"Fair Play" Financeiro com resultados positivos

Novos regulamentos, novos horizontes e sucesso continuado foram os temas dominantes no Workshop de "Fair Play" Financeiro e Licenciamento de Clubes da UEFA de 2015, realizado em Dubrovnik.

Resultados encorajadores do "fair play" financeiro foram divulgados em Dubrovnik
Resultados encorajadores do "fair play" financeiro foram divulgados em Dubrovnik ©UEFA

Representantes da UEFA, das suas 54 federações-membro, da FIFA e das suas confederações participaram na 13ª edição do Workshop de "Fair Play" Financeiro e Licenciamento de Clubes da UEFA, realizado em Dubrovnik, Croácia.

O "workshop" reúne peritos na área do licenciamento de clubes e "fair play" financeiro durante dois dias e meio, para reflectirem sobre os mais recentes desenvolvimentos, melhorias e desafios futuros do sistema através da partilha de conhecimentos e troca de experiências.

Licenciamento de Clubes e regulamentos do "Fair Play" Financeiro
Como tal, boa parte da atenção do "workshop" centrou-se na nova edição dos Regulamentos do "Fair Play" Financeiro e Licenciamento de Clubes da UEFA (em inglês), que foram aprovados pelo Comité Executivo da UEFA na sua reunião em Praga, em Junho de 2015, após um prolongado e exaustivo processo de consulta que envolveu todos os intervenientes e que começou num anterior "workshop" de "Fair Play" Financeiro e Licenciamento de Clubes da UEFA, realizado em Cascais, em 2013.

O aperfeiçoamento dos regulamentos resultou em evoluções consideráveis, destinadas a encorajar cada vez mais a existência de investidores e intervenientes responsáveis, que continuem a contribuir para o crescimento forte e saudável do futebol de clubes na Europa.

Um relatório detalhado das principais alterações foi examinado ao pormenor, com a redução nos desvios aceitáveis a passar de 45 para 30 milhões de euros, os critérios mais apertados no que toca a pagamentos em atraso e o facto de os clubes agora serem sujeitos a uma monitorização madrugadora e contínua, sublinhando que os regulamentos do "fair play" financeiro foram fortalecidos.

Relatório de referência e resultados positivos
Os mais de 150 participantes tiveram acesso a uma antevisão do mais recente relatório (em inglês) de referência da UEFA, que destaca o impacto positivo das cláusulas do "fair play" financeiro.

O sentimento geral de uma posição mais estável e sustentável dos clubes de primeira divisão foi reconhecido como um resultado das perdas dos clubes europeus terem descido dois terços entre 2011 e 2014, de 1.67 mil milhões para 486 milhões, e devido à redução dos pagamentos em atraso de 57 milhões, em 2011, para 5 milhões, em 2015.

Estes resultados positivos são alicerçados por um trabalho considerável executado pelas federações na implementação do sistema de licenciamento de clubes, e isso ficou bem evidente durante os debates sobre as decisões de licenciamento em 2015.

Os casos de clubes apurados por mérito desportivo mas que não receberam licença para participar nas competições de clubes da UEFA (cinco deles em relação à época 2015/16), enfatizou como os licenciadores aplicaram de forma intransigente os requisitos do sistema de licenciamento de clubes, apesar das consequências e impacto significativos que advêm de tais decisões difíceis e desafiantes.

Um estimulante painel de debate sobre como o licenciamento de clubes evoluiu desde que foi introduzido, há mais de dez anos, contou com os directores de licenciamento de Azerbaijão, Croácia, Chipre e Islândia. Estes explicaram o impacto positivo que o licenciamento de clubes teve nos respectivos países, bem como os resultados que conseguiram alcançar através da implementação do sistema.

Ouvir tais histórias de sucesso, e como o licenciamento de clubes está agora consolidado na forma de operar dos clubes europeus, foi esclarecedor para os representantes das confederações-irmãs da UEFA, sendo mais um exemplo de como o "workshop" anual de "Fair Play" Financeiro e Licenciamento de Clubes da UEFA fornece uma excelente plataforma para o intercâmbio das melhores práticas.

Topo