Presidentes da AFC e da UEFA encontram-se em Nyon

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, teve uma "reunião muito produtiva" com o seu homólogo da Confederação Asiática de Futebol, Shaikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa, na quarta-feira.

Shaikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa, Presidente da Confederação Asiática de Futebol, e o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin
Shaikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa, Presidente da Confederação Asiática de Futebol, e o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin ©UEFA.com

Aleksander Čeferin e Shaikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa, Presidentes da UEFA e da Confederação Asiática de Futebol (AFC), respectivamente, encontraram-se ontem em Nyon, Suíça. Os dois Presidentes discutiram a cooperação em curso entre as duas Confederações e modos de a aprofundar, tendo em vista a força do futebol europeu e a ascensão actual do futebol por toda a Ásia.

O Presidente da AFC afirmou: "Tive o prazer de me reunir com o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, mais uma vez e agradeço a hospitalidade dele e da UEFA em Nyon. É importante que as Confederações continuem a trabalhar em conjunto para benefício do futebol mundial e que construam laços fortes.”

“A AFC agradece o apoio que recebe da UEFA ao abrigo do actual Memorando de Entendimento e procuraremos cimentar essa unidade e solidariedade nos próximos anos.”

O Presidente da UEFA afirmou: “Foi com grande prazer que recebemos Shaikh Salman bin Ebrahim Al Khalifa na Casa do Futebol Europeu em Nyon para uma reunião muito produtiva.”

“A UEFA tem o prazer de cooperar com a AFC e ficou bem claro que, de futuro, vamos assumir a nossa responsabilidade de desenvolver o futebol fora, bem como dentro, da Europa - em parceria com as nossas Confederações irmãs. As competições da UEFA têm espectadores em todo o mundo, pelo que podem ter um grande impacto no crescimento do futebol na Ásia. Desenvolver ainda mais o futebol asiático trará ganhos mútuos, tanto para a Europa como para a Ásia.”

O acordo actual entre as duas organizações foi assinado em 2015 e é válido até 2019. Existe um intercâmbio regular de especialistas entre os dois continentes para troca de conhecimento e informação em várias áreas distintas, que incluem formação de treinadores, competições, futebol juvenil e feminino, arbitragem, estádios, licenciamento de clubes, governança e marketing.

Topo