Equipa das Equipas do Ano: Plantel de luxo

Com a Equipa do Ano de 2017 dos utilizadores do UEFA.com a ser lançada na próxima semana, olhamos para os jogadores que mais vezes estiveram nos eleitos nas 16 edições para criar um "onze" histórico.

©UEFA.com

Quais os jogadores que figuraram mais vezes do que os outros na Equipa do Anodo UEFA.com? Fizemos as contas e criámos um "onze" histórico.

CONFIRA A EQUIPA DO ANO DE 2016

GUARDA-REDES

Iker Casillas – 6 (2007, 08, 09, 10, 11, 12)
Real Madrid/Porto e Espanha
Capitão de Espanha no UEFA EURO 2008 e 2012, também ergueu o troféu do Campeonato do Mundo de 2010 – três das seis vezes em que entrou na Equipa do Ano. Gianluigi Buffon (quatro vezes) e Manuel Neuer (três) são os seus principais rivais na luta pela camisola nº1.

Defesas
Carles Puyol – 6 (2002, 05, 06, 08, 09, 10)

Barcelona e Espanha
Teve uma fase de ouro de 2005 para a frente ao vencer a UEFA Champions League pelo Barça em 2006, 2009 e 2011, bem como o UEFA EURO 2008 e o Mundial 2010 como esteio da defesa do seu país.

Philipp Lahm – 5 (2006, 08, 12, 13, 14)
Bayern  e Alemanha
Um dos mais consistentes jogadores europeus da última década, a série de três presenças consecutivas de Lahm na Equipa do Ano terminou em 2015.

Veja como o Real Madrid venceu em 2016
Veja como o Real Madrid venceu em 2016

Sergio Ramos – 6 (2008, 12, 13, 14, 15, 16)
Real Madrid e Espanha
Cinco presenças consecutivas atestam bem a importância do defesa do Real Madrid, recompensado antes pelo papel que desempenhou ao ajudar a Espanha a conquistar o UEFA EURO 2008.

Gerard Piqué – 5 (2010, 11, 12, 15, 16)
Barcelona e Espanha
Nomeado em sete ocasiões nos derradeiros oito anos – e escolhido em cinco delas –, Piqué continua a ter exibições consistentes tanto pelo clube como pela selecção.

MÉDIOS
Xavi Hernández – 5 (2008, 09, 10, 11, 12)

FC Barcelona e Espanha
Nomeado em 2005, apenas na segunda ocasião, em 2008, Xavi conseguiu ser realmente eleito – e depois foi difícil desalojá-lo perante o sucesso sem precedentes ao nível do clube e da selecção que o fizeram figurar na equipa durante cinco anos seguidos.

Andrés Iniesta – 6 (2009, 10, 11, 12, 15, 16)
Barcelona e Espanha
Tal como Xavi, parceiro no meio-campo, assim que entrou na Equipa do Ano Iniesta não mais cedeu o lugar até 2013, mas voltou em grande em 2015 e manteve o lugar no ano passado.

Steven Gerrard – 3 (2005, 06, 07)
Liverpool e Inglaterra
Um dos cinco médios a ter sido escolhido três vezes, as sete nomeações foram vitais para colocar o emblemático jogador do Liverpool no melhor "onze" de sempre, à custa de Kaká (cinco nomeações), Ronaldinho (quatro), Pavel Nedvěd (três) e Zinédine Zidane (três).

AVANÇADOS
Cristiano Ronaldo – 11 (2004, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16)
Manchester United/Real Madrid e Portugal
Nomeado por 13 vezes, registo recorde, a estrela de Portugal foi eleito para a Equipa do Ano por dez vezes, mais três do que qualquer outro jogador. A equipa de 2016 assinalou a sua décima presença consecutiva.

Veja todos os 100 golos de Messi na Europa
Veja todos os 100 golos de Messi na Europa

Lionel Messi – 8 (2008, 09, 10, 11, 12, 14, 15, 16)
Barcelona e Argentina
Tal como Ronaldo, Messi foi inicialmente categorizado como médio e somou a primeira de 11 nomeações seguidas em 2006. Desde a estreia, em 2008, falhou apenas por uma vez a escolha para a Equipa do Ano, em 2013.

Thierry Henry – 5 (2001, 02, 03, 04, 06)
Arsenal e França
Nomeado nas seis primeiras edições, a consistência de Henry foi tal que entrou nas escolhas finais cinco vezes, incluindo nas primeiras quatro – único jogador a consegui-lo.

Topo