Geórgia

GeórgiaFederação de Futebol da Geórgia

O "site" oficial do futebol europeu

Objectivo inalterado para a Geórgia

A Federação Georgiana continua a trabalhar com vista a proporcionar o sucesso à selecção e aos clubes.
Objectivo inalterado para a Geórgia
Otar Kakabadze, da Geórgia, disputa a bola com Neil Taylor (à direita), de Gales, num jogo de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 da FIFA ©Getty Images

Objectivo inalterado para a Geórgia

A Federação Georgiana continua a trabalhar com vista a proporcionar o sucesso à selecção e aos clubes.

À medida que a URSS caminhava para o fim, no final da década de 1980, foram dados os primeiros passos rumo Geórgia independente pela comunidade futebolística do país.

A 15 de Fevereiro de 1990, o Congresso de Futebol da Geórgia decidiu abandonar a competição na URSS e criar o seu próprio campeonato nacional. Na mesma altura, Nodar Akhalkatsi, que, como treinador, levou o FC Dinamo Tbilisi à glória ao ganhar a edição de 1981 da Taça dos Vencedores das Taças, foi eleito o primeiro presidente da Federação Georgiana de Futebol (GFF). A URSS chegou depois ao fim em Dezembro de 1991.

Em 1990, para além do arranque do primeiro campeonato interno, estreou-se a selecção principal, num empate 2-2 frente à Lituânia, em partida de carácter amigável realizada a 27 de Maio. Outro momento importante aconteceu quando a GFF foi admitida na FIFA, entidade tuteladora do futebol mundial, e, de seguida, se tornou depois membro de pleno direito da UEFA, em 1992.

A selecção estreou-se oficialmente na fase de qualificação para o Europeu de 1996, campanha que iniciou em casa diante da República Moldava, a 7 de Setembro de 1994. Embora tivesse perdido esse encontro, a nova nação surpreendeu ao terminar no terceiro lugar do respectivo grupo, do qual faziam igualmente parte a Alemanha, Bulgária, País de Gales e Albânia. Foi contra os galeses que os georgianos obtiveram o primeiro triunfo oficial, em Tbilisi, e logo por claros 5-0, mercê dos golos de Temur Ketsbaia (2), Georgi Kinkladze, Gocha Gogrichiani e Shota Arveladze. A Geógia ficou, depois, empatada em pontos com a Polónia quando participou pela primeira vez num apuramento para o Mundial, neste caso o de 1998, em França, antes de voltar a ficar na mesma posição – atrás da Itália e da Roménia – na caminhada rumo è edição de 2002.

Enquanto Nodar Akhalkatsi Jr. liderava a FFG, na primeira década do século XXI, vários treinadores de renome orientaram a selecção principal de futebol do país, entre eles Klaus Toppmöller e Héctor Cúper. Contudo, acabaria por ser o antigo internacional geórgio Temuri Ketsbaia aquele que obteria melhores resultados no cargo de seleccionador, ao iniciar o seu reinado de 40 jogos - mais do que qualquer outro técnico - com uma série de dez encontros sem derrotas. Durante essa série de invencibilidade merecem destaque um empate 0-0 frente à França e um triunfo por 1-0 sobre a Croácia, graças a um golo de Levan Kobiashvili que, mais tarde, viria a tornar-se no primeiro jogador a atingir as 100 internacionalizações pela Geórgia.

A Geórgia tem deixado marca nos escalões jovens, onde chegou à fase final de cinco torneios. Depois de presenças no Campenato da Europa de Sub-17 de 1997 e no Europeu de Sub-19 de 1999, conseguiu ultrapassar esses feitos ao atingir os quartos-de-final da prova de Sub-17 em 2002. Teve, contudo, de esperar dez anos pelo seu primeiro resultado de destaque, ao atingir as meias-finais do Campeonato da Europa de Sub-17 da UEFA de 2012, antes de marcar presença na fase final do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA de 2013.

A nível de clubes, as equipas da divisão principal participam todos os anos na UEFA Champions League e UEFA Europa League, quase sempre a partir das pré-eliminatórias. No entanto, o objectivo de todas elas será o de procurar atingir o estatuto do Dínamo Tbilissi adquirido no final da década de 1970 e princípios da de 1980. Mas não foi apenas o Dínamo a brilhar ao vencer a Taça dos Vencedores das Taças, depois de bater o FC Carl Zeiss Jena na final de Dusseldorf; a formação de Akhalkatsi Sr. chegou depois às meias-finais da prova na temporada seguinte. Para além disso, afastou o Liverpool FC da Taça dos Clubes Campeões Europeus na estreia, em 1979.

