O "site" oficial do futebol europeu

Chelsea recebido em apoteose

Publicado: Domingo, 20 de Maio de 2012, 19.00CET
A zona oeste de Londres parou para ver o Chelsea, vencedor da UEFA Champions League, desfilar com o troféu perante dezenas de milhares de adeptos.
Chelsea recebido em apoteose
O Chelsea desfila o troféu da UEFA Champions League em Londres ©Getty Images
 
 
 
Publicado: Domingo, 20 de Maio de 2012, 19.00CET

Chelsea recebido em apoteose

A zona oeste de Londres parou para ver o Chelsea, vencedor da UEFA Champions League, desfilar com o troféu perante dezenas de milhares de adeptos.

Dezenas de milhares de adeptos do Chelsea FC povoaram as ruas este domingo à tarde, quando o vencedor da UEFA Champions League desfilou o troféu – juntamente com a Taça de Inglaterra – pelo oeste de Londres.

É a segunda vez em dez anos que os jogadores vitoriosos do Chelsea embarcam em dois vistosos autocarros azuis e percorrem a Kings Road para festejar a conquista de uma "dobradinha". Mas é a primeira vez, nos seus 107 anos de história, que os "blues" festejam a conquista da Taça dos Clubes Campeões Europeus, e um mar de adeptos eufóricos alinharam-se nas ruas para participarem no momento especial.

Cerca de 70.000 adeptos compareceram para ver o Chelsea desfilar a sua "dobradinha" doméstica em 2010, e apesar de 25.000 adeptos dos "blues" regressarem da deslocação a Munique, esse número foi rivalizado no domingo à tarde, com o oeste de Londres a parar para ver a equipa deslocar-se de Stamford Bridge até Parson's Green.

Como é óbvio, os festejos na capital começaram no sábado à noite, no momento em que Didier Drogba atirou para o lado contrário de Manuel Neuer, no derradeiro remate do desempate na final da UEFA Champions League, dando o troféu à sua equipa. Foi uma ocasião importantíssima para Londres que, apesar de ser uma cidade com forte tradição futebolística, nunca antes tinha tido um campeão europeu.

Também foi um dia emotivo para os adeptos do Chelsea que, apesar de terem tido bastantes motivos para festejar desde a chegada do proprietário Roman Abramovich, em 2003, sofreram a sua quota-parte de desilusão nesta competição. Os "blues" foram eliminados nas meias-finais em 2004, 2005, 2007 e 2009, e apesar de terem chegado à final da edição 2008 da UEFA Champions League, frente ao Manchester United FC, perderam no desempate.

No entanto, toda essa mágoa parecia uma memória distante quando o autocarro parou por breves instantes em Eel Brook Common, e o capitão John Terry liderou os jogadores, ao cantar perante a multidão reunida a seus pés uma versão de "Campeões, campeões".

O microfone circulou depois por todo o andar superior, para cada uma das estrelas dizer algumas palavras. Uma versão de "Feliz aniversário" foi cantada para o guarda-redes Petr Cech, que cumpriu 30 anos, enquanto "Olá velhotes" foi a saudação de David Luiz para os adeptos, antes de oferecer a sua interpretação da famosa canção do Chelsea, "Azul é a cor".

Eventualmente, o microfone chegou ao treinador Roberto Di Matteo, que tinha ganho por duas vezes a Taça de Inglaterra e vencido a Taça das Taças de 1998 enquanto jogador do Chelsea. De imediato, este apelou aos adeptos para desfrutarem do momento. "Esperámos muito tempo por isto", disse Di Matteo. "Por isso festejem hoje, porque é um dia fantástico para o Chelsea, campeão da Europa".

Frank Lampard, que capitaneou a equipa à vitória em Munique, no lugar do castigado Terry, expressou a sua gratidão. "Este é o melhor clube do Mundo", disse. "E este é o momento mais incrível das nossas carreiras. É brilhante regressar e festejar com todos os nossos adeptos – obrigado!"

Última actualização: 21-05-12 10.11CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1799968.html#chelsea+recebido+apoteose

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.