Quem são os jogadores de um só clube nas principais Ligas da Europa?

Francesco Totti decidiu terminar a carreira após 25 anos ao serviço da Roma, o clube da cidade onde nasceu. O UEFA.com destaca os principais jogadores fiéis a um único clube nas principais ligas da Europa.

Francesco Totti terminou toda uma carreira ao serviço da Roma no domingo
Francesco Totti terminou toda uma carreira ao serviço da Roma no domingo ©Getty Images

Este domingo, após 25 épocas ao serviço do clube da sua cidade natal, Francesco Totti realizou o 786º e último jogo pela Roma. Com a retirada do atacante italiano, de 40 anos, decidimos descobrir quem são os jogadores no activo nas principais ligas da Europa que envergaram sempre a camisola do mesmo clube? Confira a ilustre lista em baixo.

Critério

Os jogadores têm de ter cumprido toda a carreira como seniores no mesmo clube e nunca podem ter representado outra equipa, nem por empréstimo. Destacámos as oito maiores ligas de acordo com os coeficientes da UEFA.

Espanha: Andrés Iniesta (Barcelona)


Épocas: 15, jogos oficiais: 624

O golo que decidiu a final do Campeonato do Mundo de 2010 confirmou Iniesta como uma das maiores estrelas do futebol, mas já há muito que o médio era titular indiscutível no seu clube e na selecção de Espanha. Esteve soberbo no UEFA EURO 2008, foi eleito Melhor Jogador do Torneio quando a Espanha renovou o título ao vencer o UEFA EURO 2012. Iniesta é há muito uma das figuras do Barcelona e a sua elegância é fundamental para o futebol "tika-taka". Ao lado de Xavi Hernández, foi a força motriz da equipa catalã que conquistou por três vezes a UEFA Champions League.


Thomas Müller do Bayern
Thomas Müller do Bayern©AFP/Getty Images

Alemanha: Thomas Müller (Bayern)

Épocas: 9, jogos oficiais: 394

Müller chegou ao Bayern em 2000, com apenas dez anos, e ganhou um lugar na equipa principal em 2009/10, sob o comando de Louis van Gaal, depois de alguma participações esporádicas na época anterior. Sete anos depois já soma seis títulos da Bundesliga, quatro Taças da Alemanha e a UEFA Champions League (em 2013), marcou 161 golos pelo Bayern, isto sem esquecer o triunfo no Campeonato do Mundo da FIFA 2014 com a Alemanha.

Inglaterra: Andy King (Leicester City)

Épocas: 10, jogos oficiais: 363

King não tinha qualquer ligação ao Leicester quando chegou ao clube com 15 anos, depois de dispensado ao terminar o contrato de formação em Stamford Bridge. O médio galês manteve-se fiel ao clube nos momentos mais difíceis, jogou em três divisões diferentes, conseguiu duas subidas e contribuiu para a sensacional conquista do título da Premier League em 2015/16.

Totti e De Rossi
Totti e De Rossi

Itália: Daniele De Rossi (Roma)

Épocas: 16, jogos oficiais: 557
Com o adeus de Totti, o jogador que ficou conhecido como "o oitavo rei de Roma" não tem de ir longe para encontrar o seu sucessor como o jogador há mais tempo ao serviço de um clube em Itália: chegou a vez de De Rossi. O médio de  33 anos, quinto mais internacional por Itália, acaba de completar a 16ª época no clube da sua cidade natal. Estreou-se em Outubro de 2011, sob o comando de Fabio Capello, entrando na equipa principal logo após a conquista do último “scudetto” dos romanos, que depois disso ficaram por sete vezes no segundo lugar.

França: Loïc Perrin (St-Étienne)

Épocas: 14, jogos oficiais: 353
Totti não é o único jogador de um só clube que se terminou a carreira este Verão. Nicolas Seube também pendurou as botas após 520 jogos pelo Caen, uma decisão que deixa Perrin como o jogador há mais tempo ao serviço de um clube francês. O defesa-central chegou ao St-Étienne há 20 anos e tem sido o capitão de equipa na última década.

Igor Akinfeev do CSKA Moscovo
Igor Akinfeev do CSKA Moscovo©Getty Images

Rússia: Igor Akinfeev (CSKA Moscovo)

Épocas: 14, jogos oficiais: 522

Akinfeev chegou ao clube do exército com apenas quatro anos e estreou-se na baliza da equipa principal aos 17 anos, em Março de 2003, conquistando pouco depois a titularidade. O guarda-redes já é o jogador com mais partidas disputadas pelo CSKA e bateu o recorde de Lev Yashin de jogos sem sofrer golos em 2014.

Portugal: Rui Patrício (Sporting)

Épocas: 11, jogos oficiais: 412

Chegou à equipa principal com 18 anos, devido a uma crise de lesões, e mostrou qualidades ao defender uma grande penalidade num triunfo por 1-0. Rui Patrício conquistou a titularidade no clube de Alvalade na época seguinte, nunca mais deixou a baliza e é o terceiro jogador com mais desafios disputados pelo clube, sendo o recordista de encontros europeus, com 79. Foi decisivo no triunfo de Portugal no UEFA EURO 2016.

Yaroslav Rakitskiy do Shakhtar
Yaroslav Rakitskiy do Shakhtar©AFP/Getty Images

Ucrânia: Yaroslav Rakitskiy (Shakhtar)

Épocas: 8, jogos oficiais: 275
Filho de um mineiro, Rakitskiy passou, naturalmente, toda a carreira ao serviço dos “mineiros. O defesa-central ganhou um lugar na equipa em 2009, quando Dmytro Chygrynskiy saiu para o Barcelona, e aos 27 anos já venceu seis campeonatos e cinco Taças da Ucrânia. O esquerdino renovou contrato com o Shakhtar por mais cinco anos em Abril.