Sessenta anos de história escrita

A UEFA, ao longo do ano 2014, comemorou o 60º aniversário e no derradeiro artigo sobre a história da UEFA olhámos para o passado recente, para o presente e para um futuro desafiador.

O UEFA Women's EURO 2013 elevou o futebol feminino a uma nova dimensão - com a Alemanha a festejar o sexto título europeu consecutivo
O UEFA Women's EURO 2013 elevou o futebol feminino a uma nova dimensão - com a Alemanha a festejar o sexto título europeu consecutivo ©AFP/Getty Images

Em Março de 2011, Michel Platini foi reeleito para um segundo mandato de quatro anos como Presidente da UEFA, no 35º Congresso Ordinário da UEFA, em Paris. Platini apelou então à família do futebol para que se empenhasse no bem-estar da modalidade. “Temos o dever notável de pensar na próxima geração – no futebol que queremos deixar para os nossos filhos e netos”, disse. “Permitam-nos continuar a ter a coragem para tomar as decisões necessárias para proteger o futebol da forma que o amamos. Somos os avalistas deste futebol e os guardiões de um ideal.”

Em 2012, a fase final do UEFA EURO decorreu pela primeira vez no Leste europeu, com os co-organizadores Polónia e Ucrânia a promoverem um UEFA EURO 2012 memorável. Numa competição marcada pelo futebol de ataque, a Espanha manteve-se no trilho do sucesso ao vencer o segundo EURO consecutivo, acrescentando-o ao triunfo no Campeonato do Mundo 2010. Os EUROs futuros vão ter alterações inovadoras. O UEFA EURO 2016, atribuído à França em 2010, viu a fase final ampliada para 24 equipas – enquanto o UEFA EURO 2020 será um especial “EURO para a Europa”, decorrendo em 13 cidades por todo o continente, comemorando os 60 anos da primeira fase final de um EURO. A partir de 2018, a UEFA Nations League vai acrescentar estatuto às selecções nacionais.

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi têm sido os destaques em campo. Ronaldo atingiu um novo recorde com 17 golos pelo Real Madrid CF numa só época na UEFA Champions League, em 2013/14, enquanto a estrela do Barcelona, Messi, fixou novo máximo em Novembro de 2014 ao tornar-se o melhor marcador de sempre da prova, com 74 golos.

Messi e Ronaldo venceram a UEFA Champions League, pelos seus clubes, em 2011 e 2014, respectivamente. Pelo meio, o Chelsea FC e o FC Bayern München saborearam a glória em 2012 e 2013. A recente UEFA Europa League tem vindo a reforçar o seu apelo desportivo e social. Hoje em dia, os jogadores mais jovens têm também a possibilidade de experimentar a competição continental através da UEFA Youth League, criada em 2013. O futebol feminino floresceu, com um magnífico UEFA Women's EURO 2013, na Suécia, além de que inovou no trabalho para desenvolver a modalidade e introduzir mais mulheres em cargos de chefia.

A UEFA assumiu inúmeras iniciativas para a sétima década da sua existência – a luta contra o racismo está a reunir uma intensidade perpétua, o combate à viciação de resultados está a proteger a alma do futebol, o “fair-play” financeiro tem trazido uma estabilidade vital para os clube de futebol, os árbitros são agora ajudados pelos olhos extras de dois árbitros-assistentes adicionais e a busca do diálogo com parceiros principais do futebol deu os seus frutos, como UEFA a interagir com os representantes das autoridades, clubes, Ligas, jogadores e dos adeptos europeus. O final de 2014 vê 54 associações nacionais sob a égide da UEFA, e o programa de assistência HatTrick do organismo europeu a celebrar uma imensa década de ajuda a todos eles na melhoria da sua modalidade e infra-estruturas administrativas.

Foi um caminho memorável desde 1954. Apropriadamente, a última palavra sobre a forma como a UEFA termina as comemorações dos 60 anos vai para Michel Platini: “O mundo está em mudança”, disse o Presidente da UEFA no Congresso Ordinário, em Março de 2014, “e nós somos testemunhas privilegiadas. No nosso caminho estamos a ajudar a fazer história… Uma história que, para nós, tem 60 anos de idade: 60 anos de futebol; 60 anos de paixão; 60 anos de alegria, drama e emoção; 60 anos de inovação mas também de respeito pela tradição; 60 anos de um incrível drama e anedotas encantadoras; 60 anos de pequenas e grandes histórias; 60 anos de desenvolvimento da UEFA e do estabelecimento da sua autoridade como modelo de organização do futebol europeu.”

Topo