O "site" oficial do futebol europeu

Responsabilidade social

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Calendário

O futebol é parte integrante da sociedade global e, sem dúvida, como desporto mundial mais popular, tem um valiosíssimo papel a desempenhar na condução do desenvolvimento social através da sua enorme influência.

Sob o slogan RESPECT, a abordagem da UEFA à responsabilidade social visa promover o desenvolvimento sustentado de todas as vertentes do futebol em cooperação com os parceiros. Isto não é feito à custa do lucro, mas sim da forma como é conseguido o lucro. A UEFA visa promover o desenvolvimento do futebol num processo em que gere cuidadosamente o impacto económico, social e ambiental das suas actividades, de forma a que gerações futuras possam continuar a jogar futebol nas melhores condições possíveis.

Na prática, trabalhamos em conjunto com as 55 federações membros para tornar o futebol mais socialmente responsável e sustentável em toda a Europa, 54 das 55 federações membros participaram nesta iniciativa em 2016/17 através da apresentação e implementação de projectos.

Numa altura em que os impactos negativos das alterações climáticas são sentidos em todo o mundo, a UEFA tem vindo as fazer todos os esforços para organizar os seus eventos de forma cada vez mais sustentável. Entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (SDGs), identificamos como prioridade a Acção Climática SDG 13.

Para o ciclo 2017-2021, o portfólio de responsabilidade da UEFA é composto pelos seguintes parceiros e pretende dar sequência ao trabalho de abordar temas estratégicos que são importantes para as principais partes interessadas (ver abaixo).  

Principais parceiros:

Rede FARE – a principal organização europeia na luta contra o racismo e a discriminação no futebol
Associação Culturas Cruzadas (CCPA) - Promoção da paz e reconciliação 
Terre des hommes (Tdh) - Protecção das crianças
Federações membros da UEFA - Solidariedades/futebol e refugiados
Centro para Acessibilidade ao Futebol na Europa (CAFE) – Acesso total ao futebol

Portfólio Futebol Para Todos:
Federação Internacional de Desporto para Cegos (IBSA) - cegos
Federação Internacional de Desporto e Recreação para Pessoas com Paralisia Cerebral (CPISRA) - paralisia cerebral
Organização Europeia de Desporto para Surdos (EDSO) - surdos
Federação Europeia de Futebol para Amputados (EAFF) - amputados
Federação Europeia de Futebol em Cadeira de Rodas (EPFA) - deficientes físicos

Olimpíadas Especiais Europa Eurásia (SOEE) - deficiências cognitivas

Parceiros associados

South Pole Group -  sustentabilidade/ambiente (compensação de carbono)
Fundo Mundial para a Natureza (WWF) – sustentabilidade/ambiente (alterações climáticas)
Conferência Europeia de Estádios Saudáveis - saúde
Mundial dos Sem-Abrigo – inclusão

Como inovação, em cooperação com a Aliança Desporto e Direitos, os critérios de direitos humanos foram incluídos no capítulo de responsabilidade social das candidaturas à organização do UEFA EURO 2024 e das finais das competições de clubes da UEFA a partir de 2020.

A campanha de comunicação de responsabilidade social #EqualGame faz parte do programa Respect, transmitindo uma mensagem positiva com foco na inclusão, acesso e diversidade.

Além disso, no âmbito do relacionamento com os parceiros, a UEFA está empenhada em garantir que as necessidades e pontos de vista dos adeptos sejam levados em conta na governação do futebol europeu. A UEFA reconhece a Associação dos Adeptos Europeus (FSE), uma organização independente, representativa e democrática dos adeptos de futebol, como interlocutora oficial dos assuntos dos adeptos e como um dos seus parceiros mais importantes. A UEFA implementa o projecto de Oficial de Ligação aos Adeptos através da SD Europe e o projeto de Oficial de Acesso para Deficientes através do Centro para Acessibilidade ao Futebol na Europa (CAFE).

A UEFA reconhece a natureza determinante da responsabilidade social, e numa perspectiva de aproveitar o mal para fazer bem, as multas determinadas pelo Comité de Controlo e Disciplina contribuem para este orçamento e são reinvestidas nos programas de responsabilidade social acima indicados.

Finalmente, a maior parte da actividade principal da UEFA pode ser encarada como prova do seu compromisso com a responsabilidade social. A luta contra a corrupção, o combate ao doping, o Fair Play Financeiro e muitos outros elementos relacionados com as actividades empresariais da UEFA contribuem para uma UEFA mais sustentável e socialmente responsável, tendo um impacto positivo na sociedade.