Outro marco no desenvolvimento do futebol na Geórgia aconteceu em 1998, quando, sob a presidência de Merab Zhordania, a GFF reorganizou a estrutura do principal campeonato e reduziu a prova de 16 para 12 concorrentes. Esta alteração, uma das muitas reformas operadas na altura, teve efeitos positivos, uma vez que aumentou o número de espectadores nos estádios e tornou a Liga mais competitiva. Seguiu-se o apuramento do Dinamo Tbilisi para a fase de grupos da Taça UEFA, em 2004, quando a competição passou a ser disputada no seu novo formato

Hoje, o futebol geórgio continua a ter muito com que se orgulhar. Aquele que é, talvez, o seu mais famoso jogador de sempre, Kakha Kaladze, conquistou a UEFA Champions League e a SuperTaça Europeia por duas vezes ao serviço do AC Milan e venceu igualmente o Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA. E, em 2012, o Dínamo foi escolhido como anfitrião da SuperTaça Europeia de 2015, que terá assim lugar no Estádio Mikheil Meskhi.

http://pt.uefa.com/insideuefa/member-associations/association=geo/news/newsid=946724.html#objectivo+inalterado+para+georgia

Passar ao topo  

Presidente

 

Levan Kobiashvili

Levan Kobiashvili

Nacionalidade: georgiano
Data de nascimento: 10 de Julho de 1977
Presidente da Federação desde: 2015

• Levan Kobiashvili começou a jogar no FC Metalurgi Rustavi e no FC Dinamo Tbilisi, mas passou a maior da carreira fora do seu país. Depois de um ano na Rússia, ao serviço do FC Alania Vladikavkaz, o defesa foi para a Alemanha, onde representou SC Freiburg, FC Schalke 04 e Hertha BSC Berlin. É o segundo estrangeiro com mais jogos disputados na Bundesliga (351).

• Estreou-se pela selecção da Geórgia a 1 de Setembro de 1996, num encontro particular com a Noruega, em Oslo, e rapidamente conquistou um lugar no "onze". Foi eleito Jogador do Ano em 2000 e 2005 e tornou-se no primeiro a atingir as 100 internacionalizações pela Geórgia, a 11 de Outubro de 2011, num encontro com a Grécia.

• Kobiashvili tirou o curso de treinador e licenciou-se em gestão desportiva numa academia na Alemanha em 2014, depois de terminar a carreira. Foi eleito presidente da Federação de Futebol da Geórgia (GFF) em Outubro de 2015. "É uma dia muito especial para mim, só comparável ao dia em que assisti ao primeiro jogo de futebol ou quando fui convocado pela primeira vez para a selecção nacional", afirmou Kobiashvili no congresso da GFF em Tbilisi.

Secretário-Geral

 

David Mujiri

David Mujiri

Nacionalidade: Georgiana
Data de nascimento: 2 de Janeiro de 1978
Secretário-geral da federação desde: 2015

• David Mujiri é filho de Dmitri Mujiri, antigo defesa do FC Dinamo Tbilisi. Depois de ser campeão da Geórgia em 1998, com 20 anos, foi eleito o melhor jogador da Liga por um jornal diário desportivo e assinou pelos moldavos do FC Sheriff.

• Mujiri fez a “dobradinha” na República da Moldávia ao serviço do Sheriff em 2001 e terminou a época como o melhor marcador do campeonato com 17 golos. Foi contratado pelo SK Sturm Graz e esteve cinco anos na Áustria, ajudando a sua equipa a conquistar o segundo lugar na Liga e a atingir a final da Taça em 2002.

• Posteriormente teve passagens pelo FC Krylya Sovetov Samara e pelo FC Lokomotiv Moskva, na Rússia, assim como pelo Sanfrecce Hiroshima, do Japão. Depois de regressar à Geórgia voltou a ser campeão pelo FC zestaponi, em 2012, antes de terminar a carreira como profissional e assumir o comando da equipa ainda nesse ano. Mujiri foi depois director desportivo do FC Samtredia. É licenciado em jornalismo e, para além da georgiano, fala também fluentemente russo, alemão e inglês.

Dados da Federação

  • Fundação: 1990
  • Afiliação à UEFA: 1992
  • Afiliação à FIFA: 1992
  • Morada: 76a Chavchavadze Avenue 0162 TBILISI
  • Telefone: +995 32 912 680
  • Fax: +995 322 91 59 95

Coeficiente de clubes por país

PaísClubesPts
41 EstóniaEstónia1/45.375
42 LetóniaLetónia2/45.250
43 GeórgiaGeórgia1/45.000
44 ArméniaArménia1/44.750
45 MontenegroMontenegro2/44.625
Última actualização: 10/07/2017 10:20 CET

Palmarés das Selecções Nacionais

Nenhum troféu

Competições domésticas