O "site" oficial do futebol europeu

Ibrahimović volta a encantar a Europa

Publicado: Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012, 11.00CET
Uma semana após Taison marcar um dos melhores golos de sempre, Zlatan Ibrahimović poderá ter feito ainda melhor: o UEFA.com passa em revista os últimos sete dias de maravilhas no futebol europeu.
Ibrahimović volta a encantar a Europa
Zlatan Ibrahimović comemora um dos quatro golos que marcou a Inglaterra ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Italiano Menichelli sobre a defesa
  • Italiano Menichelli sobre a defesa
  • Borisov acredita no êxito do Araz
  • Alcácer aponta à glória do Valência
  • Marchisio motivado para meia-final com o Benfica
  • Lozano: Barcelona pronto para ser campeão de novo
  • Sergeev procura desforrar-se do Kairat
  • Vénia a Bale e a El Haddadi
  • Final da Taça UEFA Futsal 2002: Onde tudo começou
  • Caminhada para as meias-finais
  • Meia-final entre Bayern e Real Madrid de 2012
1 de 10
Publicado: Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012, 11.00CET

Ibrahimović volta a encantar a Europa

Uma semana após Taison marcar um dos melhores golos de sempre, Zlatan Ibrahimović poderá ter feito ainda melhor: o UEFA.com passa em revista os últimos sete dias de maravilhas no futebol europeu.

Jogador: Zlatan Ibrahimović (Suécia)
"Magia, magia." Foi desta forma que o avançado do Paris Saint-Germain FC descreveu o tal golo, o quarto que marcou no memorável triunfo por 4-2 sobre a Inglaterra na quarta-feira e que simbolizou de forma perfeita a exibição que realizou no jogo de estreia no novo estádio da Suécia, o Friends Arena, em Solna. Eleito o Jogador do Ano da Suécia na segunda-feira, o atacante de 31 anos fez um jogo maravilhoso e implacável, mas o sensacional pontapé de bicicleta revelou-se o momento da semana. O médio Steven Gerrard, que nesse jogo recebeu o boné pela 100ª internacionalização pela Inglaterra, afirmou que foi "um dos melhores golos que vi ao vivo", enquanto o colega de equipa de Ibrahimović, Martin Olsson, explicou ao UEFA.com: "Penso que nenhum outro jogador teria tentado o remate daquela zona, pois é impossível marcar."

Outro golo: Rauf Aliyev (Azerbaijão)
Como as regras rígidas do UEFA.com impedem um mesmo atleta de ser distinguido como jogador da semana e com o golo da semana, o azarado desta edição é Rauf Aliyev. O soberbo golo que marcou à Irlanda do Norte em Belfast esteve perto de dar o segundo triunfo de sempre na condição de visitante à equipa de Berti Vogts, mas um livre de David Healy ao cair do pano impôs um empate a um golo no encontro do Grupo F de qualificação para o Campeonato do Mundo. "Podem pensar que tive sorte no remate, mas tentei bater a bola daquela forma", explicou o avançado do Qarabağ FK de 23 anos. "Vi o guarda-redes adiantado e decidi arriscar. Este golo é muito importante para mim, pois não marcava há muito tempo no clube e na selecção. Espero que agora os golos continuem a surgir."

Ainda mais um golo: Ayanda Patosi (KSC Lokeren OV)
Numa outra semana, este remate de primeira à moda de Taison teria sido eleito golo da semana, ou como o segundo melhor golo, mas tendo em conta o nível na concorrência, o sul-africano Ayanda Patosi tem de se contentar com a medalha de bronze. O avançado de 20 anos do KSC Lokeren OV marcou com um remate fortíssimo na vitória por 2-1 na recepção ao R. Standard de Liège, a 9 de Novembro, no campeonato belga, e ficou surpreendido por o vídeo se ter tornado num fenómeno de popularidade. "Revi o golo no YouTube quando cheguei em casa e foi incrível", confessou. "Estou numa fase de grande confiança e disse para mim mesmo: 'Vou tentar' mas os meus golos não são importantes, o fundamental é a exibição da equipa."

Equipa: Molde FK
O triunfo por 1-0 na recepção ao Hønefoss BK no domingo passado, conjugado com a derrota do rival Strømsgodset IF, permitiu ao Molde FK sagrar-se pela segunda vez consecutiva campeão da Noruega e colocou o treinador Ole Gunnar Solskjær sob os olhares de toda a Europa. O avançado Daniel Chima apontou o único golo do encontro aos 59 minutos e deu início aos festejos da equipa que está a participar na UEFA Europa League. "Houve muita gente que disse que não seríamos capazes de voltar a ser campeões, mas provámos que estavam todos errados", explicou o técnico de 39 anos que representou o Molde antes de se destacar ao serviço do Manchester United FC. Solskjær, que ficou no Stadion Molde apesar do interesse de vários clubes europeus, já pensa no futuro. "A nossa intenção é reforçar a equipa. Algumas mudanças são sempre positivas."

