Ajudar os daltónicos no futebol

A Federação Inglesa de Futebol e a UEFA uniram-se à Colour Blind Awareness na produção de um guia que visa aumentar a consciencialização acerca do daltonismo e melhorar a experiência das pessoas daltónicas no futebol.

Equipamentos de futebol num balneário – visão normal (em cima) e a visão simulada de uma pessoa com daltonismo (em baixo)
Equipamentos de futebol num balneário – visão normal (em cima) e a visão simulada de uma pessoa com daltonismo (em baixo) ©UEFA

Aproximadamente um em cada 12 homens sofre de daltonismo. Trata-se de um problema geneticamente ligado ao cromossoma X, pelo que apenas uma em cada 200 mulheres padece dessa condição.

Pode ser um problema sério no futebol, para quem esteja a ver, a jogar, a treinar ou a arbitrar. Imagine não ser capaz de diferenciar as cores dos equipamentos e a forma como isso o afectaria a si, a um colega ou ao seu filho.

Existem três tipos de daltonismo – e um grande número de combinação de cores que causam problemas. A ideia enraizada de que os daltónicos apenas confundem o vermelho com o verde é apenas um mito.

A UEFA tem trabalho de perto com a Federação Inglesa de Futebol e uma organização especializada, a Colour Blind Awareness (organização para a Consciencialização do Daltonismo) na tentativa de despertar uma maior atenção sobre assunto.

A intenção é a de influenciar os responsáveis pela tomada de decisões em todos os níveis do jogo e melhorar a experiência das pessoas daltónicas no futebol – seja qual for a forma como estas se encontram envolvidas na modalidade.

Esse trabalho conjunto levou à produção de um aprofundado guia em forma de brochura. Pode fazer o download e lê-lo (em inglês) aqui.

Visite também o site da Colour Blind Awareness para ficar a conhecer outras formas de contribuir para maximizar a consciencialização relativa a este problema.

Juntos, vamos assegurar-nos de que o futebol é acessível para todos.