UEFA lança novo anúncio #EqualGame com Hegerberg, Messi, Pogba, Ronaldo e jogadores amadores

Ídolos mundiais unem esforços para a promoção da inclusão, diversidade e acessibilidade

©UEFA

035 - Algumas das maiores estrelas do futebol mundial uniram-se para ajudar a promover a inclusão, diversidade e acessibilidade.

Algumas das maiores estrelas do futebol juntaram-se a jogadores de futebol amador e de formação de toda a Europa nos anúncios da #EqualGame, a nova campanha de responsabilidade social UEFA RESPECT, que procura promover de forma positiva a inclusão, diversidade e acessibilidade no futebol.

Ada Hegerberg, Lionel Messi, Paul Pogba e Cristiano Ronaldo participam em dois novos vídeos, com uma versão alargada a ser estreada na segunda-feira, 11 de Setembro, enquanto um anúncio de televisão mais curto será exibido pela primeira vez a 12 de Setembro, na primeira jornada da fase de grupos da UEFA Champions League.

A versão alargada do filme #EqualGame já pode ser visualizado no "site" dedicado da campanha (www.equalgame.com) e nas plataformas de redes sociais da UEFA. Também pode ser descarregado aquihttps://uefa.box.com/v/equalgame

O anúncio de televisão será transmitido durante toda a época de 2017/18 nos jogos das principais competições clubes da UEFA.

Os novos filmes de campanha #EqualGame reforçam a crença do presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, que a entidade responsável pelo futebol europeu deve ser um organismo de "fair play" social, o que implica uma posição de tolerância-zero para com o racismo, a discriminação sexual, a homofobia ou qualquer outra forma de discriminação:

"É fundamental que a UEFA torne o futebol acessível para todos e que, através da força do desporto, se torne um exemplo na luta pela igualdade social".

"Esta nova iniciativa #EqualGame visa ajudar a unir a comunidade do futebol na garantia de que valores como a inclusão, a igualdade e a luta contra a discriminação continuam na linha da frente das acções da UEFA."

Paul Pogba, médio do Manchester United FC e da França, tem sido um dos principais apoiantes da campanha #EqualGame e confessou que está muito feliz por ter oportunidade de ajudar as pessoas a perceberem todas as formas de que podem desfrutar do futebol:

"Estou muito honrado, pois é algo que posso e quero fazer, mostrar ao mundo que somos todos iguais e que jogamos futebol porque adoramos este desporto".

"Considero que a campanha #EqualGame da UEFA é algo que vai ajudar o futebol em todo o mundo, vai transmitir a mensagem que somos todos iguais em campo, independentemente da origem da cada um. Como jogadores ou adeptos, todos partilhamos o mesmo amor pelo futebol em campo. Espero que os adeptos se inspirem e espalhem a mensagem".

Cristiano Ronaldo, avançado do Real Madrid CF e de Portugal, afirmou que apoia a campanha #EqualGame por acreditar que o futebol pode ser uma força para o bem:

"Estou grato por tudo o que o futebol deu a mim e à minha família, por isso é que tento sempre retribuir à sociedade. Encaro isto como uma responsabilidade, como pessoa e futebolista, tentar levar a felicidade ao maior número de pessoas possível, dentro e fora de campo".

"Acredito verdadeiramente que o futebol pode ser uma força para o bem na vida das pessoas, não importa quem são, de onde são ou o talento que têm. Por isso decidi apoiar a campanha #EqualGame da UEFA, porque promove que o futebol é para todos".

Lionel Messi, atacante do FC Barcelona e da Argentina, acredita que o futebol tem o poder de quebrar barreiras e dá o seu apoio ao #EqualGame:

"Durante a minha carreira, o nosso amado desporto ensinou-me muitas coisas, mas, acima de tudo, mostrou-me que o futebol é um jogo universal, acessível a todos, independentemente da etnia, idade, género, orientação sexual e crença religiosa de quem o pratica."

"O facto de o futebol funcionar como nivelador da nossa sociedade é algo que orgulha todos aqueles que participam no jogo. Ao mesmo tempo que todos somos diferentes, estamos todos unidos pela paixão comum por um desporto que pertence verdadeiramente a cada um de nós".

"Apoio totalmente a campanha #EqualGame da UEFA porque acredito no imenso poder do desporto e nas capacidades que tem de mudar a nossa perspectiva do mundo". 

