Escócia

EscóciaFederação Escocesa de Futebol

O "site" oficial do futebol europeu

Futebol escocês sobrevive através dos tempos

Desde o seu surgimento, em meados do século XIX, o futebol foi-se, pouco a pouco, afirmando como o desporto-rei da Escócia.
Futebol escocês sobrevive através dos tempos
Denis Law marca num dos resultados mais saborosos da Escócia - um triunfo por 3-2 sobre a campeã mundial Inglaterra em Wembley, em 1967 ©Popperfoto/Getty Images

Futebol escocês sobrevive através dos tempos

Desde o seu surgimento, em meados do século XIX, o futebol foi-se, pouco a pouco, afirmando como o desporto-rei da Escócia.

Na Escócia, o futebol começou a ganhar respeito e proeminência social no século XIX, quando foi introduzido em algumas escolas, mas a falta de uma identidade nacional não proporcionava a realização de jogos organizados. Apenas quando uma série de indivíduos bem intencionados se juntaram para escrever um conjunto de regras que pudesse ser seguido por todos, o futebol começou a ser organizado a nível nacional pela primeira vez.

No seguimento do nascimento do primeiro clube de futebol da Escócia, o Queen's Park FC, em 1867, a modalidade viveu um rápido crescimento mas, sem estrutura formal, os jogos eram quase sempre organizados por acaso e de forma intermitente. Era evidente que os clubes beneficiariam com a criação de uma competição regular e organizada. O Queen's Park tomou a iniciativa e, após um anúncio colocado num jornal de Glasgow, representantes de sete clubes - Queen's Park, Clydesdale FC, Vale of Leven FC, Dumbreck FC, Third Lanarkshire Rifle Volunteers FC, Glasgow Eastern FC e Granville FC – marcaram presença numa reunião que decorreu no Dewar's Hotel, em Glasgow, a 13 de Março de 1973. Para além desses clubes, ainda o Kilmarnock FC enviou uma carta a expressar a sua vontade de se juntar ao grupo.

Nesse dia, esses oito clubes criaram a Federação Escocesa de Futebol (SFA) e deliberaram que "os clubes aqui representados juntam-se na criação de uma associação para a promoção do futebol, de acordo com as regras da federação nacional inglesa, e inscrevem-se na disputa de uma taça a ser disputada anualmente, cujas regras serão propostas por um comité designado para o efeito".

A Federação Escocesa de Futebol é a segunda federação de futebol mais antiga do Mundo, apenas suplantada pela congénere inglesa. O primeiro jogo internacional tinha mesmo tido lugar já um ano antes, em Glasgow, apropriadamente a 30 de Novembro de 1982 - Dia de Santo André - com a Inglaterra, o "velho inimigo", como adversário. O encontro terminou empatado 0-0 e foi o primeiro dos 110 jogos disputados entre as duas selecções até ao final de 2002.

O futebol viveu uma ascensão meteórica e, no início do século XX, afirmou-se como o mais popular desporto de massas da Escócia. As federações escocesa e inglesa, juntamente com a Federação Galesa de Futebol (FAW) e a Federação Irlandesa de Futebol (IFA), criaram, em 1886, o International Football Association Board (IFAB), responsável pela monitorização das leis de jogo. A FIFA passou a integrar o IFAB em 1913 e, hoje, o International Board continua a ser o guardião das leis do futebol. A SFA juntou-se à FIFA em 1910 e foi uma das fundadoras da UEFA, em 1954.

Ao mais alto nível, a combinação entre jogadores de qualidade, boas instalações para os espectadores e um intenso interesse da comunicação social tornou o futebol num espectáculo altamente comercializado e fortemente patrocinado. Por toda a Escócia, o futebol é praticado de forma regular e organizada por mais de 140 mil pessoas e é claramente o desporto-rei do país.

Jogadores e treinadores escoceses espalharam o seu talento por muitas partes do Mundo, mas acima de tudo por Inglaterra. Jogadores como Denis Law, Billy Bremner e Kenny Dalglish, e treinadores como Sir Matt Busby, Bill Shankly e Sir Alex Ferguson, todos tiveram um significativo e duradouro impacto no futebol inglês. Os primeiros profissionais foram "professores" escoceses, por volta de 1870, levados para Inglaterra para aumentar os padrões do futebol, e os escoceses continuaram desde então a desempenhar um papel fulcral no desenvolvimento da modalidade a Sul das suas fronteiras.

