UEFA saúda decisão do CAS sobre Samir Nasri

O CAS decidiu recusar o recurso de Samir Nasri e confirmar a deliberação do Comité de TUE da UEFA.

©UEFA.com

Com base em investigações disciplinares e a pedido de um Inspector de Ética e Disciplina, a UEFA iniciou a 6 de Março de 2017 um processo disciplinar contra o jogador Samir Nasri, por possível violação do Regulamento Antidoping da UEFA. Especificamente, este procedimento disciplinar centra-se no possível uso de um método proibido, de acordo com a sub-secção M2, parágrafo 2, da Lista de Substâncias Proibidas da AMA.

A 21 de janeiro de 2017, Samir Nasri solicitou à UEFA que lhe concedesse, de forma retroactiva, uma excepção de uso terapêutico (TUE) para a utilização desse método.

Este pedido foi recusado pelo Comité de TUE da UEFA a 7 de Fevereiro de 2017. Samir Nasri recorreu contra a decisão da Comité de TUE para o Tribunal Arbitral do Desporto (CAS).

Em 5 de Maio de 2017, o Comité de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA tomou em consideração o recurso interposto por Samir Nasri para o CAS e suspendeu o processo disciplinar em curso contra Samir Nasri até que o CAS tomasse uma decisão sobre este processo.

A 15 de dezembro de 2017, o CAS decidiu negar o recurdo a Samir Nasri e confirmar a decisão da Comité de TUE da UEFA de recusar o TUE.

Consequentemente, o processo iniciado pelo órgão de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA irá agora ter continuidade.

A UEFA não tem mais comentários a fazer sobre este processo.

Topo