Campeão mundial Ray Wilson morre aos 83 anos

O futebol inglês está de luto pela morte do antigo defesa Ray Wilson, campeão mundial em 1966, aos 83 anos.

Ray Wilson no treino da selecção inglesa, em 1962
Ray Wilson no treino da selecção inglesa, em 1962 ©Getty Images

O futebol inglês está de luto pela morte de Ray Wilson, antigo lateral-esquerdo de Huddersfield Town e Everton, que brilhou pela Inglaterra e conquistou o Campeonato do Mundo de 1966 em solo britânico.

Wilson, na altura com 31 anos, foi o jogador mais velho no "onze" de Alf Ramsey, que bateu a República Federal da Alemanha por 4-2 na final de Wembley. Disputou todos os minutos da campanha inglesa e a conquista do título culminou um Verão memorável para o defesa natural de Derbyshire, pois dois meses antes tinha ajudado o Everton a ganhar a Taça de Inglaterra, graças a uma reviravolta frente ao Sheffield Wednesday (3-2).

Bobby Charlton, seu antigo colega de selecção, disse: "O Ray era um grande homem e a sua falta vai ser sentida por muitas pessoas. Partilhamos incríveis memórias ao longo da carreira e tive o prazer de ser seu colega de quarto".

Internacional por Inglaterra em 63 ocasiões, incluindo no Mundial de 1962, Wilson representou o Huddersfield Town entre 1952 e 1964, antes de rumar ao Everton, onde passou cinco épocas. Registou ainda passagens por Oldham Athletic e Bradford City.

Após se retirar do futebol, Wilson passou a trabalhar como agente funerário. Recebeu a distinção civil da Ordem do Império Britânico por serviços prestados ao futebol, e apesar de lhe ter sido diagnosticada a doença de Alzheimer, continuou a assistir a jogos do Huddersfield.

Joe Royle, antigo avançado e treinador do Everton, disse: "Ele é campeão mundial e alinhou na última selecção inglesa que teve quatro, talvez cinco, jogadores de classe mundial. E ele certamente era um deles. Foi o melhor da sua posição na altura. E era uma pessoa excelente, sempre com um sorriso e uma palavra amável para dar".

Topo