O "site" oficial do futebol europeu

Nata japonesa ganha espaço na Europa

Publicado: Quarta-feira, 20 de Julho de 2011, 15.45CET
Takashi Usami e Ryo Miyaichi, do Bayern e Arsenal, respectivamente, procuram o sucesso ao mais alto nível, numa altura em que os japoneses querem brilhar na Champions League.
por Axel Ruppert
de Munique
Nata japonesa ganha espaço na Europa
Takashi Usami é o primeiro japonês a representar o Bayern ©Getty Images
 
 
 
Publicado: Quarta-feira, 20 de Julho de 2011, 15.45CET

Nata japonesa ganha espaço na Europa

Takashi Usami e Ryo Miyaichi, do Bayern e Arsenal, respectivamente, procuram o sucesso ao mais alto nível, numa altura em que os japoneses querem brilhar na Champions League.

Em anos passados, havia um certo grau de cinismo a assinalar a contratação de jogadores japoneses pelos principais clubes europeus, mas a forma recente de jogadores adquiridos a equipas da J. League levou a um crescente entusiasmo antes da chegada de futebolistas do Extremo Oriente.

Se anteriormente foi sugerido que alguns jogadores ingressaram no futebol europeu como forma de aumentar a popularidade dos seus novos clubes num mercado bastante lucrativo, agora já não será o caso. O médio-ofensivo Takashi Usami – apresentado no início da semana como a primeira contratação japonesa do FC Bayern München – pode tornar-se na mais recente história de sucesso europeu de futebolistas do país do Sol nascente.

O técnico dos bávaros, Jupp Heynckes, está impressionado com o que já viu do médio de 19 anos, contratado ao Gamba Osaka. "Ele é um jovem jogador irrequieto, que é capaz de aprender e, acima de tudo, é fácil gostar dele", disse Heynckes, de volta à equipa onde conquistou os títulos alemães em 1989 e 1990". "É um bom rapaz e incrivelmente trabalhador".

No entanto, a capacidade de trabalho não é sempre suficiente para gerar um jogador de classe mundial e Usami pretende emular jogadores criativos como Franck Ribéry e Arjen Robben, tendo dito: "Quero jogar o máximo possível e marcar golos".

Enquanto Usami encantou Munique com um sotaque bávaro quase perfeito na sua conferência de impresa de apresentação, o extremo Ryo Miyiaichi está ansioso por causar uma impressão similarmente positiva no Arsenal FC, após uma primeira temporada no futebol europeu emprestado ao Feyenoord.

Com três golos em 12 jogos da Eredivisie holandesa, o jogador de 18 anos fez muitos amigos em Roterdão e agora pretende causar impacto em Londres. "Espero poder contribuir para a equipa. Todos são bastante hospitaleiros. Eles tentam falar comigo, mas o meu inglês ainda não é bom", confessou o japonês.

Essas barreiras linguísticas cairão mais depressa caso Miyaichi jogue com regularidade, sendo que a presença cada vez maior de futebolistas japoneses nas principais ligas europeias é uma prova de que os japoneses já não são somente consumidores de futebol de alta qualidade, mas, também, seus produtores.

Cinco dos principais talentos japoneses na presente edição da UEFA Champions League

Takashi Usami (FC Bayern München)
O director-desportivo do Bayern, Christian Nerlinger, está entusiasmado com a sua recente contratação, pese embora a titularidade seja um objectivo dificilmente atingível no imediato para o jogador de 19 anos. "Mudar-se para a Bundesliga é uma grande transição, assim como uma substancial mudança na cultura", assinalou Nerlinger. "Contudo, acredito que ele seja rápido a aprender".

Ryo Miyaichi (Arsenal FC)
Os adeptos do Feyenoord foram os primeiros europeus a conhecer as qualidades de Miyaichi, uma vez ter sido lá que o japonês teve a sua primeira experiência no futebol europeu. Apesar de o jovem de 18 anos ter somente jogado futebol ao nível liceal em 2010, a imprensa holandesa viu o suficiente a seu respeito para baptizá-lo de "Ryodinho", encontrando algumas semelhanças com Ronaldinho.

Yuto Nagatomo (FC Internazionale Milano)
O lateral-esquerdo Nagatomo entusiasmou durante a sua passagem por empréstimo pelo AC Cesena e, poucos dias depois de ter assinado pelos italianos a título definitivo, foi emprestado ao Inter, tornando-se titular na Primavera. Após os "nerazzurri" o terem contratado em definitivo e uma vez que Dejan Stanković é o dono da camisola nº 5 (a sua preferida), o lateral de 24 anos teve de contentar-se com a nº55.

Shinji Kagawa (Borússia Dortmund)
O médio-ofensivo Kagawa ingressou no Dortmund proveniente do Cerezo Osaka no início da época passada e provou ser uma grande contratação, uma vez que a sua equipa logrou inesperadamente o título germânico. O jogador, de 22 anos, conquistou os adeptos ao cumprir a promessa de bisar num derby frente ao FC Schalke 04.

Keisuke Honda (PFC CSKA Moskva)
Se a chegada do jogador ao VVV-Venlo não foi muito noticiada, o seu retorno de 16 golos em 2008/09 tornaram o "Keizer Keisuke" (Imperador Keisuke) num jogador bastante concorrido. O CSKA ganhou a corrida pelos seus serviços nesse Verão, com a sua forma subsequente pelos moscovitas a alertar o futebol internacional para o seu talento.

Última actualização: 21-07-11 19.09CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1652192.html#nata+japonesa+ganha+espaco+europa

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.