Citação
"Que golo fantástico. Tenho de ser sincero e reconhecer que este ainda foi melhor do que o meu, pois ele rematou com a parte de fora do pé, enquanto eu virei o tornozelo no momento de bater na bola, mas ambos os golos são belíssimos."
Marco van Basten reconhece que o golo de Taison no triunfo do FC Metalist Kharkiv sobre o Rosenborg BK no Grupo K da UEFA Europa League pode ter superado o golo épico que marcou pela Holanda frente à União Soviética no Campeonato da Europa de 1988.

Número: 300
Aleksandr Sulima, do FC Dinamo Minsk, estabeleceu um novo recorde ao tornar-se no primeiro guarda-redes a disputar 300 jogos no campeonato da Bielorrússia, um número curioso, pois também sofreu 300 golos ao longo desse período. Ao recordar esta proeza, o antigo internacional de 33 anos preferiu distinguir um outro número, os 113 jogos em que não sofreu golos desde a estreia pela equipa principal em 1997. "Se me sinto como um veterano? Nem um pouco", explicou. "Ainda sou jovem e ambicioso, mas é bom ter disputado 300 jogos. Estou muito satisfeito e estar 113 jogos sem sofrer golos é excelente."

Invencíveis: Espanha e Montenegro
O triunfo por 5-1 no Panamá permitiu a Espanha terminar 2012 sem derrotas em 16 jogos, enquanto Montenegro tornou-se na outra selecção europeia a terminar o ano invencível ao bater San Marino por 3-0 na quarta-feira, na qualificação para o Campeonato do Mundo, somando cinco vitórias e dois empates nos sete jogos disputados. Este resultado permite aos montenegrinos entrar em 2013 na liderança do Grupo H com dois pontos de vantagem sobre a Inglaterra. "É obviamente um grande prazer partilhar esta proeza com a sensacional Espanha, mas ninguém nos compara a eles", explicou o seleccionador Branko Brnović, que passou seis anos a jogar na Liga espanhola ao serviço do RCD Espanyol.

Choque com a realidade: Viktor Fischer (Dinamarca)
A carreira do avançado de 18 anos do AFC Ajax sofreu grandes avanços nos últimos sete dias. No fim-de-semana, assinalou a estreia a titular na Eredivisie com dois golos e uma assistência no triunfo por 4-2 no reduto do PEC Zwolle, antes de ter sido chamado, na quarta-feira, para representar a Dinamarca no empate 1-1 com a Turquia em jogo amigável disputado em Istambul. No entanto, o estreante descobriu que as suas botas de ouro ainda têm bases de barro quando, depois de entrar em jogo na segunda parte, teve uma boa oportunidade para rematar da entrada da área e quase atingiu a bandeirola de canto. "Provavelmente não foi muito inteligente acertar a 17 metros da baliza, tanto mais que tinha um colega por perto e podia ter passado a bola”, concluiu. Mais uma lição aprendida.

Suplentes de luxo: Javier Hernández (Manchester United FC) e Edin Džeko (Manchester City FC)
Não foi a primeira vez esta época que o Manchester United FC e o Manchester City FC conseguiram os três pontos depois de terem estado a perder. Javier Hernández e Edin Džeko voltaram a sair do banco para ajudar aos triunfos do United, por 3-2 em casa do Aston Villa FC, e do City, por 2-1 frente ao Tottenham Hotspur FC, respectivamente. Hernández bisou no Villa Park uma semana depois de ter marcado o golo decisivo no triunfo por 3-2 em casa do Chelsea FC. "Lutamos sempre até ao fim", explicou o avançado mexicano. Džeko marcou cinco dos seis golos na Premier League na condição de suplente, incluindo os que valeram os triunfos sobre o West Bromwich Albion FC, Fulham FC e o Tottenham. "É apenas uma coincidência", explicou algo irritado. "Nunca foi um suplente de luxo, nem antes de vir para o Manchester City."

Rapaz ocupado: Juanjo (Espanha)
Depois de fazer uma exibição soberba na quarta-feira, no triunfo por 3-2 sobre a Rússia na Tailândia, e ajudar a Espanha, campeã da Europa, a marcar encontro com a Itália nas meias-finais do Campeonato do Mundo de Futsal, o guarda-redes Juanjo explicou aquilo que sentem muitas vezes os atletas de alta competição. "Nunca me senti tão cansado na vida", confessou o jogador do Interviú Madrid depois de sofrer a pressão da equipa que a Espanha bateu na final do Campeonato da Europa em Fevereiro passado. "Só os via ao ataque e pedia para não marcarem", continuou o guarda-redes de 27 anos. "Hoje foi a minha vez de defender, mas prefiro os outros jogos, quando são os meus colegas a marcar golos."

Última actualização: 16-11-12 10.03CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1893223.html#ibrahimovic+volta+encantar+europa

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.