O "site" oficial do futebol europeu

Semana de surpresas para Hødd, Bony e Rami

Publicado: Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012, 11.01CET
O Hødd, Wilfried Bony e Adil Rami são estrelas de reviravoltas, e há destaque para pais exigentes e o que pode muito bem ser a verdadeira família do futebol europeu.
Semana de surpresas para Hødd, Bony e Rami
Wilfried Bony festeja o seu golo na vitória do Vitesse sobre o PSV, por 2-1 ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Quem tem mais títulos nas Ligas europeias?
  • Quem tem mais títulos nas Ligas europeias?
  • Desempates por penalties: pontapés para a história
  • História até agora: Paris Saint-Germain
  • História até agora: Real Madrid
  • Alex, antiga estrela do Fenerbahçe, termina carreira
  • Sampdória aponta à Champions League
  • Clássicos dos oitavos-de-final da Champions League
  • Estrelas da UEFA Europa League
  • Emoção das decisões: O melhor da sexta jornda
  • UEFA Youth League em números
1 de 10
Publicado: Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012, 11.01CET

Semana de surpresas para Hødd, Bony e Rami

O Hødd, Wilfried Bony e Adil Rami são estrelas de reviravoltas, e há destaque para pais exigentes e o que pode muito bem ser a verdadeira família do futebol europeu.

Equipa: IL Hødd
O extremo Pål André Helland brincou que o Hødd - da segunda divisão, e que tinha escapado à descida - tinha uma pequena vantagem no confronto com o Tromsø IL, na final da Taça da Noruega. "Somos jovens e despreocupados", notou. Mas nada tolos, como mostraram ao ganhar o jogo de domingo, em Oslo, por 4-2 nos penalties, após o empate 1-1, com o guarda-redes Ørjan Håskjold Nyland a ser a estrela da partida. "Há 14 dias esperávamos jogar na terceira divisão, provavelmente após perder a final da taça", sorriu o treinador Lars Arne Nilsen. Na segunda-feira, o Nordlys, jornal local de Tromsø, tinha a primeira página a negro, adornada com o título: "Era para celebrarmos a vitória do Tromsø na taça aqui – não tínhamos um plano B."

Golo: Adil Rami (Valencia CF)
Uma menção para Jakub Błaszczykowski, que concluiu uma jogada espantosa no empate a um golo do Borussia Dortmund na Bundesliga, frente ao SC Fortuna Düsseldorf, a meio da semana, mas o vencedor é o defesa-central do Valência, Adil Rami. O defesa francês de 26 anos marcou de forma incrível o golo inaugural, a partir do seu meio-campo no triunfo de quarta-feira sobre o UE Llagostera, por 3-1, no Mestalla, em jogo da quarta eliminatória da Taça de Espanha. "Rami marcou antes da linha de meio-campo, algo que talvez nunca venha a ser repetido", disse o seu treinador, Mauricio Pellegrino.

Jogador: Wilfried Bony (Vitesse)
A improvável candidatura do Vitesse ao título da Eredivisie ganhou mais força no passado fim-de-semana, quando o terceiro classificado ganhou em casa do líder PSV Eindhoven, por 2-1, com Wilfried Bony a marcar o seu 15º golo em 14 jogos de campeonato esta época – um recorde impressionante para um jogador que aprendeu futebol da maneira mais dura possível. "Cresci a jogar em Bingerville, perto de Abidjan, capital da Costa do Marfim. Lá toda a gente adora futebol", disse o antigo avançado do AC Sparta Praha, de 23 anos. "Quando éramos miúdos jogávamos em campos arenosos, em que quase não havia relva. Muitas vezes jogávamos descalços e com uma bola gasta. Só aos 13 anos é que comecei a jogar por um clube e usei chuteiras pela primeira vez. Magoavam-me muito os pés. A minha técnica provém do facto de ter jogado descalço."

Frase
"O maior feito até ao momento é que o torneio se vai realizar aqui, em Israel. Tudo o resto é um bónus e depois do sorteio nada mudou – Itália, Noruega e Inglaterra continuam a ser melhores equipas do que nós e vai ser fantástico ver os nossos jogadores defrontá-las".
Avi Nimni, embaixador da prova, festeja o facto de Israel acolher o seu primeiro torneio internacional de relevo, no próximo ano, após o sorteio do Campeonato da Europa Sub-21, em Telavive, na quarta-feira

Número: 77
A idade do treinador do NK Zagreb, Miroslav "Ćiro" Blažević, que pelos cálculos da UEFA.com é o treinador mais velho a trabalhar actualmente numa primeira divisão europeia. "Nunca fui melhor treinador do que sou agora", disse o antigo técnico da selecção croata. "Tenho apenas 77 anos e estou feliz."

