UEFA e estrelas do futebol unem forças no lançamento de nova campanha

Hegerberg, Messi, Pogba e Ronaldo juntaram-se a jogadores amadores na promoção da defesa da inclusão, da diversidade e da acessibilidade no futebol.

©UEFA

A UEFA lançou hoje, no Mónaco, a campanha #EqualGame, uma nova campanha de responsabilidade social UEFA RESPECT que procura promover de forma positiva a inclusão, a diversidade e a acessibilidade no futebol em toda a Europa.

Algumas das maiores estrelas do futebol mundial, entre elas Ada Hegerberg, Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Paul Pogba, ofereceram o seu apoio a esta campanha #EqualGame, a qual segue em linha com a visão do Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, de potenciar a inclusão e a acessibilidade no futebol europeu.

Enquanto campanha digital e social que envolve estrelas globais do futebol adeptos e jogadores de futebol de formação e amador, a #EqualGame irá gerar uma consciencialização pública positiva em termos das diferentes formas como cada pessoa pode jogar e desfrutar do futebol. A campanha pode ser consultada online via www.equalgame.com.

Lionel Messi, atacante do FC Barcelona e da Argentina, acredita que o futebol tem o poder de quebrar barreiras e dá o seu apoio ao #EqualGame:

"Durante a minha carreira, o nosso amado desporto ensinou-me muitas coisas, mas, acima de tudo, mostrou-me que o futebol é um jogo universal, acessível a todos, independentemente da etnia, idade, género, orientação sexual e crença religiosa de quem o pratica."

"O facto de o futebol funcionar como nivelador da nossa sociedade é algo que orgulha todos aqueles que participam no jogo. Ao mesmo tempo que todos somos diferentes, estamos todos unidos pela paixão comum por um desporto que pertence verdadeiramente a cada um de nós.

"Apoio totalmente a campanha da UEFA #EqualGame porque acredito no imenso poder que o desporto tem e na sua capacidade de mudar a nossa visão do mundo."

O princípio que se encontra na base da campanha #EqualGame encontra expresso na ideia de que "Toda a gente tem direito a desfrutar do futebol, independentemente de quem for, de onde estiver e de como jogar.".

Esta nova campanha sublinha, pois, a missão da UEFA de garantir que o futebol é acessível a todos e que existe respeito pela igualdade étnica, de género, etária, sexual, física e social.

Assim, a #EqualGame irá ajudar a reafirmar a crença de que, embora as pessoas sejam indivíduos com diferentes características e joguem futebol de forma diferente, partilham todas elas idêntica paixão pelo desporto e pelo futebol em particular.

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, acredita que o órgão máximo do futebol europeu deve afirmar cada vez mais a sua tolerância-zero para com o racismo, a discriminação sexual, a homofobia ou qualquer outra forma de discriminação:

"É fundamental que a UEFA torne o futebol acessível para todos e que, através da força do desporto, se torne um exemplo na luta pela igualdade social. Esta nova iniciativa #EqualGame visa ajudar a unir a comunidade do futebol na garantia de que valores como a inclusão, a igualdade e a luta contra a discriminação continuam na linha da frente das acções da UEFA."

Paul Pogba, médio do Manchester United FC e da selecção de França, também falou sobre o lançamento desta campanha #EqualGame:

"O futebol é a minha paixão e há muitas razões que me levam a amar tanto este desporto. As pessoas espalhadas pelo mundo são diferentes, mas encontram sempre algo em comum no amor que partilham pelo futebol. Isso significa que o futebol pertence a todos e que todos devem ter a possibilidade de o jogar e de o desfrutar. É por isso que dou todo o meu apoio a esta campanha #EqualGame da UEFA – trata-se de uma oportunidade de mostrar que, independentemente de quem sejamos e de onde viermos, há sempre forma de estarmos envolvidos e de desfrutarmos do futebol. Acredito que o futebol pode ajudar a unir comunidades e mostrar, dentro e fora de campo, que somos todos iguais."

O anúncio será exibido durante os jogos da UEFA Champions League e da UEFA Europa League já a partir do arranque da fase de grupos da UEFA Champions League 2017/18, a 12 de Setembro. A acompanhá-lo terá um extenso programa de conscencialização nos diferentes canais multimédia da UEFA.

Ada Hegerberg, atacante do Olympique Lyonnais e da Noruega, afirmou:
"O futebol é popular em todo o mundo e tem um papel importante na vida das pessoas. Isto significa que o jogo tem o poder de mudar atitudes e ajudar as comunidades a alcançarem mudanças sociais positivas".

"Apoio a campanha da UEFA #EqualGame porque quero que todos, em especial as jovens raparigas, acreditem que o futebol é para elas e que tê, o direito de jogar e desfrutar do jogo. Se conseguirmos aumentar a diversidade do jogo e fazer com que mais pessoas o joguem, o futebol ficará mais forte."

A campanha #EqualGame conta igualmente com o apoio da rede Futebol Contra o Racismo na Europa (FARE), organização que une indivíduos, grupos informais e diferentes organismos no combate *Às desigualdades no futebol e ao uso do desporto enquanto meio para as transformações sociais.

A UEFA que ver o futebol crescer e florescer, ajudando a que cada vez mais pessoas tenham acesso ao futebol na Europa. A UEFA acredita que as histórias, imagens e interacção promovidas pela campanha #EqualGame irão ajudar que todas as pessoas têm direito a fazer parte da comunidade futebolística.

Estas histórias, vindas de pessoas de diferentes origens em toda a Europa que partilham entre si a paixão pelo futebol, podem ser consultadas em www.equalgame.com e foram trazidas à luz do dia através de um cativante minidocumentário. As audiências terão oportunidade de o ver e partilhar online através dos canais e plataformas digitais da UEFA.