O "site" oficial do futebol europeu

Lacazette premeia vocação ofensiva do Lyon

Publicado: Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012, 22.46CET
Olympique Lyonnais 1-0 APOEL FC
Os franceses estão na frente da eliminatória, graças a um tento algo feliz de Alexandre Lacazette, no segundo tempo.
por Matthew Spiro
de Stade de Gerland
Lacazette premeia vocação ofensiva do Lyon
Alexandre Lacazette festeja o golo da vitória junto de Lisandro ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

LyonAPOEL

Golos marcados1
 
0
Remates à baliza5
 
1
Remates para fora10
 
0
Cantos7
 
4
Foras-de-jogo1
 
2
Faltas cometidas15
 
12
Cartões amarelos0
2
Cartões vermelhos0
 
0
Possessão (%)63
 
37

Classificação

 
Publicado: Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012, 22.46CET

Lacazette premeia vocação ofensiva do Lyon

Olympique Lyonnais 1-0 APOEL FC
Os franceses estão na frente da eliminatória, graças a um tento algo feliz de Alexandre Lacazette, no segundo tempo.

Alexandre Lacazette manteve o seu bom registo na hora de finalizar, ao dar ao Olympique Lyonnais uma escassa vantagem nestes oitavos-de-final, sobre o APOEL FC.

Titular em detrimento de Bafétimbi Gomis, autor de quatro golos no seu último jogo na UEFA Champions League, Lacazette justificou a aposta de Rémi Garde ao marcar o único golo da partida, no minuto 58. O avançado de 20 anos somou o seu quinto golo em outros tantos encontros, que reflectiu apenas parte do domínio francês ante um campeão de Chipre, que apenas obrigou Hugo Lloris a aplicar-se numa ocasião. A equipa cipriota vai tentar dar a volta à eliminatória sem o concurso do médio português Hélio Pinto, suspenso depois de ter visto um cartão amarelo na segunda parte.

O treinador do Lyon mostrou a sua insatisfação após a derrota de sábado em casa ante o SM Caen e fez quatro alterações na equipa. Dois dos entrados cedo se destacaram, com Lacazette e Ederson a tabelarem com Lisandro e Michel Bastos, situações que obrigavam a defesa visitante a trabalho redobrado.

Ederson foi o primeiro a testar o guardião Dionisios Chiotis, a passe de Lacazette, mas o seu remate, no minuto 15, saiu sem a potência necessária. A seguir, os papéis inverteram-se, com Lacazette a isolar-se, mas estava em fora-de-jogo. A jogar os oitavos-de-final pela nona vez consecutiva, a experiência do OL não fazia a diferença ante o adversário bem mais inexperiente, que juntava uma grande concentração defensiva a um guarda-redes em forma, como armas principais para manter o nulo até quase à hora de jogo.

A abordagem ao jogo da equipa de Ivan Jovanović quase sofreu forte abalo, no minuto 25, quando um remate à queima-roupa de Anthony Réveillère foi seguido por uma recarga de Bastos, cujo disparo embateu na cabeça de Paulo Jorge. Lacazette continuava a destacar-se, com o internacional francês de Sub-21 a disparar forte à entrada da área, sendo também sua a principal oportunidade da primeira parte, quando, no minuto 40, obrigou Chiotis a grande intervenção.

O emblema da Ligue 1 estava perto do golo e criou outro lance de muito perigo, dois minutos após o recomeço. Um inteligente passe de Michel Bastos com a parte de fora do pé esquerdo soltou Ederson, que depois de contornar Chiotis, viu o seu remate ser interceptado por Paulo Jorge, de carrinho.

Se a sorte tinha falhado aos da casa até ali, no minuto 58, ela tornou-se decisiva para os franceses. Jimmy Briand estava pronto para entrar em campo e o homem que ele deveria ir substituir, Lacazette, entrou pela esquerda, flectiu para o meio e disparou forte, com a bola a desviar em Paulo Jorge e a bater Chiotis. Garde não alterou a substituição, com Lacazette a sair, momentos depois, sob o forte aplauso dos adeptos.

Os sete vezes campeões de França continuavam por cima, com Bastos a falhar o segundo golo ao acertar na rede lateral, depois de isolado por Lisandro. Os ruidosos adeptos cipriotas quase se calaram quando Nuno Morais por pouco não marcou na própria baliza, ao querer cortar um cruzamento de Briand. O APOEL também teve o seu lance de perigo e quase marcou, com o entrado Gustavo Manduca a lembrar que a eliminatória continua em aberto, ao obrigar Lloris a defender com a ponta dos dedos para canto, no minuto 88.

Última actualização: 23-02-12 13.01CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2012/matches/round=2000264/match=2007665/postmatch/report/index.html#lacazette+coloca+lyon+frente