Reacção da UE à viciação de resultados bem recebida

Na reunião organizada pela presidência polaca da UE apelou-se a "medidas rápidas e concretas" contra a viciação de resultados e todos concordaram ser preciso agir em conjunto.

Os participantes no encontro sobre a viciação de resultados organizado pela presidência polaca da UE
Os participantes no encontro sobre a viciação de resultados organizado pela presidência polaca da UE ©Rafal Piechota, Polish Ministry for Sport

A presidência da União Europeia (UE) organizou esta semana uma reunião de alto nível na qual apelou a "medidas rápidas e concretas" para combater a viciação de resultados. A UEFA ficou muito satisfeita por todos os participantes terem concordado que é urgente agir em conjunto.

O secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, afirmou: "O combate contra a viciação de resultados requer uma abordagem europeia comum de governos e organizações desportivas. A UEFA está muito satisfeita com os resultados desta reunião, que é um grande passo para atingir estes objectivos. Estamos ansiosos por ver como o trabalho vai ser levado a cabo pelos ministros do Desporto da UE no próximo encontro em Outubro."

A reunião consultiva foi organizada pela presidência polaca da União Europeia e reuniu ministros do Desporto da Polónia, Reino Unido, Hungria, Itália e Portugal, assim como delegações oficiais de Chipre, França, Espanha e Dinamarca. A UEFA foi também convidada para o encontro em Gdansk, na Polónia, juntamente com a Federação Europeia de Andebol (EHF), a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) e os Comités Olímpicos da Europa (EOC). As organizações deram contributos que poderão vir a ser importantes para as conclusões finais do Conselho de Ministros da UE sobre a viciação de resultados.

Todos os representantes presentes concordaram que a UE tem a responsabilidade moral de tomar medidas concretas e urgentes contra a viciação de resultados a nível europeu. Além disso, os presentes na reunião concluíram também que existe vontade política de implementar um quadro jurídico específico em todos os Estados-membros da UE para resolver o problema de manipulação de resultados. A UEFA recomenda que a viciação de resultados seja considerada uma infracção criminal específica. Os representantes manifestaram, igualmente, apoio ao reconhecimento dos direitos de propriedade intelectual dos organismos desportivos no contexto das apostas.

No encontro ficou destacado que a boa governação constitui uma base para a luta contra a viciação de resultados. O “fair play” financeiro foi apontado como um exemplo de promoção da boa governação. Para terminar, ficou sublinhada a necessidade de existir uma estreita cooperação entre autoridades públicas e as organizações desportivas, assim como o papel fundamental da educação na prevenção de viciação de resultados.

Os resultados desta consulta que decorreu em Gdansk serão aprofundados durante as reuniões grupo de trabalho do desporto da UE e na reunião informal dos ministros do Desporto da UE agendada para Outubro. O Conselho Europeu sobre Educação, Juventude, Cultura e Desporto, previsto para Novembro de 2011, irá adoptar as conclusões.

A batalha contra a corrupção no desporto: Leia mais aqui sobre a reunião entre os ministros do Desporto dos Estados-membros da UE e os representantes do mundo do desporto (em inglês).