O "site" oficial do futebol europeu

Estreante Watt dá vitória ao Celtic

Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 23.00CET
Celtic FC 2-1 FC Barcelona
Numa noite memorável, o golo de Tony Watt, estreante na UEFA Champions League, foi decisivo para a vitória da equipa de Neil Lennon.
por Alex O'Henley
de Celtic Park
Estreante Watt dá vitória ao Celtic
Fraser Forster defende aos pés de Lionel Messi ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

CelticBarcelona

Golos marcados2
 
1
à baliza4
 
14
para fora1
 
10
Cantos2
 
7
Foras-de-jogo4
 
1
Faltas cometidas11
 
8
Cartões amarelos1
 
2
Cartões Vermelhos0
 
0
Posse de bola(%)27
 
73

Classificação

Última actualização: 19/06/2013 21:22 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
 
Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 23.00CET

Estreante Watt dá vitória ao Celtic

Celtic FC 2-1 FC Barcelona
Numa noite memorável, o golo de Tony Watt, estreante na UEFA Champions League, foi decisivo para a vitória da equipa de Neil Lennon.

Golos de Victor Wanyama e do estreante na UEFA Champions League, Tony Watt, valeram ao Celtic FC uma vitória memorável sobre o FC Barcelona, um dia depois de o clube ter celebrado o seu 125º aniversário.

Wanyama facturou de cabeça no seguimento de um canto, na primeira parte, e os jogadores de Neil Lennon foram obrigados a passar um mau bocado, de pressão intensa, à medida que o Barcelona procurava o empate. Os visitantes acertaram duas vezes nos ferros da baliza, antes de Watt, de 18 anos, fazer o segundo do Celtic, de nada valendo a resposta de Lionel Messi, já em tempo de compensação.

Já privado de Gary Hooper, Emilio Izaguirre e James Forrest, o Celtic sofreu mais um revés antes do jogo, com a notícia de que o capitão Scott Brown ficaria de fora, devido a doença. No entanto, os "hoops" não pareceram afectados pela longa lista de baixas, e inauguraram o marcador aos 21 minutos.

Os lances de bola parada seriam sempre importantes se o Celtic quisesse levar a melhor sobre uma equipa do Barcelona que se tem mostrado permeável no jogo aéreo nas últimas semanas, e foi o que aconteceu. No seu primeiro canto, Charlie Mulgrew fez um cruzamento largo para o poste mais distante, onde Wanyama subiu mais alto que o adversário e bateu Victor Valdés com um cabeceamento forte.

Os "blaugrana" não são o tipo de equipa que entra facilmente em pânico – como demonstraram em Camp Nou há duas semanas – e imediatamente partiram em busca do empate. Primeiro Messi e depois Andrés Iniesta combinaram à entrada da área, antes de o argentino rematar, com a bola a sofrer uma alteração de trajectória, que Fraser Forster ainda foi capaz de desviar para a barra. Momentos depois, Alexis Sánchez, com o guarda-redes já batido, cabeceou à base do poste.

A equipa de Tito Vilanova retomou a sua ofensiva após o intervalo, com Daniel Alves a ser uma ameaça constante no flanco direito. O seu duelo particular com Adam Matthews, a alinhar como lateral-esquerdo, uma posição que lhe é estranha, começava a tornar-se uma característica essencial o jogo. Mais familiar era a exibição de Forster. O inglês já tinha correspondido às expectativas no jogo anterior e voltou a salvar a sua equipa à passagem dos 60 minutos, detendo o remate de Alexis.

A 20 minutos do fim parecia que a muralha defensiva do Celtic ia finalmente ceder. O remate em arco de Messi levava selo de golo, junto ao canto inferior, até que Forster se estirou e afastou o perigo. Depois, a sete minutos do final, o Celtic Park ficou em delírio quando Watt aproveitou uma má abordagem de Xavi Hernández a um passe longo, escapando nas suas costas, e isolado perante Valdés não perdoou.

À medida que o jogo se encaminhava para o tempo de compensação, Messi reduziu a diferença, aproveitando uma bola solta depois de mais uma excelente defesa de Forster. Mas foi demasiado tarde para o Barcelona. Ninguém podia negar à formação de Glasgow a sua prenda de aniversário atrasada.

Última actualização: 09-11-12 0.16CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000347/match=2009541/postmatch/report/index.html#watt+deixa+celtic+delirio

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.