O portfólio de responsabilidade social da UEFA tem

O futebol é parte integrante da sociedade global e, sem dúvida, como desporto mundial mais popular, tem um valiosíssimo papel a desempenhar na condução do desenvolvimento social através da sua enorme influência.

Sob o slogan RESPECT, a abordagem da UEFA à responsabilidade social visa promover o desenvolvimento sustentado de todas as vertentes do futebol em cooperação com os parceiros. Isto não é feito à custa do lucro, mas sim da forma  como é conseguido o lucro. A UEFA visa promover o desenvolvimento do futebol num processo em que gere cuidadosamente o impacto económico, social e ambiental das suas actividades, de forma a que gerações futuras possam continuar a jogar futebol nas melhores condições possíveis.

Na prática, trabalhamos em conjunto com as 55 federações membros para tornar o futebol mais socialmente responsável e sustentável em toda a Europa, 54 das 55 federações membros partciparam nesta iniciativa em 2016/17 através da apresentação e implementação de projectos.

Numa altura em que os impactos negativos das alterações climáticas são sentidos em todo o mundo, a UEFA tem vindo as fazer todos os esforços para organizar os seus eventos de forma cada vez mais sustentável. Entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (SDGs), identificamos como prioridade a Acção Climática SDG 13.

Para o ciclo 2017-2021, o portfólio de responsabilidade da UEFA é composto pelos seguintes parceiros e pretende dar sequência ao trabalho de abordar temas estratégicos que são importantes para as principais partes interessadas (ver abaixo).  

Principais parceiros:

Rede FARE – a principal organização europeia na luta contra o racismo e a discriminação no futebol
Associação Culturas Cruzadas (CCPA) - Promoção da paz e reconciliação 
Terre des hommes (Tdh) - Protecção das crianças
Federações membros da UEFA - Solidariedades/futebol e refugiados
Centro para Acessibilidade ao Futebol na Europa (CAFE) – Acesso total ao futebol

Portfólio Futebol Para Todos:
Federação Internacional de Desporto para Cegos (IBSA) - cegos
Federação Internacional de Desporto e Recreação para Pessoas com Paralisia Cerebral (CPISRA) - paralisia cerebral
Organização Europeia de Desporto para Surdos (EDSO) - surdos
Federação Europeia de Futebol para Amputados (EAFF) - amputados
Federação Europeia de Futebol em Cadeira de Rodas (EPFA) - deficientes físicos
Olimpíadas Especiais Europa Eurásia (SOEE) - deficiências cognitivas

Parceiros associados

South Pole Group -  sustentabilidade/ambiente (compensação de carbono)
Fundo Mundial para a Natureza (WWF) – sustentabilidade/ambiente (alterações climáticas)
Conferência Europeia de Estádios Saudáveis - saúde
Mundial dos Sem-Abrigo – inclusão

Como inovação, em cooperação com a Aliança Desporto e Direitos, os critérios de direitos humanos foram incluídos no capítulo de responsabilidade social das candidaturas à organização do UEFA EURO 2024 e das finais das competições de clubes da UEFA a partir de 2020.

A campanha de comunicação de responsabilidade social #EqualGame faz parte do programa Respect, transmitindo uma mensagem positiva com foco na inclusão, acesso e diversidade.

Além disso, no âmbito do relacionamento com os parceiros, a UEFA está empenhada em garantir que as necessidades e pontos de vista dos adeptos sejam levados em conta na governação do futebol europeu. A UEFA reconhece a Associação dos Adeptos Europeus (FSE), uma organização independente, representativa e democrática dos adeptos de futebol, como interlocutora oficial dos assuntos dos adeptos e como um dos seus parceiros mais importantes. A UEFA implementa o projecto de Oficial de Ligação aos Adeptos através da SD Europe e o projeto de Oficial de Acesso para Deficientes através do Centro para Acessibilidade ao Futebol na Europa (CAFE).

A UEFA reconhece a natureza determinante da responsabilidade social, e numa perspectiva de fazer com o mal, as multas determinadas pelo Comité de Controlo e Disciplina contribuem para este orçamento e são reinvestidas nos programas de responsabilidade social acima indicados.

Finalmente, a maior parte da actividade principal da UEFA pode ser encarada como prova do seu compromisso com a responsabilidade social. A luta contra a corrupção, o combate ao doping, o Fair Play Financeiro e muitos outros elementos relacionados com as actividades empresariais da UEFA contribuem para uma UEFA mais sustentável e socialmente responsável, tendo um impacto positivo na sociedade.

O portfólio de responsabilidade social da UEFA tem muitas outras e evolui constantemente em consonância com assuntos actuais e com o panorama social.