O "site" oficial do futebol europeu

Cavani e Klose recebem as honras em Nápoles

Publicado: Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012, 9.35CET
Esta semana Edinson Cavani assinalou 100 jogos pelo Nápoles com um "hat-trick", enquanto Miroslav Klose mostrou integridade. Veja as histórias e estrelas dos últimos sete dias no UEFA.com.
Cavani e Klose recebem as honras em Nápoles
Edinson Cavani festeja depois do triunfo de quarta-feira sobre a Lázio ©AFP/Getty Images

Especiais UEFA.com

Veja a história de Xavi na UEFA Champions League
  • Veja a história de Xavi na UEFA Champions League
  • Mais desilusões para os visitantes em agenda?
  • Regresso do Inter satisfaz Ricardinho e Ortiz
  • "Masterclass": Ibrahimović sobre como ultrapassar adversários
  • Bulgária ansiosa pela visita do Real Madrid
  • Durmaz entusiasmado com regresso a Malmö
  • Desempates por penalties: pontapés para a história
  • Quem é o Paderborn?
  • Escolhas da Semana: Primeira jornada
  • Contas necessárias para o apuramento
1 de 10
Publicado: Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012, 9.35CET

Cavani e Klose recebem as honras em Nápoles

Esta semana Edinson Cavani assinalou 100 jogos pelo Nápoles com um "hat-trick", enquanto Miroslav Klose mostrou integridade. Veja as histórias e estrelas dos últimos sete dias no UEFA.com.

Jogador: Edinson Cavani (SSC Napoli)
No domingo, Cavani disputou o seu 100º jogo pelo Nápoles, num empate 0-0 em casa do Calcio Catania. Três dias depois, festejou o centenário com um "hat-trick" e ofereceu à sua equipa um triunfo por 3-0 sobre a S.S. Lazio que permitiu à turma napolitana igualar a Juventus no topo da Serie A. "Ainda estamos numa fase muito prematura da temporada para falarmos em conquistar o 'scudetto'", frisou o avançado uruguaio, com espírito de festa.

Equipa: Eintracht Frankfurt
O sucesso a nível futebolístico na capital financeira da Alemanha tem estado, nos últimos anos, reservado à equipa feminina do 1. FFC Frankfurt, três vezes campeã europeia de clubes. Mas, na semana em que as eliminatórias da UEFA Women's Champions League arrancaram sem a presença da equipa com melhor palmarés na prova, foi o Eintracht - cujo único título de campeão alemão data de 1959, ainda antes da criação da actual Bundesliga - a quebrar recordes. Na sexta-feira, uma vitória por 2-1 no terreno do 1. FC Nürnberg tornou a formação de Frankfurt na primeira equipa recém-promovida ao escalão principal a vencer os primeiros quatro jogos na prova. Como se tal não fosse já de assinalar, seguiu-se, na terça-feira, um empate 3-3 diante do campeão Borussia Dortmund. "No que toca a passar da defesa para o ataque, foi o melhor que já vi uma equipa de Frankfurt fazer", reconheceu o treinador do Dortmund, Jürgen Klopp. "Têm, de facto, muita qualidade."

Golo: Romain Alessandrini (Stade Rennais FC)
O Rennes não tem tido o melhor dos arranques da temporada na Ligue 1 francesa e a campanha da equipa nos 16 avos-de-final da Taça da Liga parecia também mal encaminhada quando, a jogar em casa, viu o AS Nancy-Lorraine ganhar vantagem aos 14 minutos. Porém, o empate chegou logo depois e abriu caminho ao triunfo por 3-2, com Vincent Pajot a cruzar da direita para o centro da área adversária, onde Alessandrini, todo no ar, surgiu a desviar a bola de primeira, com o calcanhar, para o fundo das redes.

Frase
"Algo me disse que ia marcar e a festejar com os adeptos."
Ali Ahamada, guarda-redes de 21 anos do Toulouse FC, falou assim do golo que marcou no domingo e que valeu à sua equipa o empate diante do Rennes, ao cabecear com êxito para o fundo da baliza contrária na sequência de um livre directo, tornando-se no primeiro guardião a marcar na Ligue 1 desde Grégory Wimbée, do Nancy, há 16 anos.

