O "site" oficial do futebol europeu

Brilho de Watt, luzes apagadas e adeptos encharcados

Publicado: Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012, 9.55CET
Tony Watt ajudou o Celtic a somar um triunfo memorável, o United viu a luz após a escuridão em Braga e alguns adeptos do Liverpool tomaram um grande banho. O UEFA.com olha para as melhores histórias dos últimos dias.
Brilho de Watt, luzes apagadas e adeptos encharcados
Claudio Pizarro (à esquerda) festeja um dos seus três golos frente ao Lille ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Zahovič e Maribor ansiosos pela estreia no Grupo G
  • Zahovič e Maribor ansiosos pela estreia no Grupo G
  • Veja os cinco melhores golos acrobáticos na Champions League
  • Jogadores a seguir na fase de grupos
  • "Masterclass": Xavi sobre passe e controlo de bola
  • Estreantes prontos para o primeiro jogo
  • Escolhas da Semana do Futebol
  • Berezovski e Frick juntam-se aos internacionais quarentões
  • Apresentação do futebol em Gibraltar...
  • Given com "assuntos por tratar" na selecção
  • Cerci tenta ser nova referência em Espanha
1 de 10
Publicado: Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012, 9.55CET

Brilho de Watt, luzes apagadas e adeptos encharcados

Tony Watt ajudou o Celtic a somar um triunfo memorável, o United viu a luz após a escuridão em Braga e alguns adeptos do Liverpool tomaram um grande banho. O UEFA.com olha para as melhores histórias dos últimos dias.

Equipa: Celtic FC
"É uma das melhores noites da minha carreira, realizámos uma exibição monumental", afirmou o treinador Neil Lennon, depois de ver o Celtic bater por 2-1 o FC Barcelona. Num dia já por si só especial para o Celtic, que celebrava o seu 125º aniversário, golos de Victor Wanyama e do jovem de 18 anos Tony Watt, estreante em provas europeias, foram a cereja no topo do bolo de anos da turma escocesa, aliados à grande actuação do guarda-redes Fraser Forster, apelidado pela imprensa espanhola de "grande muralha".

A imagem de Rod Stewart, adepto de longa data do Celtic, a chorar de alegria, resume na perfeição a noite memorável vivida em Glasgow, eclipsando outro feito alcançado pela A. Académica de Coimbra, que venceu pela primeira vez na Europa desde 1969. Os "estudantes" acabaram com a série de 16 vitórias consecutivas do Club Atlético de Madrid nas provas da UEFA. A reacção da figura pública da "briosa", o poeta e político, Manuel Alegre, não é ainda conhecida.

Jogador: Edinson Cavani (SSC Napoli)
A caminho da primeira derrota caseira na Europa desde Dezembro de 1994, o Nápoles precisou de ajuda frente ao FC Dnipro Dnipropetrovsk. A equipa esteve a perder por 2-1 a 13 minutos do fim, mas Cavani marcou três golos perto do fim, concluindo um "poker" e salvando a sua equipa. Ao consegui-lo, o internacional uruguaio seguiu as pisadas de Falcao, que se havia tornado no primeiro jogador a marcar quatro golos num jogo da UEFA Europa League.

Golo: Taison (FC Metalist)
Quem poderá alguma vez esquecer o golo de Marco van Basten na final do Campeonato da Europa de 1988? O tento de Taison pelo Metalist frente ao Rosenborg BK, no Grupo K da UEFA Europa League, na quinta-feira, foi tão bom como o do holandês. O cruzamento de Fininho parecia inofensivo, mas Taison mostrou a classe, técnica e precisão de Van Basten, rematando de primeira de ângulo apertado, para o ângulo superior mais distante. Não há melhor elogio que esse.

Frase: Danny Welbeck (Manchester United FC)
"Temos um grande cozinheiro. Ele faz pratos como massa com galinha e molho chili, mas também nos serve coisas como barrinhas de peixe, que a minha mãe já não cozinha. Ela diz que já não tenho idade para comer essas coisas, mas não sou o único futebolista que adora comer isso porque, se demoramos um pouco a chegar ao refeitório, quando lá chegamos já comeram as barrinhas de peixe todas."
Danny Welbeck, que vive com a sua mãe, pai e irmãos, conta ao Sunday Times como é o refeitório do centro de estágio do United, em Carrington.

