O "site" oficial do futebol europeu

Itália

Publicado: Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011, 12.37CET
Após sofrer apenas dois golos na campanha de apuramento invicta, a rejuvenescida Itália procura o segundo título europeu para juntar ao conquistado em 1968.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...
Publicado: Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011, 12.37CET

Itália

Após sofrer apenas dois golos na campanha de apuramento invicta, a rejuvenescida Itália procura o segundo título europeu para juntar ao conquistado em 1968.

Melhor classificação no EURO: vencedora 1968
Seleccionador: Cesare Prandelli
Melhor marcador: de sempre - Luigi Riva (35); actual – Alessandro Del Piero (27)
Jogador com mais internacionalizações: de sempre – Fabio Cannavaro (136); actual – Gianluigi Buffon (114)
Ano de fundação da federação: 1898
Alcunha: Azzurri (Os azuis)

A selecção italiana enfrentou um período de turbulência desde a conquista do quarto título mundial em 2006, mas Cesare Prandelli devolveu a estabilidade e renovou a dinâmica da equipa a partir do momento em que foi designado para o cargo de seleccionador no Verão de 2010. Cesare Prandelli assumiu a equipa nacional após um trajecto para esquecer na África do Sul, onde a Itália defendia o título mundial, terminando no último lugar de um grupo que também integrava o Paraguai, a Eslováquia e a Nova Zelândia. Agora, os italianos, afastados pela Espanha nos quartos-de-final do UEFA EURO 2008, numa partida resolvida na decisão por grandes penalidades, abordam o torneio co-organizado por Polónia e Ucrânia com a ambição de conquistar um segundo título europeu, depois de terem cruzado a fase de qualificação com um registo imbatível, em que apenas sofreram dois golos em dez jogos.

Qualificação para o UEFA EURO 2012
Grupo C: Vencedora
Melhor marcador: Antonio Cassano (6)
Totalistas: Giorgio Chiellini e Antonio Cassano (10)

A Itália qualificou-se quando ainda faltavam disputar duas jornadas e terminou a campanha sem derrotas. O registo de 26 pontos em dez jogos é recorde nacional numa campanha de qualificação para uma grande competição internacional. A defesa da "azurri" também foi a menos batida dos nove grupos de qualificação, com apenas dois golos encaixados. Descontando os seis minutos de jogo disputados na recepção à Sérvia, antes de o encontro ser definitivamente interrompido, a Itália manteve durante 625 minutos as redes invioláveis, período contabilizado desde o golo da Estónia na ronda de abertura - disputada em Setembro de 2010 –, até ao tento da Sérvia, 13 meses depois.

No derradeiro jogo de qualificação, diante da Irlanda do Norte, o capitão Gianluigi Buffon chegou às 110 internacionalizações, passando a ser o quarto jogador italiano com mais presenças de sempre na selecção, enquanto o ponta-de-lança Antonio Cassano marcou por duas vezes, elevando para seis o número de golos apontados na fase de apuramento. "A minha equipa procura unir os italianos e não dividi-los", afirmou Prandelli. "Nós temos ideias, sentimentos e altruísmo. Sei que seremos julgados pelos resultados, mas já fizemos muito. Agora, é tempo de nos concentrarmos na fase final. Espero apenas que a equipa continue neste trilho".

Histórico nos Europeus
A Itália conquistou o seu único título europeu em Roma, quando, sob o comando de Ferruccio Valcareggi e com Dino Zoff na baliza, bateu a Jugoslávia, por 2-0, na repetição da final do torneio, após um empate a um golo. E esteve muito perto de arrecadar o ceptro pela segunda vez em 2000, só que o golo da igualdade de Sylvian Wiltord para a França, conseguido na ponta final do desafio, impediu a festa, antes de David Trezeguet partir o coração dos italianos com um golo de ouro assinado no prolongamento.

Presente nas meias-finais das edições de 1980 e 1988, a Itália atingiu todas as fases finais a partir de 1992, ano em que foram afastados pela Comunidade de Estados Independentes. A campanha de 2008, liderada pelo técnico Roberto Donadoni, foi encerrada pela Espanha. Os espanhóis, que haveriam de sagrar-se campeões europeus, bateram a Itália na decisão por grandes penalidades, após um empate a zero, num jogo dos quartos-de-final disputado em Viena.

Dino Zoff, que ergueu o troféu de campeão do Mundo na qualidade de capitão dos transalpinos em 1982 e conduziu a selecção "azzurri" à final do UEFA EURO 2000 como seleccionador, esteve 324 minutos sem sofrer golos na fase final de 1980, registo que se mantém como recorde da competição. Alessandro Del Pier é um dos cinco jogadores que marcaram presença em quatro fases finais – os outros são Lothar Matthäus, Peter Schmeichel, Lilian Thuram e Edwin van der Sar –, sendo que apenas Espanha (1964) e França (1984) também conseguiram sagrar-se campeãs europeias a jogar em casa.

UEFA EURO 2012 Jogos do Grupo C
Domingo, 10 de Junho: Espanha - Itália, 17h00, Gdansk
Quinta-feira, 14 de Junho: Itália - Croácia, 17h00, Poznan
Segunda-feira, 18 de Junho: Itália - República da Irlanda, 19h45, Poznan

Registo da selecção no EURO
Jogos disputados
Total: J125 V67 E40 D18 GM195 GS83
Fases finais: J27 V11 E12 D4 GM27 GS18
Qualificação: J98 V56 E28 D14 GM168 GS65

Clique aqui para aceder à lista de registos e redordes

Última actualização: 4 de Junho de 2012

Última actualização: 06-12-13 4.40CET

Informação relacionada

Federações membro
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/news/newsid=1734782.html#italia

Especiais UEFA.com

Melhores golos de Messi na UEFA Champions League
  • Melhores golos de Messi na UEFA Champions League
  • Melhores golos de Ronaldo na UEFA Champions League
  • Buffon cumpre 500 jogos pela Juve
  • Melhores marcadores da UEFA Youth League
  • Real Madrid mais forte que o Barcelona
  • Factos e números da UEFA Europa League
  • Onde classifica o golo de Lamela na Europa League?
  • Chuva de golos: O melhor da terceira jornada
  • Penalties: Como marcá-los e onde colocar a bola
  • Roma em ascensão impressiona Alonso
1 de 10
  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.