O "site" oficial do futebol europeu

Benfica e Spartak não desistem

Publicado: Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012, 0.50CET
Óscar Cardozo, Ola John e Kim Källström reflectiram sobre a situação complicada de Benfica e Spartak no Grupo G após a surpreendente vitória do Celtic sobre o Barcelona.
por Andy Brassell e Hugo Pietra
de Estádio do Sport Lisboa e Benfica

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...
 
 
 
Publicado: Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012, 0.50CET

Benfica e Spartak não desistem

Óscar Cardozo, Ola John e Kim Källström reflectiram sobre a situação complicada de Benfica e Spartak no Grupo G após a surpreendente vitória do Celtic sobre o Barcelona.

Óscar Cardozo teve contributo decisivo no vencedor da partida, após entrar ao intervalo do jogo entre SL Benfica e FC Spartak Moskva, esta quarta-feira, ao marcar dois golos e acertar duas vezes nos ferros da baliza, a segunda na marcação de um penalty por si conquistado. Ainda assim, um sentimento de desilusão pairou no ar no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, depois da vitória surpreeendente do Celtic FC sobre o FC Barcelona ter deixado o campeão da Escócia bem colocado no Grupo G atrás do gigante da Catalunha. Cardozo, o colega de equipa Ola John e o médio do Spartak, Kim Källström, foram unânimes: as esperanças de apuramento das respectivas equipas na UEFA Champions League "complicaram-se".

Ganhar ao Celtic, depois empatar ou ganhar em Barcelona serve para seguirmos em frente. Tudo está nas nossas mãos e vamos lutar até ao fim
Óscar Cardozo
É difícil, renhido, tal como a UEFA Champions League deve ser. Ainda não acabou, mas agora está extremamente complicado
Kim Källström

Óscar Cardozo, avançado do Benfica
Entrei em campo e rapidamente me entendi bem com os colegas de equipa. [A situação no grupo] é complicada, mas tudo depende de nós. Ganhar ao Celtic, depois empatar ou ganhar em Barcelona serve para seguirmos em frente. Tudo está nas nossas mãos e vamos lutar até ao fim. Tive pena de não marcar o penalty. Umas vezes entram, outras não, mas os golos que marquei foram importantes para mim e para a equipa. Sabemos que estamos em boa forma neste momento. Não sofremos golos há três jogos e é importante para o adversário saber que podemos marcar a qualquer momento.

Ola John, extremo do Benfica
Hoje alcançámos um bom resultado – precisávamos dos pontos. A vitória do Celtic? Primeiro temos que olhar para o nosso resultado antes de pensar nos outros jogos. As equipas estão perto umas das outras, com pouca diferença pontual, e a bola é redonda – tudo pode acontecer no futebol. Sempre senti a confiança do treinador [Jorge Jesus] e dos meus colegas. Só tenho que treinar muito e participar em jogos, aproveitando ao máximo cada minuto que tiver.

Kim Källström, médio do Spartak
Defrontámos uma equipa forte. Eles jogaram muito bem, pressionaram bastante e mereceram a vitória. Hoje foi precisamente o inverso do que se passou em Moscovo. Eles dominaram tal como nós tínhamos feito no Luzhniki, há duas semanas, quando estávamos em vantagem. Claro que é decepcionante [deixarmos escapar vantagens no grupo]. Temos estado à frente em todos os jogos e é preciso manter isso. As quatro equipas são fortes. É difícil, renhido, tal como a UEFA Champions League deve ser. Ainda não acabou, mas agora está extremamente complicado.

Última actualização: 04-12-13 19.05CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1889405.html#benfica+spartak+desistem

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.