Derrota não abala Barcelona

"A derrota por 2-0 é um rude golpe", reconheceu Carles Puyol, enquanto Daniel Alves elogiou a exibição do Milan, mas ambos acreditam que ainda é possível a reviravolta na eliminatória.

A desilusão de Lionel Messi contrasta com a festa dos jogadores do Milan
A desilusão de Lionel Messi contrasta com a festa dos jogadores do Milan ©AFP/Getty Images

O capitão Carles Puyol reconheceu que a derrota do FC Barcelona, por 2-0, no reduto do AC Milan, na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, foi um "rude golpe", mas explicou que o segundo jogo "vai ser como uma final". O colega de equipa Daniel Alves elogiou a exibição do Milan, mas continua a acreditar no apuramento.

Carles Puyol, capitão do Barcelona
A derrota por 2-0 é um rude golpe. Sabíamos que não seria fácil defrontar uma equipa como o Milan e eles jogaram com uma atitude muito guerreira. Foram muito agressivos e quase não nos deixaram jogar. Controlámos o jogo durante a maior parte do tempo, mas não conseguimos criar verdadeiras oportunidades de golo. Por outro lado, os italianos foram muito sólidos na defesa e ainda conseguiram marcar dois golos.

Na segunda mão, em Barcelona, temos de jogar de forma diferente. Não vai ser fácil anular esta desvantagem, mas acreditamos nas nossas capacidades e na motivação suplementar que vai ser dada pelos adeptos em Camp Nou. Estamos habituados a estes grandes desafios, este jogo vai ser como uma final. Sabemos o que vamos encontrar em Barcelona.

Daniel Alves, defesa do Barcelona
O Milan fez uma excelente exibição e mereceu ganhar o jogo. Não podemos esquecer que ainda falta a segunda mão, estamos a meio deste desafio. Acredito que temos hipóteses de passar à segunda eliminatória.

Topo