Real Madrid continua a dominar ranking de clubes da UEFA

O Real Madrid lidera o ranking de coeficientes de clubes da UEFA pela quarta temporada consecutiva, enquanto a Espanha continua a dominar o ranking das federações, à entrada para a época 2017/18.

O domínio do Real Madrid na UEFA Champions League reflete-se nos rankings
O domínio do Real Madrid na UEFA Champions League reflete-se nos rankings ©Getty Images

O Real Madrid seguiu para o Verão no topo do ranking de coeficientes de clubes da UEFA pela quarta temporada consecutiva, enquanto a Espanha continua a dominar o ranking das federações, à entrada para a época 2016/17.

As posições das federações na lista de acesso à UEFA Champions League e UEFA Europa League 2018/19 são determinadas com base no respectivo coeficiente estabelecido no final da temporada de 2016/17, calculado de acordo com o desempenho dos clubes desse país entre as épocas de 2012/13 e 2016/17.

Veja como o Real Madrid revalidou o título
Veja como o Real Madrid revalidou o título

O Real Madrid ultrapassou o Barcelona no topo do ranking, baseado no desempenho nas últimas cinco épocas nas provas de clubes da UEFA, quando conquistou a UEFA Champions League 2013/14. O seu coeficiente era, então, de 161,542; agora é de 176,999, registo que constitui um recorde, com a formação madrilena a deter uma vantagem de 22,100 pontos sobre o clube que surge no segundo lugar, o Bayern Munique.

Com Barcelona e Atlético Madrid a seguirem no terceiro e quarto lugar, respectivamente, a Juventus subiu quatro lugares e é agora quinta classificada, enquanto o Chelsea desceu cinco postos, para o décimo lugar, depois de ter ficado fora das competições europeias na última época. O Sevilha é a única entrada nova no top dez, depois de ter subido seis lugares, ocupando agora o oito posto ao substituir os pontos de uma eliminação no "play-off" da UEFA Europa League em 2011/12 pelos da sua recente campanha até aos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2016/17.

Logo a seguir ao Sevilha, no nono lugar, surge a primeira equipa portuguesa no ranking, o Benfica, que contudo perdeu cinco lugares em relação à sua posição no ranking no final de 2015/16. A segunda equipa portuguesa é o Porto, no 13º lugar, com os "dragões" a ascenderem três posições comparativamente à posição ocupada no final da temporada passada. Mais abaixo no ranking, o Braga ultrapassou o Sporting e é agora o terceiro clube português do ranking de clubes da UEFA, no 55º posto, com os "verde-e-brancos" a caírem do 40º para o 57º lugar ao verem desaparecer da sua contabilidade para o ranking a temporada de 2011/12, na qual atingiram as meias-finais da UEFA Europa League.

Resumo: Manchester United vence Europa League
Resumo: Manchester United vence Europa League

Quanto a outros clubes, o triunfo do Manchester United na UEFA Europa League permitiu aos "red devils" subirem do 20º para o 15º lugar, merecendo igualmente destaque a subida de 29 lugares do Mónaco, para o 29º posto, de 19 lugares do Beşiktaş (para 43º), de 59 lugares do Rostov (para 87º), de 125 lugares do Hapoel Beer-Sheva (para 150) e de 159 lugares do Dundalk (para 237º). O Leicester City não figurava no ranking antes desta temporada, por não ter estado nas provas europeias nas anteriores cinco temporadas, mas é ocupa agora o 56º lugar.

No que toca ao ranking das federações, A Espanha ultrapassou a Inglaterra no topo em 2012/13 e não mais largou a liderança desde então, somando uma vantagem de mais de 25 pontos sobre a segunda classificada, a Alemanha. A Inglaterra segue no terceiro posto, à frente da Itália, com a França a ocupar agora o quinto lugar, depois de ela e também a Rússia, agora sexta classificada, terem ultrapassado Portugal no ranking.

De acordo com a lista de acesso revista para o reformulação das competições europeias de clubes a partir de 2018, as quatro primeiras federações do ranking vão ter direito, cada uma, a quatro lugares garantidos na fase de grupos da UEFA Champions League, enquanto as federações que ocupem os quinto e sexto lugares garantem duas entradas directas nessa fase de grupos e um lugar na fase de qualificação para o clube que terminar no terceiro lugar da respectiva Liga.

PARA REFERÊNCIA: a lista de acesso a ser utilizada para alocar as equipas para as competições europeias de clubes de 2017/18 tem por base a posição do respectivo país no ranking de coeficientes de clubes das federações da UEFA no final da época de 2015/16 (que considera o desempenho nas temporadas de 2011/12, 2012/13, 2013/14, 2014/15 e 2015/16). O ranking com os resultados de 2016/17 será utilizado para alocar os clubes em 2018/19.

Os cabeças-de-série para as competições de selecções nacionais da UEFA são ditados pelo Ranking de Coeficientes de Selecções Nacionais da UEFA: a actualização mais recente data de 26 de Março e será usada de seguida para determinar os cabeças-de-série para o sorteio da fase de qualificação do UEFA EURO 2020 e as divisões da edição inaugural da UEFA Nations League.

Ranking de coeficientes de clubes da UEFA: líderes no final das últimas dez temporadas
Temporada: Clube líder/Federação líder
2016/17: Real Madrid/Espanha
2015/16: Real Madrid/Espanha
2014/15: Real Madrid/Espanha
2013/14: Real Madrid/Espanha
2012/13: Barcelona/Espanha
2011/12: Barcelona/Inglaterra
2010/11: Manchester United/Inglaterra
2009/10: Barcelona/Inglaterra
2008/09: Barcelona/Inglaterra
2007/08: Chelsea/Inglaterra

Topo