A nível de clubes, Celtic FC, Rangers FC e Aberdeen FC trouxeram, todos eles, títulos europeus para a Escócia. O Celtic venceu a Taça dos Campeões Europeus em 1967, em Lisboa, e o Rangers e o Aberdeen ergueram a Taça dos Vencedores das Taças em 1972 e 1983, respectivamente. Mais recentemente, o Celtic atingiu a final da Taça UEFA em 2003, em Sevilha, da qual saiu derrotado pelo FC Porto, por 3-2, enquanto o Rangers foi derrotado por 2-0 pelo FC Zenit St. Petersburg na final da mesma competição em 2008, disputada em Manchester.

A Escócia qualificou-se para oito fases finais do Campeonato do Mundo (1954, 1958, 1974, 1978, 1982, 1986, 1990, 1998) e duas do Campeonato da Europa da UEFA (1992, 1996), apesar de nunca ter chegado à fase a eliminar. A principal selecção feminina escocesa vai estrear-se este Verão numa fase final, no caso o UEFA EURO 2017.

https://pt.uefa.com/insideuefa/member-associations/association=sco/news/newsid=949766.html#futebol+escoces+sobrevive+atraves+tempos

Passar ao topo  

Presidente

 

Alan McRae

Alan McRae

Nacionalidade: Escocesa
Data de Nascimento: 31 de Outubro de 1948
Presidente da federação desde: 2015

• Alan McRae assumiu o cargo de presidente da Federação Escocesa de Futebol (SFA) na assembleia-geral anual, realizada em Junho de 2015.

• McRae tem mais de 35 anos de experiência ao serviço do futebol no país, primeiro como jogador no Cove Rangers FC, clube do qual seria mais tarde director, presidente e presidente-honorário. A sua ligação à SFA remonta a 1993, altura em que foi membro do conselho, seguindo-se o cargo de primeiro vice-presidente.

• "Sinto-me honrado por ter sido eleito presidente pelos membros da Federação Escocesa de Futebol ", disse McRae. “Sinto-me muito orgulhoso e privilegiado - tem sido uma viagem longa e entusiasmante."

Secretário-Geral

 

Stewart Regan

Stewart Regan

Nacionalidade: Britânica
Data de nascimento: 2 de Maio de 1975
Director-executivo da federação desde: 2018

• Ian Maxwell chegou a director-executivo da Federação Escocesa de Futebol (SFA) a 21 de Maio de 2018.

• A carreira de jogador de Maxwell arrancou em Hampden Park, onde disputou 123 jogos pelo Queen’s Park FC antes de vestir as camisolas de Ross County FC, Saint Johnstone FC, Saint Mirren FC e Partick Thistle FC. Desempenhou, depois, as funções de treinador adjunto do Partick Thistle, assumindo mais tarde os cargos de treinador principal e director-geral do clube. Em 2016, Maxwell foi eleito como um dos três representantes da Primeira Liga Escocesa na direcção da Liga de Futebol Profissional da Escócia (SPFL).

• “O papel da Federação Escocesa de Futebol passa por inspirar o país,” afirmou. “E é precisamente para isso que aqui estou. Já fui jogador, treinador e dirigente de clubes. Enquanto federação nacional, cabe-nos levar o futebol em frente em todos os níveis.”

Dados da Federação

  • Fundação: 1873
  • Afiliação à UEFA: 1954
  • Afiliação à FIFA: 1910
  • Morada: Hampden Park GLASGOW G42 9AY
  • Telefone: +44 141 616 6000
  • Fax: +44 141 616 6001

Coeficiente de clubes por país

PaísClubesPts
24SuéciaSuécia1/418.725
25BielorrússiaBielorrússia1/418.375
26EscóciaEscócia1/418.125
27CazaquistãoCazaquistão1/417.375
28NoruegaNoruega1/417.175
Última actualização: 03/11/2017 09:38 CET

Palmarés das Selecções Nacionais

Competições domésticas

Última actualização: 08/06/2018 16:35 CET