Número: 4
Mesmo quando não marca, ele é a figura. Após dez golos em outros tantos jogos na Liga francesa, Zlatan Ibrahimović inverteu o seu papel e, pelo menos por uma noite, foi ele a oferecer golos aos colegas do Paris Saint-Germain FC. O internacional sueco fez a assistência para os quatro golos do PSG no triunfo por 4-0 sobre o GNK Dinamo Zagreb, com o médio da formação croata, Josip Pivarić, a não hesitar em reconhecer o responsável pela derrota da sua equipa: "Ele aniquilou-nos por completo com os seus passes para os golos." As palavras foram ainda mais elogiosas por parte dos colegas do PSG, com Blaise Matuidi a acrescentar: "Ele faz com que todos os outros jogadores elevem o seu nível de jogo."

Apagão: Braga-United
São muitas as pessoas que dizem que se vê as coisas com muito maior clareza depois de um período na escuridão, e foi precisamente isso que aconteceu ao United, quarta-feira. Durante 67 minutos a formação inglesa não conseguiu fazer nada diante do SC Braga e perdia por 1-0 quando as luzes se apagaram devido a uma falha de energia.

Um quarto-de-hora depois, quando as luzes se reacenderam, o United pareceu uma equipa completamente diferente e, com um final de jogo electrizante, acabou por vencer por 3-1. Rooney não teve dúvidas em relação ao momento que despertou a equipa, tendo afirmado ao UEFA.com: "Depois de as luzes voltarem jogámos muito melhor futebol."

Grande molha: Adeptos do Liverpool FC
O defesa do Newcastle United FC, Fabricio Coloccini, foi expulso em Anfield, no domingo, mas esteve longe de ser o único a tomar banho mais cedo no empate 1-1 com o Liverpool. Antes, durante o intervalo, já muitos adeptos tinham tomado um banho bem mais inesperado. Uma das torneiras do sistema de rega do relvado disparou e encharcou as primeiras 20 filas de uma das bancadas do estádio durante cerca de 30 segundos.

Os espectadores que se encontravam nesses lugares procuraram refugiar-se mais acima, excepção feita a um adepto que, sem problemas, abriu os braços e ficou a desfrutar do momento, quase como se estivesse na praia. E talvez, em pensamento, estivesse mesmo lá. Talvez, por baixo do seu casaco, estivesse a usar isto.

Suplente: Claudio Pizarro (FC Bayern München)
Onze anos após o começo da sua primeira passagem pelo Bayern, Pizarro assinou quarta-feira um "hat-trick" no espaço de 15 minutos frente ao LOSC Lille. Os três golos do internacional peruano ajudaram o Bayern a somar uma categórica vitória por 6-1 e constituem o terceiro "hat-trick" mais rápida da história da UEFA Champions League. "Estes golos vão dar-me muita confiança e espero conseguir continuar a marcar no próximo jogo", afirmou Pizarro. Burak Yılmaz, do Galatasaray AŞ, merece igualmente uma menção honrosa, ao ter apontado, também ele, um "hat-trick" nessa mesma noite, na visita ao terreno do CFR 1907 Cluj.

Montenegrino imbatível: Mileta Radulović
Radulović, guarda-redes do FK Grbalj, bateu um recorde do Montenegro no último fim-de-semana, ao concluir o nono jogo consecutivo sem sofrer golos. Radulović leva, agora, 835 minutos sem ir buscar a bola ao fundo das redes, mais 20 do que o anterior recorde, fixado pelo então guarda-redes do FK Mogren, Nemanja Popović, em 2008/09. Contanto, também, com os jogos da Taça, Radulović não sofre golos há mais de 1000 minutos. A última vez em que tal aconteceu foi numa derrota por 1-0 no terreno do FK Rudar Pljevlja, a 25 de Agosto. "Não se trata de um recorde pessoal", salientou o guardião de 30 anos. "Trata-se, sim, de um grande feito deste clube e deste grupo de jogadores e de treinadores. É o reflexo da grande união que existe nesta equipa."

Última actualização: 09-11-12 15.55CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1889889.html#brilho+watt+luzes+apagadas+adeptos+encharcados

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.