O "site" oficial do futebol europeu

UEFA Champions League em números

Publicado: Segunda-feira, 21 de Maio de 2012, 16.00CET
Desde os feitos heróicos do APOEL ao primeiro troféu ganho pelo Chelsea perante uma sala cheia de líderes políticos mundiais, o UEFA.com resume a época da UEFA Champions League.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...
 
 
 
Publicado: Segunda-feira, 21 de Maio de 2012, 16.00CET

UEFA Champions League em números

Desde os feitos heróicos do APOEL ao primeiro troféu ganho pelo Chelsea perante uma sala cheia de líderes políticos mundiais, o UEFA.com resume a época da UEFA Champions League.

O UEFA.com resume todos os números que interessam na edição 2011/12 da UEFA Champions League, incluindo uma série de recordes e o culminar do primeiro troféu conquistado pelo Chelsea FC.

0: Três clubes não conseguiram somar qualquer ponto na fase de grupos: Villarreal CF, FC Oţelul Galaţi e GNK Dinamo Zagreb.

1: O APOEL FC (de Paulo Jorge, Hélio Pinto, Nuno Morais e, mais tarde de Hélder Sousa) causou espanto quando se tornou na primeira equipa de Chipre a ultrapassar a fase de grupos. O plantel de Ivan Jovanović contrariou as expectativas não apenas ao apurar-se num grupo que continha três recentes vencedores da Taça UEFA/UEFA Europa League, FC Zenit St Petersburg, FC Porto e FC Shakhtar Donetsk, mas também por lhes ter ganho. O APOEL bateu depois o Olympique Lyonnais nos oitavos-de-final e só cedeu nos quartos-de-final, eliminado pelo Real Madrid CF.

4: Nas quatro ocasiões em que Munique recebeu a final um novo nome foi acrescentado ao troféu, tendo o Chelsea seguido as pisadas de Nottingham Forest FC (1979), Olympique de Marseille e Borussia Dortmund (1997). Por coincidência, o Chelsea é o primeiro novo vencedor desde o Dortmund, há 15 anos, o primeiro de Londres, e o 22º no geral.

5: O Real tornou-se na quinta equipa a ganhar os seis jogos da fase de grupos da UEFA Champions League, depois de AC Milan (1992/93), Paris Saint-Germain FC (1994/95), Spartak (1995/96) e Barcelona (2002/03, primeira fase de grupos).

6: A final entre Chelsea e FC Bayern München foi a sexta entre equipas de Inglaterra e Alemanha. Apenas uma vez, quando o Bayern derrotou o Leeds United AFC, em 1975, é que uma equipa da Bundesliga prevaleceu.

7: Minutos que Bafétimbi Gomis precisou para marcar três golos ao Dínamo Zagreb na goleada fora por 7-1 do Lyon na sexta jornada e quebrar o recorde de 16 anos de Mike Newell, detentor do "hat-trick" mais rápido. O avançado francês acrescentaria mais um, a 20 minutos do fim, tornando-se assim no sétimo jogador a marcar quatro golos num jogo da UEFA Champions League.

8: Líderes mundiais participantes na reunião do G8, em Camp David, Estados Unidos, que assistiram à emoção da final de sábado, sublinhando uma vez mais o apelo global da UEFA Champions League.

10,84: Qualquer espectador que chegou atrasado ao Mestalla, na quarta jornada, não viu Jonas marcar o segundo golo mais rápido na história da UEFA Champions League, com menos de 11 segundos jogados na vitória do Valencia CF sobre o Leverkusen, por 3-1.

12: Após o triunfo do Chelsea, a UEFA Champions League/Taça dos Clubes Campeões Europeus foi ganha por uma equipa inglesa em 12 ocasiões; apenas Espanha (13) tem mais vencedores.

14: Lionel Messi, do FC Barcelona, tornou-se no primeiro jogador a sagrar-se melhor marcador em quatro épocas seguidas, igualando o recorde de José Altafini, do AC Milan, autor igualmente de 14 tentos, na época 1962/63.

16: Recorde de épocas diferentes da UEFA Champions League nas quais marcou o extremo do Manchester United FC, Ryan Giggs. O golo de Giggs frente ao Benfica, a 14 de Setembro de 2011, fez dele o jogador mais velho a marcar na competição, com 37 anos e 289 dias.

20: Golos marcados pelo Barcelona na fase de grupos, marca que igualou o recorde estabelecido pelo United em 1998/99.

22: Golos sofridos pelo Dínamo Zagreb na fase de grupos, mais do que qualquer outra equipa na história da UEFA Champions League.

23: Presenças do Real Madrid nas meias-finais, registo recorde, depois de defrontar o Bayern nas meias-finais. A marca dos "merengues" nas meias-finais é agora de 12 apuramentos e 11 eliminações, após terem sido afastados pela formação alemã. Bayern e Barcelona são os mais directos perseguidores, com 14 presenças cada nas meias-finais.

28: O Bayern foi a primeira equipa a disputar a Taça dos Campeões em casa nos últimos 28 anos. Na última vez que isso tinha acontecido, em 1984, a AS Roma também perdeu nos penalties frente a uma equipa inglesa, o Liverpool FC, no Stadio Olimpico.

35: Remates efectuados pelo Bayern durante os 90 minutos da final, mais do que qualquer outra equipa num jogo da UEFA Champions League esta época. Só Arjen Robben rematou à baliza 15 vezes, mais do que qualquer outro jogador numa partida da edição 2011/12. Os jogadores do Chelsea interceptaram 22 remates, número insuperável nas nove épocas anteriores da UEFA Champions League.

68: O Barcelona teve uma média de 68 por cento de posse de bola na competição desta época. O Bayern foi quem mais se aproximou, com 60 por cento.

Última actualização: 05-12-13 5.06CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1800207.html#uefa+champions+league+numeros

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.