Número: 6
Michael Mifsud mostrou sempre faro natural pelo golo durante a sua longa carreira, que o levou já a passar por Alemanha, Noruega e Inglaterra. De regresso a Malta, o seu país natal, voltou esta semana a demonstrar toda sua veia goleadora ao marcar por seis vezes no triunfo por 8-2 do líder e 100 por cento vitorioso Valletta FC sobre o Hamrun Spartans FC. "Estou muito feliz com a minha forma", afirmou Mifsud ao UEFA.com. "Espero continuar a exibir-me a este nível." Não foi, ainda assim, a primeira vez que conseguiu marcar seis golos num só jogo. "O Mosquito" alcançara igual feito há 16 anos, quando tinha precisamente 16 anos de idade, ao serviço do clube da sua cidade, o Sliema Wanderers FC, frente ao Xghajra Tornadoes FC.

Substituição: Milan Kuljić (TB Tvøroyri)
O golo não foi espectacular, mas as circunstâncias tornaram-no especial. O TB estava empatado 0-0 com o NSÍ Runavík a 19 minutos do fim, resultado que deixava a equipa perigosamente perto da zona de despromoção no campeonato das Ilhas Faroé. O treinador, Kuljić, tomou então a decisão mais lógica que podia tomar: lançou-se a si próprio em campo. E precisou apenas de dois minutos para marcar o golo que deixou a sua equipa com três pontos de vantagem sobre o B68 Toftir, nono classificado, com dois jogos por disputar até ao final da temporada. Tratou-se de um tento notável, se levarmos em linha de conta que Kuljić, de 36 anos, não tinha mostrado intenções de jogar esta época, depois de ter sido nomeado técnico principal da equipa. Contudo, com a sorte a teimar em não sorrir ao TB, resolveu saltar do banco para duas breves aparições em campo, antes desta sua decisiva entrada diante do NSÍ.

Mascote: Nico Yennaris (Arsenal FC)
Quando o Arsenal FC recebeu o Coventry City FC, em Setembro de 2000, um jovem de sete anos chamado Nico Yennaris vestiu a pele de mascote dos “gunners”. O Coventry desceu de escalão no final dessa época e não mais regressou a Highbury. Esta quarta-feira, na Taça da Liga inglesa, voltou a visitar o terreno do Arsenal e pela frente encontrou Yennaris, agora com 19 anos e a desempenhar papel importante no meio-campo da formação de Londres, tendo-a ajudado a vencer por claros 6-1. "É verdade, por vezes os sonhos realizam-se mesmo. Claro que é necessário ter também alguma sorte, mas o mais importante é ter força de vontade e o Nico é uma daquelas pessoas que tem tudo isso", destacou Arsène Wenger.

Desportivismo: Miroslav Klose (S.S. Lazio)
A Lázio perdeu 3-0 frente ao Nápoles de Cavani, na quarta-feira, mas a história do jogo podia ter sido bem diferente. Estavam decorridos apenas três minutos quando Klose colocou a bola no fundo das redes. O golo foi sancionado mas, no Stadio San Paolo, onde Diego Maradona brilhou tantas vezes, o ponta-de-lança alemão fez questão de admitir ao árbitro que tinha marcado com a mão e este assinalou a consequente falta, recuando na sua primeira decisão. "Klose mostrou ser um grande homem", salientou o treinador da Lázio, Vladimir Petković. "Deveria ser recompensado pelo seu gesto", acrescentou Paolo Cannavaro, defesa do Nápoles.

Cerveja cara: Domagoj Vida (GNK Dinamo Zagreb)
O Dínamo tinha acabado de deixar Zagreb para disputar uma eliminatória da Taça da Croácia no terreno do NK Varsarday, no dia seguinte, quando o defesa Domagoj Vida resolveu abrir uma lata de cerveja. O treinador Ante Čačić ouviu o som da lata a abrir e viu o seu jogador com a cerveja nas mãos. De imediato, expulsou Vida do autocarro e aplicou-lhe uma multa de 100 mil euros. Foi pena Vida não ter esperado pelo regresso a Zagreb, pois podia ter comprado 50 mil cervejas por esse preço nos bares da cidade.

Última actualização: 28-09-12 13.07CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1867829.html#cavani+klose+recebem+honras+napoles

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.