Juventus - Barcelona: encontros anteriores, estatísticas e reacções

Quase dois anos depois de terem disputado a final em Berlim, Juventus e Barcelona vão reencontrar-se nos quartos-de-final, mas Pavel Nedvěd e Claudio Marchisio garantem que não estão a pensar na desforra.

Andrés Iniesta, do Barcelona, num duelo com Claudio Marchisio, da Juventus
Andrés Iniesta, do Barcelona, num duelo com Claudio Marchisio, da Juventus ©Getty Images

Quando são os jogos?
Primeira mão, Turim: Terça-feira, 11 de Abril
Segunda mão, Barcelona: Quarta-feira, 19 de Abril

Confrontos directos
Jogos: 7
Juventus: 2 (golos 7)
Barcelona: 3  (golos 10)
Empates: 2

Resumo da final de 2015: Barcelona 3-1 Juventus
Resumo da final de 2015: Barcelona 3-1 Juventus

Encontros anteriores (Sempre na Taça dos Campeões Europeus/Champions League a não ser que especificado)
2014/15 F: Juventus 1-3 Barcelona
2002/03 QF: Juventus 1-1 Barcelona, Barcelona 1-2aet Juventus (tot: 3-2 para a Juventus)
1990/91 ECWC SF: Barcelona 3-1 Juventus, Juventus 1-0 Barcelona (tot: 3-2 para o Barcelona)
1985/86 QF: Barcelona 1-0 Juventus, Juventus 1-1 Barcelona (tot: 2-1 para o Barcelona)

As equipas também se defrontaram na segunda eliminatória da Taça das Cidades com Feira de 1970/71, a prova sem o apoio da UEFA que foi a antecessora da Taça UEFA. A Juve venceu ambos os jogos por 2-1.

Sabia que?
• Esta eliminatória vai possibilitar o regresso a Camp Nou de Dani Alves, que trocou o Barcelona pela Juventus no final da época passada. Alves jogou contra os italianos na final de 2015
• Para além da final em Berlim, Gianluigi Buffon também esteve nos dois jogos dos quartos-de-final de 2002/03. A Juventus eliminou depois o Real Madrid, o grande rival do Barcelona, nas meias-finais

Resumo: Juventus elimina Barcelona em 2003
Resumo: Juventus elimina Barcelona em 2003

Reacções
Pavel Nedvěd, vice-presidente da Juventus

Não sei se será a desforra da final de 2015, mas é uma eliminatória prometedora. Vamos defrontar uma das equipas mais famosas do mundo, mas a Juve melhorou muito e pode defunta-los sem receio.

Andrés Iniesta, capitão do Barcelona
Para além de ter um bloco defensivo típico das equipas italianas, a Juventus também tem jogadores que podem fazer a diferença, alguns dos melhores em todas as posições, estão a um nível muito elevado. Vai ser um embate difícil, mas queremos usar as nossas capacidades para o virar em nosso favor.

Claudio Marchisio, médio da Juventus
Será completamente diferente da final em 2015. Em Berlim foi um jogo de 90 minutos, agora teremos dois jogos com o Barcelona e não devemos encarar estes desafios como um possibilidade de desforra.

Legenda
F: Final
SF: Meia-final
QF: Quartos-de-final
ECWC: Taça dos Vencedores das Taças