Guia sobre as experiências no EURO Sub-21 da Polónia

As experiências que serão feitas no Europeu Sub-21 da UEFA na Polónia vão permitir a quarta substituição no prolongamento e a exibição de cartões amarelos e vermelhos aos responsáveis técnicos das equipas.

A experiência da quarta substituição no prolongamento realiza-se no EURO Sub-21 na Polónia
A experiência da quarta substituição no prolongamento realiza-se no EURO Sub-21 na Polónia ©Actionphoto

Duas experiências, aprovadas pelo legislador da modalidade, o International Football Association Board (IFAB), serão efectuadas no Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA, na Polónia.

Os treinadores vão ter a oportunidade de fazer uma quarta substituição no prolongamento, enquanto os árbitros vão poder exibir cartões amarelos e vermelhos a todos os não jogadores presentes na área técnica. A decisão de permitir estas duas experiências foi tomada no Comité Executivo da UEFA em Cardiff, a 1 de Junho.

Quarta substituição

De acordo com as regras da experiência, uma quarta substituição é permitida se o jogo for a prolongamento. Esta quarta alteração pode ser feita independentemente de a equipa ter feito ou não o número máximo de substituições permitidas.

O IFAB decidiu analisar o impacto que o uso da quarta alteração no prolongamento possa ter no encontro, na sequência dos vários pedidos feitos pela comunidade do futebol.

O organismo legislador do futebol recebeu os resultados de um estudo feito pela FIFPro, que sugeriu que a permissão da quarta substituição iria ao encontro do desejo de jogadores, treinadores e dirigentes. Perto de 85 por cento dos inquiridos no estudo foram a favor da quarta alteração.

De modo a permitir a prossecução do estudo, o IFAB requereu informação estatística sobre as competições anteriores com prolongamento nos últimos quatro anos, ouvindo ainda vários agentes do futebol, como treinadores e pessoal médico.

Cartões amarelos/vermelhos para não jogadores

A utilização de cartões amarelos/vermelhos para os responsáveis presentes no banco, de forma a esclarecer quando um jogador ou dirigente é oficialmente advertido ou expulso da área técnica, é parte da iniciativa do IFAB, a "Play Fair". O árbitro está assim habilitado a parar o jogo para exibir o cartão amarelo ou vermelho à pessoa em questão.

A não cooperação com o quarto árbitro, como por exemplo por ignorar um seu pedido, ou entrar no relvado de forma não conflituosa, poderá levar a um aviso do árbitro ou do quarto árbitro ao prevaricador.

Um cartão amarelo será exibido no caso de serem feitos gestos demonstrativos de uma clara falta de respeito pela equipa de arbitragem, como, por exemplo, um aplauso sarcástico. Atirar ou pontapear garrafas, pedir por gestos cartões amarelos ou vermelhos e entrar de forma deliberada na área técnica do adversário estão entre os actos que podem levar a que o pessoal não jogador seja admoestado.

As acções que podem levar à exibição de um cartão vermelho ao pessoal não jogador incluem: comportamento agressivo ou agressão física dirigidos a um membro do adversário ou da equipa de arbitragem; uso de linguagem ofensiva, insultuosa ou abusiva; confrontar um árbitro no terreno de jogo; ou pontapear ou atirar deliberadamente um objecto para o terreno de jogo.

Competições futuras

O Comité Executivo da UEFA decidiu em Cardiff que as duas experiências serão utilizadas em mais três competições de selecções em 2017: o UEFA Women’s EURO 2017, na Holanda; o Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA de 2017, na Geórgia; e o Campeonato da Europa Feminino de Sub-19 da UEFA de 2017, na Irlanda do Norte.

Topo