O "site" oficial do futebol europeu

Recuperação do Nápoles derruba Chelsea

Publicado: Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012, 22.48CET
SSC Napoli 3-1 Chelsea FC
Ezequiel Lavezzi bisou e ajudou os anfitriões a ganharem boa vantagem para Stamford Bridge daqui a três semanas.
por Richard Aikman
de Stadio San Paolo
Recuperação do Nápoles derruba Chelsea
Ezequiel Lavezzi (ao centro) festeja o 3-1 ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

NapoliChelsea

Golos marcados3
 
1
Remates à baliza8
 
6
Remates para fora7
 
9
Cantos4
 
4
Foras-de-jogo5
 
4
Faltas cometidas7
 
19
Cartões amarelos1
 
2
Cartões vermelhos0
 
0
Possessão (%)47
 
53

Classificação

 
Publicado: Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012, 22.48CET

Recuperação do Nápoles derruba Chelsea

SSC Napoli 3-1 Chelsea FC
Ezequiel Lavezzi bisou e ajudou os anfitriões a ganharem boa vantagem para Stamford Bridge daqui a três semanas.

O SSC Napoli parte para a segunda mão dos oitavos-de-final em boa posição, depois  de recuperar de desvantagem para ganhar de forma brilhante ao Chelsea FC, por 3-1.

Ezequiel Lavezzi foi o arquitecto do triunfo, respondendo ao golo inaugural de Juan Mata, aos 27 minutos, com o seu primeiro tento na UEFA Champions League. Já depois de Edinson Cavani, à beira do intervalo, ter colocado os napolitanos em vantagem, o argentino voltou a assumir o papel principal e bisou na partida.

A vitória foi mais do que merecida para a formação da Serie A, já que, ajudado por um público da casa fervoroso, o Nápoles assumiu quase todas as despesas do jogo. Inicialmente tentou contrariar uma linha defensiva avançada com bolas em profundidade e podia ter chegado à vantagem nos primeiros dez minutos, quando o passe de Paolo Cannavaro desmarcou Lavezzi. Petr Čech interceptou o lance rapidamente e, mais tarde, com o pé, negou o golo a Cavani, após passe primoroso de Gökhan Inler.

As preocupações do Chelsea com lesões pioraram quando Ashley Cole, considerado inapto para alinhar de início, teve de substituir o português José Bosingwa aos 12 minutos (o compatriota Raul Meireles também foi titular, tal como os brasileiros David Luiz e Ramires). O astuto Nápoles rapidamente centrou a atenção no seu flanco direito, por onde Christian Maggio irrompeu, depois de combinação com Lavezzi, e obrigou Čech a mais uma defesa. O Chelsea atacava esporadicamente e parecia que só chegaria ao golo num erro defensivo do adversário.

Morgan De Sanctis, pressionado por Didier Drogba, quase cometeu um erro ao pontapear mal a bola antes de ser salvo pelos colegas da defesa. Já Cannavaro não teve tanta sorte, pois o seu mau alívio a cruzamento rasteiro de Daniel Sturridge deixou a bola à mercê de Mata e o espanhol finalizou com tranquilidade. A partir dai, ficou visível que os visitantes ganharam confiança e quase marcaram mais um golo quando David Luiz cabeceou por cima o canto de Mata, com De Sanctis mais uma vez a não conseguir interceptar o cruzamento.

Mas o Nápoles não ficou em silêncio muito mais tempo. A sete minutos do intervalo empatou, e em grande estilo, quando Lavezzi recebeu um passe de Cavani, ajeitou a bola com o pé direito e rematou em arco, a 20 metros da baliza, fazendo o seu primeiro golo na UEFA Champions League. Num jogo aberto, Sturridge entrou na área contrária, aproveitando uma desatenção dos "azzurri", mas atirou por cima. Foi um erro que viria a lamentar, já que depois Cavani colocou o Nápoles em vantagem, antecipando-se a Branislav Ivanović para concluir ao segundo poste o cruzamento largo de Inler.

Na segunda parte o Chelsea colocou mais homens na frente, na tentativa de marcar o segundo golo, mas remates de longe de Mata e Florent Malouda foram defendidos de forma segura por De Sanctis. Aos 60 minutos Salvatore Aronica efectuou um corte providencial para negar o golo a Drogba, e a equipa de André Villas-Boas teve a felicidade de não sofrer mais um golo quando Lavezzi, só com Čech pela frente, atirou ao lado, no seguimento de um contra-ataque onde também participou Cavani.

No entanto foi apenas uma questão de tempo. Aos 65 minutos, Cavani forçou a passagem por Luiz na direita e assistiu Lavezzi, que desta vez não falhou. O Chelsea voltou a pressionar no ataque, ameaçando em lances de bola parada, mas fica grato a Cole por manter os "blues" na eliminatória, antes da segunda mão, em Stamford Bridge, daqui a três semanas. A dez minutos do fim, evitou o golo de Maggio, cortando a bola em cima da linha após uma arrancada e passe atrasado de Marek Hamšík.

Última actualização: 23-02-12 10.52CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2012/matches/round=2000264/match=2007666/postmatch/report/index.html#napoles+derruba+chelsea

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.