Real Madrid: Máquina de vencer perfeita

Joe Walker, repórter que acompanha o Real Madrid, começa a habituar-se a ver o clube erguer o troféu da UEFA Champions League.

Mais uma época e mais um passeio de Sergio Ramos com o troféu
Mais uma época e mais um passeio de Sergio Ramos com o troféu ©Getty Images

Mais uma época, mais um título da UEFA Champions League para o Real Madrid. Vencer já não é tanto um hábito, mas algo que faz parte da essência do clube. Esta equipa do Real Madrid é a máquina de vencer perfeita, numa busca incessante pela glória.

"El Madrid es el Madrid" (o Madrid é o Madrid) dizem em Espanha: ele traça objectivos e cumpre-os, seja de que maneira for, com maior ou menor dificuldade, e é viciado em sucesso. Existe para noites como a de sábado, em Kiev.

Foi a melhor equipa frente ao Liverpool, anulando o temível trio de ataque dos "reds" e controlando o meio-campo. Toda a sua experiência e competência vieram ao de cima de tal modo que o vencedor do duelo raramente pareceu em dúvida. Mesmo quando sofreu o empate não se desviou do plano traçado e controlou a posse da bola, fazendo-a circular e jogando ao ritmo que sabe.

Veja o resumo do triunfo histórico do Real Madrid
Veja o resumo do triunfo histórico do Real Madrid

A astúcia de Karim Benzema no golo inaugural, a qualidade pura de Gareth Bale no 2-1 e a sorte de que todos os campeões precisam, no tercerito tento, ilustram de forma perfeita a recente série vitoriosa do Real Madrid nesta competição.

É o rei da Europa pela terceira época consecutiva. De forma notável, e desde que se mudou para Madrid no final de 2013, este vosso correspondente só viu os "merengues" serem eliminados uma vez nas últimas cinco edições da UEFA Champions League, e mesmo nessa ocasião foi numa fase adiantada da prova (meias-finais).

"Esta equipa é lendária", disse radiante o lateral Marcelo após o apito final. "Defrontámos a melhor equipa do respectivo país, merecemos estar na final e fizemos algo histórico."

De facto, após se ter tornado na primeira equipa a revalidar o título no actual formato da UEFA Champions League, seria fácil relaxar e gozar o sucesso, mas o Real Madrid não é assim. Muito pelo contrário, isso só serviu para o entusiasmar ainda mais e completar um "hat-trick" de títulos, passando agora a somar 13.

A terminar, Marcelo deixou um aviso à navegação: "Não temos limites. Vamos voltar na próxima época, desejosos de mais." Com a final de 2019 em Madrid, não é descabido apontá-lo como claro favorito à vitória. Porque o Real Madrid é assim.

Topo