O "site" oficial do futebol europeu

Moses condena Shakhtar à derrota

Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 22.55CET
Chelsea FC 3-2 FC Shakhtar Donetsk
Por duas vezes Willian fez o empate para o Shakhtar, mas o campeão levou a melhor no tempo de compensação, por Victor Moses.
por Trevor Haylett
de Stamford Bridge
Moses condena Shakhtar à derrota
Victor Moses salta mais alto para fazer o golo da vitória do Chelsea ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

ChelseaShakhtar Donetsk

Golos marcados3
 
2
à baliza9
 
8
para fora4
 
7
Cantos9
 
9
Foras-de-jogo1
 
1
Faltas cometidas10
 
14
Cartões amarelos1
 
1
Cartões Vermelhos0
 
0
Posse de bola(%)43
 
57

Classificação

Última actualização: 19/06/2013 21:22 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
 
Publicado: Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012, 22.55CET

Moses condena Shakhtar à derrota

Chelsea FC 3-2 FC Shakhtar Donetsk
Por duas vezes Willian fez o empate para o Shakhtar, mas o campeão levou a melhor no tempo de compensação, por Victor Moses.

Victor Moses fez de cabeça um golo fantástico para o Chelsea FC, no final de um encontro pulsante, que deixou o campeão com vantagem no Grupo E, depois de infligir a primeira derrota da época ao FC Shakhtar Donetsk.

Foi uma incrível reviravolta tardia, numa noite que exibiu o brilhantismo de Willian, que por duas vezes empatou para o Shakhtar – o segundo golo depois de mais um remate fantástico de Oscar – com os seus primeiros tentos na campanha europeia. O Chelsea tinha inaugurado cedo o marcador, por intermédio de Fernando Torres, mas parecia destinado a mais um empate a dois em Stamford Bridge, até à intervenção decisiva de Moses.

A partida foi intensa desde o apito inicial, com dois golos nos primeiros nove minutos. Com tanta qualidade individual em exibição, não deixa de ser curioso que o golo inaugural tenha acontecido de forma tão fortuita. O alívio apressado de Andriy Pyatov, após passe atrasado, levou a bola a embater em Torres e encaminhar-se para a baliza vazia.

No entanto, os visitantes não se deixaram abater, e, na ausência do lesionado Ashley Cole, o lado esquerdo do Chelsea começou a ceder. Fernandinho rompeu rumo à área e atrasou para Willian, que bateu Petr Čech. Nenhuma das equipas teve tempo para respirar, com Tomáš Hübschman, de ângulo apertado, a ficar perto do golo, antes de Torres atirar à malha lateral.

A capacidade do Shakhtar para manter a posse da bola sob pressão foi um extra para uma noite notável. Exemplo disso foi uma movimentação esplêndida envolvendo Fernandinho e Luiz Adriano, que terminou com Alex Teixeira a rematar ao ferro da baliza. Depois de ter estado perto do 2-1, os visitantes viram-se novamente em desvantagem.

Pyatov saiu da área para cabecear o passe em profundidade de Juan Mata para Branislav Ivanović, mas perdeu a posição e deixou a bola à disposição de Oscar. Ainda assim, o internacional tinha muito por fazer, controlando de forma soberba a bola no peito, ates de rematar em folha seca por cima de Pyatov, a 40 metros da baliza.

A festa "blue" só durou até aos dois minutos da segunda parte. Willian foi inicialmente envolvido na esquerda, mas depois surgiu no meio para desfeitear Čech, depois do passe a rasgar de Fernandindo, o belo cruzamento de Darijo Srna e a simulação de corpo de Alex.

Răzvan Raţ acertou no poste, à medida que as duas equipas procuravam o golo da vitória, que aconteceu no último lance da partida.

Última actualização: 09-11-12 0.12CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000347/match=2009537/postmatch/report/index.html#chelsea+quebra+shakhtar

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.