UEFA reúne-se com associações de adeptos

A UEFA recebeu representantes de grupos de adeptos na Casa do Futebol Europeu, tendo estes ficado com a garantia de que são parte fundamental da família do futebol.

Os representantes da UEFA e dos grupos de adeptos na reunião em Nyon.
Os representantes da UEFA e dos grupos de adeptos na reunião em Nyon. ©UEFA

A UEFA realizou mais uma reunião com os representantes de grupos de adeptos e voltou a destacar o contributo fundamental que estes dão para assegurar uma popularidade duradoura do futebol.

O encontro anual na Casa do Futebol Europeu, em Nyon, já se tornou numa data importante no calendário da UEFA. Estas reuniões funcionam como uma plataforma de consulta em que os grupos de adeptos apresentam os seus pontos de vista, a UEFA escuta e responde, ao mesmo tempo que deixa conselhos importantes. Ambos os lados aproveitam para retirarem propostas e ideias para mais debates a vários níveis, sempre com o pensamento no benefício do futebol europeu e dos adeptos.

A UEFA foi representada na sétima reunião deste nível pelo Presidente Michel Platini, pelo membro do Comité Executivo, Peter Gilliéron, pelo secretário-geral adjunto, Theodore Theodoridis, e por outros membros da administração da UEFA. Os grupos de adeptos foram representados pela Associação de Adeptos Europeus (FSE), Supporters Direct (SD) Europa e Centro de Acesso ao Futebol na Europa (CAFE). Três grupos que recebem apoio específico e reconhecimento da parte da UEFA.

A UEFA considera que são os adeptos que dão vida ao futebol profissional, um facto sublinhado por Michel Platini, que saudou o compromisso da UEFA e dos grupos de adeptos em chegar a um entendimento sobre um grupo alargado de questões. "Os adeptos fazem parte da família do futebol", afirmou, "e estou muito feliz por podemos conversar. Os adeptos são tão importantes como a bola e os jogadores. Se não houver bola ou jogadores, seria difícil praticar futebol, sem adeptos também não seria muito agradável jogar em estádios vazios."

A Associação de Adeptos Europeus é uma rede independente, representativa e organizada de forma democrática de adeptos de futebol europeus, que actualmente possui membros em 42 países. Tem vindo a contribuir para campanhas contra a violência, promove actividades de adeptos no futebol de "raízes" e ajuda a fomentar uma cultura positiva dos adeptos, a par de valores positivos como o "fair play" e a boa governação.

A Supporters Direct representa mais de 180 grupos de adeptos e organizações similares de toda a Europa, contando com mais de 400.000 membros. Promove a importância da participação dos adeptos e da comunidade na posse e funcionamento dos clubes, permitindo que os adeptos se tornem numa voz construtiva na forma como os clubes são geridos. Esta organização tem vindo a trabalhar com a UEFA na nomeação de agentes de contacto nos clubes espalhados pelo continente, já que este é um dos requerimento de licenciamento da UEFA criado para reforçar as relações entre clubes e os seus seguidores.

O CAFE trabalha com intervenientes espalhados por toda a Europa, com o objectivo de melhorar a experiência de jogo para adeptos do futebol europeu com deficiências. O CAFE coopera com a UEFA e as suas 53 federações-membro, para além de clubes, grupos de adeptos com deficiência nacionais e locais, ONGs nacionais de deficientes e redes de adeptos. O CAFE também produziu um documento conjunto com a UEFA, intitulado Acesso para Todos – um Guia de Boas Práticas na Criação de Acessibilidade aos Estádios e Jogos.

Como é habitual, as três organizações de adeptos apresentaram as suas actividades e o plano de trabalhos futuro, especialmente as matérias relacionadas com a cooperação com a UEFA. Este trabalho abrange inúmeras questões, dos preparativos para os adeptos nas finais das competições europeias, aos planos de acessibilidade para adeptos com deficiências nos dois jogos, passando pelas instruções de entrada nos recintos para os apoiantes das equipas, questões das deslocações dos adeptos visitantes e os resultados dos projectos financiados pela UEFA e pela Comissão Europeia.

As três organizações representativas dos adeptos expressaram o agradecimento à UEFA pela atitude positiva em relação ao seu trabalho, enquanto o organismo responsável pelo futebol europeu reiterou a perspectiva de que o diálogo estabelecido é fundamental para este relacionamento, pois adeptos e os seus representantes são necessários para ajudar a definir o futuro do futebol, para além de fornecer ideias preciosas para esse processo.