Defesa: Felipe Melo (Galatasaray AŞ)
O médio do Galatasaray, Felipe Melo, talvez esteja a pensar mudar de posição, depois de defender um penalty na vitória sobre o Elazığspor, por 1-0, em jogo da Super League turca, no sábado passado. Com o habitual guarda-redes Fernando Muslera a cometer falta para penalty, à beira do fim, lance que resultou na sua expulsão, o jogador de 29 anos pegou nas luvas e – de forma notável – desviou o remate de Göksu Türkdoğan. "Olhei para os olhos de Göksu – pareceu que ele estava indeciso para onde rematar", disse Felipe Melo, que viveu situação semelhante em 2006/07, ao serviço do Real Racing Club, em Espanha – mas não conseguiu deter o remate vitorioso de Ronaldinho, do FC Barcelona. "Não me atirei demasiado cedo e esperei até ao último instante para o fazer. Não comecei bem a época, mas esta defesa é uma motivação extra para mim", continuou o internacional brasileiro.

Família do futebol: as Klaksteins (Ilhas Faroé)
As Ilhas Faroé celebram algo inédito, graças à vitória de quarta-feira no amigável frente ao Luxemburgo, por 6-0, no qual Bára Klakstein, de 39 anos, e a sua filha Eydvør Klakstein, de 17, participaram. "Nunca pensei que isto fosse possível", disse Bára. "Há alguns anos, tinha esperança em jogarmos juntas no KÍ Klaksvík, e foi muito agradável quando isso aconteceu, mas o facto de também o termos conseguido na selecção é realmente fantástico." O jogo coincidiu com o 40º aniversário de Eydun Klakstein – marido de Bára e pai de Eydvør – que outrora representou o KÍ na primeira divisão do país, tal como acontece com o seu filho, Hedin Klakstein, de 19 anos. Será esta a verdadeira família do futebol europeu?

Outros assuntos de família: Valeri Gazzaev (FC Alania Vladikavkaz)
Um assunto de família diferente aconteceu na Rússia, onde o presidente do Alania Vladikavkaz, Valeri Gazzaev, tomou a decisão inédita de despedir o seu filho Vladimir do cargo de treinador do clube da Premier-Liga, assumindo o seu lugar. O antigo técnico do PFC CSKA Moskva, de 58 anos, possui currículo – liderou o Alania à conquista do seu único campeonato russo em 1995 – e insistiu que a saída do filho, de 32 anos, não foi fácil. "Estamos numa situação difícil", disse Gazzaev sénior. "Não estávamos a conseguir os resultados desejados e eram necessárias alterações. Agradeci ao meu filho pelo bom trabalho que efectuou. Vladimir é uma pessoa muito responsável, ele sabe que precisa de fazer uma pausa."

Pai exigente: Dmitri Cheryshev
Nascido em Nizhny Novgorod, Denis Cheryshev conseguiu um novo feito, esta terça-feira, ao tornar-se no primeiro jogador russo a representar o Real Madrid CF, na vitória por 3-0 sobre o CD Alcoyano, em jogo da quarta eliminatória da Taça de Espanha, realizado na capital espanhola. "Desde que cheguei ao clube, com 11 anos, que sonhava com este momento", disse Cheryshev, de 21 anos, que se mudou para Espanha em 1996, quando o seu pai, Dmitri, trocou o FC Dinamo Moskva pelo Real Sporting de Gijón. No entanto, apesar de Dmitri ser sem dúvida um pai orgulhoso após o jogo, o antigo avançado, de 43 anos – dez vezes internacional pela Rússia – promete vida difícil ao filho. "Ele trabalhou muito para a sua estreia, mas agora tem que fazer melhor que o seu pai, e é por isso que vou ser muito chato e exigente", realçou.

O favorito da imprensa: Joey Barton (Olympique de Marseille)
Amarelado aos 22 minutos da sua estreia pelo Marselha na Ligue 1, frente ao LOSC Lille, a 25 de Novembro, a agressividade de Joey Barton é como um cartão de apresentação. Ainda assim, também fornece material de trabalho para os jornalistas, neste caso utilizando um cómico sotaque francês durante uma conferência de imprensa de antevisão no Vélodrome. "A única crítica que faço ao campeonato francês é ser um pouco aborrecido", disse o jogador de 30 anos, que continua igual a si próprio: a situação serviu para parodiar as conferências com sotaque holandês que Steve McClaren costumava dar nos seus primeiros tempos no FC Twente. "Em minha defesa, devo dizer que é muito difícil dar uma conferência de imprensa em inglês para uma sala cheia de jornalistas franceses", disse Barton no seu twitter.

Última actualização: 30-11-12 20.33CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1900646.html#semana+surpresas+para+hødd+bony+rami

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.