Adeptos vibram com Jogo pela Solidariedade

Uma constelação de estrelas entusiasmou mais de 23.000 adeptos no Jogo pela Solidariedade UEFA/Nações Unidas, no sábado, em Genebra.

As duas equipas e os árbitros perfilados antes do jogo
As duas equipas e os árbitros perfilados antes do jogo ©UEFA

Este sábado, em Genebra, lendas do futebol juntaram-se para ajudar crianças, fazendo do Jogo pela Solidariedade UEFA/Nações Unidas um sucesso notável.

Num belo dia de Primavera, o Stade de Genève recebeu 23.654 jovens adeptos para um jogo bastante animado, onde uma constelação de estrelas exibiu as suas qualidades ainda intactas, ao mesmo tempo que mostrou um apoio vital para crianças com deficiências.

A receita do jogo destina-se à Fundação da UEFA para as Crianças e será utilizada para financiar projectos humanitários e de desenvolvimento para ajudar crianças com deficiências, a nível local e global.

A equipa de Luís Figo
A equipa de Luís Figo©UEFA

A equipa capitaneada pelo craque português Luís Figo bateu uma formação liderada pelo ícone brasileiro Ronaldinho, por 4-3, num encontro que serviu para demonstrar de forma inequívoca o porquê dos nomes ilustres que se deslocaram até à Suíça terem desfrutado de carreiras brilhantes. 

Ronaldinho's team
Ronaldinho's team©UEFA

Raúl González, Robert Pires, Nuno Gomes e Míchel Salgado marcaram para a equipa de Figo, enquanto Célia Šašić, Alexander Frei e Cafu facturaram pela equipa de Ronaldinho. 

A Autisme Genève será a beneficiária local do jogo de sábado. A organização não-governamental foi criada por pais de crianças que sofrem de autismo.

Para além disso, o dinheiro angariado será usado para ajudar projectos de apoio em África, Ásia e América do Sul. Os projectos serão escolhidos por um comité composto por representantes de UEFA, delegação das Nações Unidas em Genebra e a Fundação do Stade de Genève.

"Desfrutámos do jogo", disse Figo após o apito final. "Sentimos que reflectimos os valores do desporto e que tivemos a oportunidade de ajudar pessoas".

Mais de 23.000 adeptos estiveram presentes no Stade de Genève
Mais de 23.000 adeptos estiveram presentes no Stade de Genève©UEFA

"Foi bom ver alguns grandes amigos e jogar juntos por esta causa importante". 

Também foram angariados fundos através de um leilão especial "online", que conta com vários artigos futebolísticos do passado, entre eles camisolas autografadas e bolas, para além de experiências únicas proporcionadas por clubes e federações.

Adeptos de todo o Mundo ainda podem mostrar o seu apoio para iniciativas que beneficiam crianças com deficiências. O leilão continua aberto, terminando às 23h00 desta segunda-feira.

Mais de 23.000 adeptos estiveram presentes no Stade de Genève
Mais de 23.000 adeptos estiveram presentes no Stade de Genève©UEFA

Clique aqui para visitar o "site" do leilão. 

Um jantar solidário após o jogo, também em Genebra, aumentou ainda mais a receita gerada por este evento.

A componente de divertimento do dia foi amplificada por um jogo de crianças antes do Jogo pela Solidariedade. Nele participaram 11 jovens de 11 países diferentes, que se encontravam pela primeira vez, frente a um conjunto formado por crianças da zona de Genebra.

Aleksander Čeferin, Presidente da UEFA, juntou-se aos adeptos para assistir à acção. "Estou satisfeito por o Jogo pela Solidariedade ter sido um enorme sucesso", disse.

"Gostaria de agradecer às lendas do futebol e à equipa de arbitragem, que tiveram um contributo vital no jogo, bem como às Nações Unidas, que se juntaram a nós em prol de uma causa tão nobre. Igualmente um agradecimento especial às autoridades de Genebra e a todos os outros parceiros, tal como os doadores generosos que participaram no jantar solidário e no leilão. E, claro, a todos os adeptos que vieram ao estádio para dar o seu tremendo apoio".

"O futebol pode desempenhar um papel vital na melhoria de vidas, e o Jogo pela Solidariedade demonstrou até que ponto o desporto pode actuar como uma força para o bem social".

"Estou orgulhoso por as Nações Unidas e a UEFA terem juntado esforços neste evento para promover solidariedade em torno da paz, direitos e bem-estar através dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis", disse Michael Møller, director-general da delegação das Nações Unidas em Genebra. "E tudo por uma boa causa, a de ajudar crianças desfavorecidas em todo o Mundo.

Topo