O "site" oficial do futebol europeu

Cardozo anima Benfica

Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 23.00CET
SL Benfica 2-0 FC Spartak Moskva
Óscar Cardozo entrou após o intervalo e bisou antes de falhar uma grande penalidade na primeira vitória do Benfica no Grupo G.
por Hugo Pietra
de Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Cardozo anima Benfica
Óscar Cardozo (ao centro) festeja com Lorenzo Melgarejo e Lima ©AFP/Getty Images

Estatísticas dos jogos

BenficaSpartak Moskva

Golos marcados2
 
0
à baliza5
 
5
para fora19
 
2
Cantos5
 
2
Foras-de-jogo4
 
11
Faltas cometidas11
 
25
Cartões amarelos1
 
4
Cartões Vermelhos0
1
Posse de bola(%)55
 
45

Classificação

Última actualização: 19/06/2013 21:22 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
 
Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 23.00CET

Cardozo anima Benfica

SL Benfica 2-0 FC Spartak Moskva
Óscar Cardozo entrou após o intervalo e bisou antes de falhar uma grande penalidade na primeira vitória do Benfica no Grupo G.

O SL Benfica recebeu o FC Spartak Moskva na quarta jornada da fase de grupos da UEFA Champions League, tendo garantido uma vitória por 2-0, fruto de um "bis" do avançado Óscar Cardozo.

A precisar dos três pontos para continuar a sonhar com o apuramento para os oitavos-de-final, os "encarnados" entraram ao ataque e Garay esteve perto de desviar com sucesso um livre apontado por Ola John logo aos dois minutos. O defesa argentino elevou-se no segundo poste e falhou o cabeceamento por muito pouco.

Ainda assim, aos 12 minutos, os moscovitas criaram um lance muito perigoso junto da área "encarnada". Diniyar Bilyaletdinov surgiu solto no interior da área mas o guarda-redes Artur correspondeu com uma defesa de recurso, com o pé, afastando o perigo, numa fase em que o Spartak já se tinha soltado um pouco mais.

Aos 22 minutos, grande ocasião para o Benfica. Lima recebeu a bola no interior da área, rematou em força mas Artem Rebrov defendeu, com o esférico a sobrar para Salvio, que disparou a escassos centímetros da baliza russa. No minuto seguinte, foi a vez de Enzo Peréz tentar a sorte à entrada da área, mas o remate do argentino saiu ao lado.

Os comandados de Jorge Jesus iam tentando furar a defesa russa, que revelava bom entendimento e que ia conseguindo, com menor ou maior dificuldade anular os trunfos ofensivos do Benfica.  Aos 39 minutos Rodrigo tentou de livre quebrar o nulo no marcador mas o remate do avançado saiu ligeiramente ao lado.

Após uma primeira parte sem golos, Jorge Jesus apostou em Óscar Cardozo para o segundo tempo, por troca com Rodrigo. O primeiro lance de perigo pertenceu ao Spartak, com Bilyaletdinov a testar os reflexos de Artur aos 49 minutos. No minuto seguinte, os adeptos da casa gritaram "golo", já que Cardozo colocou a bola no fundo das redes. Contudo, o lance foi invalidado por fora-de-jogo do avançado paraguaio.

Aos 53 minutos, após contra-ataque rápido do Spartak, Dmitri Kombarov rematou com perigo, para nova defesa de Artur, numa fase em que os lances de perigo rondavam ambas as balizas. O golo acabou por surgir para os da casa, aos 55 minutos. Ola John desmarcou Melgarejo, com o lateral a cruzar ao segundo poste, onde Cardozo, de cabeça, não enjeitou a hipótese de colocar o Benfica na frente do marcador.

Aos 59 minutos, Ola John rematou forte, ao lado, e André Gomes, aos 63 disparou de longe, com a bola a sair por cima. No minuto seguinte, Lima imitou o médio português, mas o remate do brasileiro passou mais perto do alvo. Aos 65, Cardozo esteve novamente perto de fazer o golo, também de cabeça, mas o esférico saiu ligeiramente por cima, ainda roçando na barra.

Aos 68 minutos, Cardozo acabaria mesmo por bisar, na sequência de um cruzamento de Ola John no lado esquerdo. O dianteiro "encarnado", de pé esquerdo, "fuzilou" Rebrov para o 2-0. Aos 73 minutos, na resposta, o Spartak esteve muito perto de reduzir, mas o remate de Artem Dzyuba foi superiormente defendido por Artur.

Aos 75 minutos, o avançado paraguaio foi derrubado na área quando se preparava para rematar à baliza, com Nicolas Pareja a receber ordem de expulsão. Chamado a converter o castigo máximo, Cardozo acertou com estrondo na barra, enjeitando a hipótese de sentenciar definitivamente a partida. Aos 83 minutos, Cardozo, em boa posição, falhou o "hat-trick", com o Benfica a segurar a vantagem até final e a sonhar ainda com o apuramento para a fase seguinte.

Última actualização: 09-11-12 0.22CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000347/match=2009540/postmatch/report/index.html#cardozo+anima+benfica

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.