Morreu Costakis Koutsokoumnis

Costakis Koutsokoumnis, presidente da Federação de Futebol de Chipre e membro europeu do Conselho da FIFA, faleceu aos 61 anos.

Costakis Koutsokoumnis faleceu aos 61 anos.
Costakis Koutsokoumnis faleceu aos 61 anos. ©UEFA

Costakis Koutsokoumnis, presidente da Federação de Futebol de Chipre (CFA) e membro europeu do Conselho da FIFA, faleceu aos 61 anos.

Koutsokoumnis era presidente da CFA desde 2001 e membro do Conselho da FIFA desde Abril de 2017.

O mandato de 17 anos como responsável pelo futebol cipriota proporcionou alguns sucessos notáveis ao futebol na ilha do Mediterrâneo e à própria CFA. Os principais clubes do país têm participado regularmente na UEFA Champions League e na UEFA Europa League desde 2008. Isto para além do excelente trabalho tem que foi feito no futebol de “raízes” e no futebol feminino.

"Estamos profundamente entristecidos por saber da morte de Costakis", afirmou o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin. “Era muito dedicado ao futebol e enormemente respeitado pelas suas qualidades, como líder e como pessoa".

“Deu um grande contributo para o desenvolvimento do futebol em Chipre e na Europa, todos vamos sentir a sua falta. Desejamos prestar as nossas sentidas condolências à família, à Federação de Futebol de Chipre e a toda a comunidade de futebol cipriota".

"Costakis Koutsokoumnis lutou contra um cancro com grande coragem e dignidade", explicou a CFA em comunicado. “A direcção, o director-geral e todos os funcionários da CFA expressam sentidas condolências ao seus familiares e a todos os que lhe eram queridos".

Koutsokoumnis nasceu a 5 de Maio de 1956 na cidade de Karavas, na costa norte do país. Estudou estatística e ciência actuarial antes de tirar vários cursos relacionados com a gestão de riscos.

Em Novembro de 1994 foi eleito para o cargo de representante da APOEL no conselho da CFA e passou a liderar o departamento de selecções nacionais. Foi eleito vice-presidente da CFA em 1997.

Koutsokoumnis foi eleito presidente da CFA quatro anos depois e reeleito por sete vezes.

Ocupou vários cargos na UEFA: terceiro vice-presidente do Comité HatTrick (2007-11), membro do Comité de Programas de Assistência (2002-07) e membro do Comité de Agentes de Jogo Licenciados (1996-2006). No momento da morte era primeiro vice-presidente do Comité HatTrick.

Topo