Celtic de luto pelo "Leão de Lisboa" Tommy Gemmell

Tommy Gemmell, um dos "Leões de Lisboa" do Celtic em 1967 e um dos 18 jogadores que marcou em duas finais da Taça dos Campeões, faleceu com 73 anos.

Tommy Gemmell (segundo da direita na primeira fila) com a equipa campeã europeia do Celtic
Tommy Gemmell (segundo da direita na primeira fila) com a equipa campeã europeia do Celtic ©Getty Images

Tommy Gemmell, vencedor da Taça dos Clubes Campeões Europeus pelo Celtic em 1967, faleceu aos 73 anos.

Gemmell fez o golo do empate diante do Inter na final de 1967 realizada no Estádio Nacional, em Oeiras, nos arredores da capital de Portugal, em que os “Leões de Lisboa” se tornaram na primeira equipa britânica a erguer a Taça dos Campeões. Gemmel voltou a marcar na final de 1970 contra o Feyenoord, perdido pelo Celtic por 2-1.    

“Tommy Gemmell é uma verdadeira lenda do Celtic, membro da maior equipa da história do clube e um homem que teve um papel fundamental no nosso maior triunfo de sempre quando, no Estádio Nacional, em Lisboa, 11 homens nascidos num perímetro de 30 quilómetros à volta do Celtic Park, bateram o Inter para vencer a Taça dos Campeões Europeus”, lê-se no comunicado do Celtic.

Resumo da final de 1967: Os leões de Lisboa do Celtic
Resumo da final de 1967: Os leões de Lisboa do Celtic

"A lenda dos 'Leões de Lisboa' nasceu nessa noite e o Tommy e os seus colegas garantiram lugar no panteão dos grandes do Celtic. E, tal como os restantes leões, Tommy manteve-se humilde sobre os seus feitos incríveis no futebol.” Celebra-se este ano o 50º aniversário do melhor momento da história do Celtic.

Gemmel passou dez anos no clube de Glasgow – entre 1961 e 1971 – fazendo 418 jogos e apontando 63 jogos em todas as competições. Alinhou na maior parte das vezes a lateral esquerdo e, para além do sucesso alcançado na Taça dos Campeões, foi seis vezes campeão da Escócia, ganhou três taças do país e quatro Taças da Liga para os “hoops”.

Foi por 18 vezes internacional pela Escócia, tendo mais tarde representado o Nottingham Forest e o Dundee, a quem ajudou a derrotar o Celtic, por 1-0, na final da Taça da Liga da Escócia de 1973. Acabou por tornar-se treinador do Dundee e orientou ainda por duas vezes o Albion Rovers.