1898680
Andy Brassell
por
Andy Brassell
de
Londres

Sonho da final motiva Porto

Sábado, 24 de Novembro de 2012, 10.00CET
Não contente com o apuramento para a fase a eliminar da UEFA Champions League, o capitão do Porto, Lucho González, ambiciona o derradeiro prémio na final de Maio, escreve Andy Brassell.
 
 
Publicado: Sábado, 24 de Novembro de 2012, 10.00CET

Sonho da final motiva Porto

Não contente com o apuramento para a fase a eliminar da UEFA Champions League, o capitão do Porto, Lucho González, ambiciona o derradeiro prémio na final de Maio, escreve Andy Brassell.

Nem mesmo uma equipa já apurada para a fase a eliminar da UEFA Champions League gosta de parecer demasiado confiante antes do fim da fase de grupos, mas a ambição do FC Porto era impossível de esconder, quando os seus jogadores falaram à imprensa depois da vitória de quarta-feira sobre o GNK Dinamo Zagreb, por 3-0.

As palavras do capitão Lucho González, a desfrutar de uma segunda passagem bem-sucedida pelo norte de Portugal, são um caso à parte. O veterano de 31 anos fala como joga, com elegância indisfarçável e sem arrogância. Ainda assim, falou sobre a sua esperança em liderar o Porto até à final de Wembley. "Se tudo correr bem, podemos ser campeões", disse. "Estamos a trabalhar com o objectivo de ganhar a nível nacional e internacional".

©AFP/Getty Images

Lucho González regressou ao Porto, proveniente do Marselha, no mercado de Inverno

O Porto pode não ser um nome tão prestigiante como FC Barcelona ou Chelsea FC, mas o sonho de Lucho não é tão irreal quanto isso. Apesar de precisar de um ponto, na sexta jornada, frente ao Paris Saint-Germain FC, para confirmar o primeiro lugar do Grupo A, os "dragões" já estão a dar nas vistas na competição desta época, com a pontuação mais elevada até ao momento – 13. Uma vitória na capital francesa permite igualar o recorde do clube (16), estabelecido pela equipa de António Oliveira em 1996/97.

Apesar da saída do emblemático Hulk, o plantel do Porto parece mais forte do que nunca. Momentos antes de João Moutinho marcar de forma irrepreensível um livre directo, que resultou no segundo golo frente ao Dínamo, o treinador Vítor Pereira tinha colocado em campo o brasileiro Alex Sandro e o médio-defensivo Fernando – conhecido como "O Polvo", em parte por causa da sua habilidade em compensar toda a defesa. Pereira não podia ter sublinhado a variedade de opções no plantel de forma mais evidente.

No final, Defour disse aos jornalistas que espera uma batalha para manter o lugar no onze, após o regresso de Fernando. O internacional belga também enfatizou que o Porto vai a Paris "para ganhar". A mentalidade vencedora do clube é conhecida, e actualmente, toda a gente no balneário do Estádio do Dragão está completamente convencida da qualidade em seu redor.

As opiniões aqui expressas são da autoria do autor e não da UEFA.

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/blogs/blog=ucl_blog_portugal/postid=1898680.html#sonho+final+motiva+porto

Última actualização: 26-11-12 11.56CET
  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.