do fim, permitiu ao Celtic ultrapassar o Benfica no segundo lugar do Grupo G.

Uma grande penalidade apontada por Kris Commons a nove minutos do final apurou o Celtic FC para os oitavos-de-final da UEFA Champions League pela primeira vez em cinco épocas, tendo a vitória tangencial sobre o FC Spartak Moskva assegurado o segundo lugar no Grupo G.

Os campeões escoceses iniciaram o encontro em igualdade pontual com o SL Benfica, mas necessitava de um melhor resultado que os portugueses para se apurarem para fase seguinte pela primeira vez desde 2007/08. Tudo parecia bastante promissor quando, aos 21 minutos, Gary Hooper adiantou os escoceses no marcador, mas, ainda antes do intervalo, Ari empatou a partida com um refinado chapéu. Com o tempo a escassear, o Celtic pressionou à procura da vitória e seria recompensado quando Giorgos Samaras foi derrubado na área por Marek Suchý e Commons converteu a respectiva grande penalidade, rematando forte com a bola a embater na trave antes de se colar às redes, assegurando um resultado que, combinado com o empate do Benfica em Espanha, proporcionou grandes festejos após o apito final.

Os visitantes entraram mais facilmente no encontro e criaram a primeira ocasião, quando Kim Källström combinou com Artem Dzyuba à entrada da área antes de rematar em arco, mas ligeiramente ao lado do poste da baliza de Fraser Forster.

Contudo, foi a equipa da casa que chegou à liderança do marcador e logo no seu primeiro ataque digno de registo. Juan Insaurralde não conseguiu interceptar um passe longo de Samaras, tendo a bola batido no calcanhar do sul-americano e continuado na direcção de Hooper, que bateu Sergei Pesyakov com um forte disparo rasteiro.

Commons esteve, depois, perto de duplicar a vantagem do Celtic, aproveitando um alívio de cabeça para rematar de longe para uma excelente defesa de Pesyakov sobre a linha de golo. Ao invés, foi o Spartak que marcou de seguida, com Emmanuel Emenike a mostrar poderio físico ao resistir à proximidade de três adversários antes de servir um desmarcado Ari. Apesar de ter ficado desenquadrado com a baliza, o brasileiro conseguiu, com um toque em habilidade, fazer a bola passar sobre Forster que, entretanto, deixara os postes, sendo que Kelvin Wilson não conseguiu, depois, aliviar a bola sobre a linha de golo.

Com o Benfica em branco em Barcelona, a equipa de Neil Lennon surgiu para o segundo tempo com renovada determinação. Samaras fez a bola passar muito perto do poste com um remate à meia-volta, na sequência de um cruzamento de Mikael Lustig. Entretanto, o treinador-interino do Spartak, Valeri Karpin, trocou Ari por Aiden McGeady pouco depois dos 60 minutos, tendo o antigo jogador do Celtic recebido um caloroso aplauso ao entrar em campo.

No entanto, os adeptos da equipa da casa tinham assuntos mais prementes para resolver, uma vez que o conjunto escocês ainda precisava de um segundo golo. Charlie Mulgrew até esteve perto de consegui-lo, mas Pesyakov sacudiu o seu cabeceamento por cima da trave na sequência de um canto de Commons, jogador que viria a sentenciar o encontro, após Samaras ter sido derrubado na área.

O Spartak ainda viu Källström ser admoestado com o segundo cartão amarelo por uma falta sobre Commons e o Celtic resistiu até final, carimbando o seu lugar no sorteio de 20 de Dezembro.

Última actualização: 09-12-12 3.40CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000347/match=2009573/postmatch/report/index.html#commons+apura+celtic

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.