O "site" oficial do futebol europeu

Messi partilha Bola de Ouro com Xavi

Publicado: Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2012, 16.03CET
Lionel Messi afirmou que vai "partilhar o prémio com Xavi", depois de ter batido o companheiro de equipa do Barcelona pela terceira vez seguida na luta pela conquista da Bola de Ouro FIFA.
Messi partilha Bola de Ouro com Xavi
Lionel Messi mostrou-se muito feliz após nova distinção com a Bola de Ouro FIFA ©Getty Images

Especiais UEFA.com

Real Madrid mais forte que o Barcelona
  • Real Madrid mais forte que o Barcelona
  • Factos e números da UEFA Europa League
  • Onde classifica o golo de Lamela na Europa League?
  • Chuva de golos: O melhor da terceira jornada
  • Penalties: Como marcá-los e onde colocar a bola
  • Roma em ascensão impressiona Alonso
  • Benatia pronto para regresso emocional a Roma
  • Masterclass: Džeko ensina a cabecear
  • Melhores marcadores das qualificações europeias
  • Escolhas da Semana do Futebol
1 de 10
Publicado: Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2012, 16.03CET

Messi partilha Bola de Ouro com Xavi

Lionel Messi afirmou que vai "partilhar o prémio com Xavi", depois de ter batido o companheiro de equipa do Barcelona pela terceira vez seguida na luta pela conquista da Bola de Ouro FIFA.

Lionel Messi, avançado do FC Barcelona, foi distinguido com a Bola de Ouro FIFA pelo terceiro ano consecutivo.

O internacional argentino, que havia já vencido a edição inaugural do prémio de Jogador do Ano da UEFA, referente à temporada 2010/11, e que venceu também o prémio de Melhor Jogador do Ano FIFA e Bola de Ouro em 2009, distinções agora fundidas numa só, afirmou, após receber o troféu das mãos do antigo internacional brasileiro Ronaldo: "É um enorme prazer voltar a receber este prémio."

"É uma grande honra", prosseguiu Messi, dirigindo-se aos presentes no Kongresshaus de Zurique, depois de ter levado a melhor sobre Xavi Hernández e Cristiano Ronaldo na corrida ao galardão. "Quero agradecer a todos os que votaram em mim, aos meus amigos, aos meus colegas do Barcelona e da selecção da Argentina, ao meu treinador, aos meus preparadores físicos, fisioterapeutas e a todos aqueles que estão envolvidos no Barça. Este é um prémio muito especial para mim."

"Vou partilhá-lo com o Xavi", acrescentou. "É a quarta vez que estamos juntos aqui em Zurique e é um prazer enorme jogar ao lado dele. Xavi, tu mereces este prémio tanto quanto eu. Sem ti não teria ganho e quero agradecer-te por seres tão bom amigo."

Messi voltou a brilhar a grande altura com a camisola "blaugrana" na época passada, ao apontar 31 golos em outros tantos jogos na Liga espanhola – e 53 no conjunto de todas as competições –, que ajudaram o Barça a conquistar o seu terceiro título consecutivo de campeão espanhol, o quinto da carreira do argentino de 24 anos. Messi esteve também em excelente plano na UEFA Champions League, prova na qual foi o melhor marcador pelo terceiro ano seguido, com um registo recorde de 12 golos em 13 jogos, um deles na final. Foi eleito o melhor em campo nesse encontro decisivo, onde ajudou a formação orientada por Josep Guardiola a conquistar o segundo título de campeã da Europa de clubes em três anos.

O "camisola 10" do Barça, que marcou também no triunfo por 2-0 da turma catalã sobre o FC Porto na SuperTaça Europeia, em Agosto transacto, coroou um ano magnífico com mais dois golos na vitória por 4-0 sobre o Santos FC na final do Mundial de Clubes, em Yokohama, no Japão. Esta época soma já 17 golos em 17 jogos na Liga espanhola e é um dos melhores marcadores da presente edição da UEFA Champions League, com seis golos apontados durante a fase de grupos.

O seu treinador no Barça, Josep Guardiola, também foi distinguido durante a cerimónia, ao receber o prémio de Melhor Treinador do Ano de Futebol Masculino ao guiar o Barcelona à conquista de cinco troféus. "Quero partilhar este prémio com José Mourinho e Alex Ferguson", referiu Guardiola. "E com todos os outros treinadores espalhados pelo Mundo que partilham comigo a paixão por esta profissão. É um privilégio fazer parte de um clube tão extraordinário. Por fim, gostaria de dedicar este prémio a Tito Vilanova, meu adjunto, meu colega e meu amigo, que não pode estar aqui esta noite."

O prémio para Melhor Jogadora do Ano FIFA foi para Homare Sawa, que capitaneou o Japão rumo à conquista do Campeonato do Mundo Feminino de 2011, selecção treinada por Norio Sasaki, também alvo de distinção ao receber o prémio de Melhor Treinador do Ano de Futebol Feminino. O Prémio Puskás 2011 foi ganho pelo brasileiro Neymar, graças ao espectacular golo apontado pelo Santos frente ao CR Flamengo, em Julho. Por fim, o Prémio Presidente FIFA foi entregue a Alex Ferguson, treinador do Manchester United FC.

Messi figurou ainda entre os cinco jogadores do Barcelona eleitos para o Equipa do Ano de 2011 FIFA/FIFPro.

A equipa completa, da qual faz parte também o português Cristiano Ronaldo, é composta por:
Iker Casillas (Real Madrid CF); Daniel Alves (FC Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid CF), Gerard Piqué (FC Barcelona), Nemanja Vidić (Manchester United FC); Andrés Iniesta (FC Barcelona), Xabi Alonso (Real Madrid CF), Xavi Hernández (FC Barcelona); Lionel Messi (FC Barcelona), Cristiano Ronaldo (Real Madrid CF), Wayne Rooney (Manchester United FC).

Última actualização: 10-01-12 11.29CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis dos treinadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1740005.html#messi+partilha+bola+ouro+xavi

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.