República da Irlanda

República da IrlandaFederação de Futebol da Irlanda

O "site" oficial do futebol europeu

Ascensão meteórica

A Irlanda apurou-se para três das últimas sete fases finais do Mundial, com o seu melhor resultado a ser os oitavos-de-final, em 1990, na Itália.
Ascensão meteórica
Robbie Keane (Republic of Ireland) ©AFP/Getty Images

Ascensão meteórica

A Irlanda apurou-se para três das últimas sete fases finais do Mundial, com o seu melhor resultado a ser os oitavos-de-final, em 1990, na Itália.

John M McAlery, um comerciante de Belfast, foi quem introduziu o futebol na Irlanda, em 1878, tendo descoberto este desporto durante uma viagem a Edimburgo, na Escócia. No entanto, foi apenas a 1 de Junho de 1921 que a Federação de Futebol da Irlanda (FAI) foi formalmente organizada em Dublin. Em 1923, a Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte reconheceram a nova federação, no seguimento da pressão exercida pela FIFA. Nessa altura, as palavras "Estado Livre" foram acrescentadas ao título oficial.

Apesar de uma equipa em representação do Sul do país ter participado nos Jogos Olímpicos de Paris, em 1924, só em Março de 1926 é que o novo organismo esteve envolvido num jogo internacional, por sinal uma derrota, por 3-0, em Turim, frente à Itália. A equipa participou na primeira fase de qualificação para o Campeonato do Mundo, em Fevereiro de 1934, empatando (4-4) com a Bélgica, em Dalymount Park, Dublin.

Desde então, os tempos mudaram muito para os irlandeses, tanto a nível estrutural como no plano administrativo. A República da Irlanda qualificou-se para três das últimas seis fases finais de Campeonatos do Mundo, tendo o ponto alto sido a presença nos quartos-de-final do Mundial de 1990, em Itália, quando perdeu por 1-0 com a equipa da casa. Jack Charlton, antigo internacional inglês campeão do Mundo em 1966, foi seleccionador da equipa em 1990 e em 1994 viu os seus pupilos serem eliminados nos oitavos-de-final pela Holanda, nos Estados Unidos.

Sob a orientação de Charlton, os irlandeses qualificaram-se para o Campeonato da Europa de 1988, na República Federal da Alemanha, onde também foram eliminados pelos holandeses. No Mundial de 2002, na Coreia/Japão, a equipa de Mick McCarthy jogou muito bem e só não conseguiu um lugar nos quartos-de-final porque perdeu ante a Espanha no desempate das grandes penalidades. McCarthy demitiu-se em Novembro de 2002 e foi preciso esperar uma década para que a Irlanda atingisse outro grande torneio, com o veterano treinador italiano Giovanni Trapattoni a apurar a selecção para o UEFA EURO 2012.

Em 2016, sob o comando de Martin O'Neill e com Roy Keane como adjunto, a selecção chegou à fase final do EURO, em França.

Muitos irlandeses aprenderam o que é o futebol na República da Irlanda, antes de partirem para o estrangeiro, onde os esperava a fama e o estatuto de lendas. John Carey tornou-se num dos mais famosos capitães de equipa do Manchester United FC de todos os tempos, o mesmo acontecendo com Roy Keane, perto de 50 anos depois. Mas, de um ponto de vista irlandês, o melhor momento de Carey foi numa tarde de 1949, quando ajudou a República da Irlanda a vencer a Inglaterra, por 2-0, em Goodison Park, Liverpool, naquela que foi a primeira derrota da Inglaterra em casa frente a um país estrangeiro.

Outros jogadores a saborearem o sucesso foram Charlie Hurley (Sunderland AFC), John Giles (Leeds United AFC) e Liam Brady, este último um herói na Inglaterra, ao serviço do Arsenal FC, e em Itália, com as cores da Juventus e FC Internazionale. E ainda Paul McGrath, um dos melhores jogadores que alguma vez envergou a camisola verde. Desde o mudar de século, seis futebolistas – Stephen Staunton, Kevin Kilbane, Shay Given, Robbie Keane, Damien Duff e John O'Shea – já somam mais de 100 jogos pela Irlanda, enquanto Keane já passou, por larga margem, o registo para o melhor marcador da selecção, apontando mais de 60 golos pelo seu país.