Ada Hegerberg, atacante do Olympique Lyonnais, afirmou:

"O futebol é popular em todo o mundo e tem um papel importante na vida das pessoas. Isto significa que o desporto tem o poder de mudar atitudes e ajudar as comunidades a alcançarem mudanças sociais positivas".

"Apoio a campanha da UEFA #EqualGame porque quero que todos, em especial as jovens raparigas, acreditem que o futebol é para elas e que tê, o direito de jogar e desfrutar do jogo. Se conseguirmos aumentar a diversidade do jogo e fazer com que mais pessoas o joguem, o futebol ficará mais forte."

O princípio que se encontra na base da campanha #EqualGame é:"Toda a gente tem direito a desfrutar do futebol, independentemente de quem for, de onde estiver e de como joga".

Enquanto campanha de televisão, digital e nas redes sociais envolvendo estrelas do futebol mundial, jogadores de futebol amador locais e adeptos, a campanha #EqualGame irá gerar uma consciência pública positiva das diferentes formas como as pessoas podem jogar e desfrutar do futebol incluindo, por exemplo, futebol a passo para jogadores mais velhos, futebol de "raízes" feminino e futebol para pessoas portadoras de deficiências físicas. A campanha pode ser vista em www.equalgame.com e nas contas oficiais da UEFA nas redes sociais.

Nota aos editores:

Depois da emissão do anúncio#EqualGame na televisão, ele estará disponível para visualização aqui: https://www.youtube.com/user/UEFA  

Imagens, anúncios (a versão alargada em todas as línguas) e os logótipos da campanha #EqualGame podem ser encontrados aqui (para fins editoriais):
• https://library.uefa.com/Go/ts6pjpAF (imagens e logótipos)
• https://uefa.box.com/v/equalgame (filmes)
• www.equalgame.com

Mais informações sobre #EqualGame:

#EqualGame disponibiliza uma plataforma para que jogadores de elite, amadores e de futebol de "raízes" de todo o continente possam partilhar as suas histórias pessoais no futebol e destacar a forma como o desporto as ajudou ao longo das suas vidas. A nova campanha sublinha a missão da UEFA de garantir que o futebol seja aberto e acessível a todos, sendo respeitada a igualdade entre etnia, género, idade, orientação sexual, capacidades físicas e diferenças sociais. Desta forma, a campanha #EqualGame vai ajudar a reafirmar a crença que, embora as pessoas sejam indivíduos e joguem e amem o futebol de forma diferente, todos são iguais devido à paixão que partilham pelo desporto.

A UEFA pretende que o futebol cresça e floresça - ajudando mais pessoas em toda a Europa a ter acesso, a jogar e a desfrutar deste desporto. A UEFA acredita que as histórias, imagens e conversas interactivas #EqualGame podem constituir uma fonte de inspiração para mostrar às pessoas de todas as origens que têm o direito a integrar a comunidade de futebol.

Essas histórias verdadeiras de todo o tipo de pessoas, originárias de toda a Europa, que amam o futebol e desejam mostrar essa paixão, vão estar disponíveis no "site" dedicado da campanha www.equalgame.com e ganharão vida através de narrativas em pequenos documentários e conteúdos cativantes criados pelos adeptos. Os espectadores poderão ver e partilhar o conteúdo "online" através de todos os canais digitais da UEFA e das redes sociais.

As estrelas amadoras do anúncio de televisão #EqualGame são (por ordem de participação):

Eddie Thomas (66 anos):
Eddie é natural de Merthyr Tydfil, no País de Gales. Depois de sofrer uma série de lesões, estava desesperado para não ter de abandonar o desporto que praticava desde os 11 anos. Eddie começou então a jogar futebol a passo. Eddie, que trabalhava como comerciante de carvão, adora a camaradagem proporcionada por integrar uma equipa de futebol a passo e a actividade física ajuda-o a manter a forma.

Zehra Badem (17 anos):

Zehra mora em Berlim, na Alemanha. Respira e vive futebol e está determinada em treinar o máximo que puder. Zehra superou muitos desafios para perseguir o sonho de jogar futebol e, por isso, ganhou confiança. É uma aluna brilhante e tira boas notas, fora de campo sonha um dia ser polícia.

István Szabó (36 anos):

István é de Budapeste, na Hungria. É cego, mas isso não o impede de jogar futebol e é o capitão da equipa de futebol para cegos do Lass Budapest. O futebol deu-lhe autoconfiança e liberdade. Quando não está em campo, gosta de desfrutar da vida com a mulher e o filho.