No que respeita a competições nacionais, o campeonato da Liga e a Taça da FAI tiveram início em 1921/22 e resultaram numa dupla vitória do St. James's Gate. O Shamrock Rovers FC entrou na Liga na época seguinte e conquistou o campeonato logo na primeira temporada. Os "hoops", como são conhecidos, são o clube com mais sucesso da Irlanda, com 15 campeonatos e 24 Taças - ambos os registos são recordes. A Liga inaugural envolveu oito clubes e apenas em 1985/86 passou a ter duas divisões. Actualmente, há 12 clubes na Premier Division [Liga irlandesa] e oito na First Division, com as duas ligas a terem agora lugar entre a Primavera e o Outono.

Em 2016 o Dundalk FC tornou-se no primeiro clube irlandês a chegar ao "play-off" da UEFA Champions League, após um resultado total de 3-1 frente ao FC BATE Borisov. Mais tarde venceu o Maccabi Tel Aviv por 1-0 na UEFA Europa League, na primeira vitória de um emblema da Irlanda na fase de grupos de uma prova Europeia de clubes.

http://pt.uefa.com/insideuefa/member-associations/association=irl/news/newsid=947344.html#ascensao+meteorica

Passar ao topo  

Presidente

 

Tony Fitzgerald

Tony Fitzgerald

Nacionalidade: Irlandesa
Data de nascimento: 25 de Julho de 1943
Presidente da federação desde: Julho de 2014

Tony Fitzgerald esteve envolvido em diversos clubes de futebol em Cork, de onde é natural, e tinha apenas 16 anos quando assumiu o primeiro cargo administrativo, no Blues United FC.

Após desempenhar funções na Federação de Futebol do Munster, organismo regional, foi presidente do comité jovem da Federação de Futebol da Irlanda e esteve presente no Chipre para ver a selecção da República da Irlanda, treinada por Brian Kerr, conquistar o título europeu de Sub-18, em 1998. "Foi um momento que nunca esperei ver na minha vida: a Irlanda ganhar um título europeu importante", disse.

Eleito vice-presidente da FAI em 2010, sucedeu a Paddy McCaul como presidente em Julho de 2014. "A minha ambição no cargo de presidente seria ver a Irlanda qualificar-se novamente para torneios importantes como o Campeonato da Europa e o Campeonato do Mundo. O impulso que isso dá a todo o país é incrível. Também estou muito orgulhoso pela forma como o futebol feminino se desenvolveu nos últimos anos na Irlanda, com os níveis exibicionais e de qualidade actualmente num patamar tão elevado, algo a que seria bom dar seguimento", diz.

Secretário-Geral

 

John Delaney

John Delaney

Nacionalidade: Irlandesa
Data de nascimento: 16 de Outubro de 1967
Director-executivo da federação desde: Fevereiro de 2005

• John Delaney representou como vários clubes amadores na região de Munster, em particular o clube de Tipperary, St Michael's FC.

• Após ter sido secretário do Waterford United FC, Delaney integrou em 1999 o conselho nacional da Federação Irlandesa de Futebol (FAI) e, em 2001, tornou-se, com 33 anos, o tesoureiro mais novo da federação.

• Delaney foi nomeado em 2004, de forma interina, director-executivo da FAI e confirmado na função em 2005. "Eu amo o futebol irlandês – apoio-o desde os tempos em que era um jovem", disse.

Dados da Federação

  • Fundação: 1921
  • Afiliação à UEFA: 1954
  • Afiliação à FIFA: 1923
  • Morada: National Sports Campus Abbotstown DUBLIN 15
  • Telefone: +353 1 8999 500
  • Fax: +353 1 8999 502

Coeficiente de clubes por país

PaísClubesPts
34 Rep. MoldavaRep. Moldava2/47.625
35 HungriaHungria3/47.375
36 República da IrlandaRepública da Irlanda3/46.575
37 FinlândiaFinlândia3/46.525
38 AlbâniaAlbânia2/46.375
Última actualização: 10/07/2017 10:20 CET

Palmarés das Selecções Nacionais

Competições domésticas