O "site" oficial do futebol europeu

UEFA.com escolhe o melhor do Futsal EURO 2016

Publicado: Sábado, 20 de Fevereiro de 2016, 13.13CET
A confiança contagiante da Espanha, a alegria da Sérvia nos quartos-de-final, a frieza de Sergei Abramov e, claro, Ricardinho: os nossos repórteres escolhem os seus momentos favoritos em Belgrado.
UEFA.com escolhe o melhor do Futsal EURO 2016
Ricardinho esteve em destaque na Sérvia, apesar da eliminação precoce de Portugal ©Getty Images
 

Fotografias

  • Spain celebrate
  • Italy celebrate
  • Kazakhstan celebrate
  • Celebration (Azerbaijan)
Publicado: Sábado, 20 de Fevereiro de 2016, 13.13CET

UEFA.com escolhe o melhor do Futsal EURO 2016

A confiança contagiante da Espanha, a alegria da Sérvia nos quartos-de-final, a frieza de Sergei Abramov e, claro, Ricardinho: os nossos repórteres escolhem os seus momentos favoritos em Belgrado.

Noah Broad: A atitude de campeã da Espanha
No dia seguinte à grande vitória de Espanha, por 6-2, sobre Portugal, nos quartos-de-final, fui convidado para filmar a uma sessão de treino da selecção espanhola. Sem o esperar, vivi aí o meu momento mais memorável do torneio. Deparei-me com uma tranquilidade que transpirava confiança, a confiança dos campeões.

Conteúdos relacionados

Enquanto Alex, Mario Rivillos, Pola e companhia faziam o aquecimento, os seus exercícios com bola e o treino de preparação para o jogo seguinte, senti-me contagiado pela sua confiança. E foi sem surpresa que, quatro dias depois, os vi erguerem mais uma vez o troféu.

As qualidades técnicas da Espanha

Dmitri Mamykin: O olhar de Abramov
Este torneio vai ser recordado pelo golo de Ricardinho, mas houve outros grandes momentos. Na meia-final da Sérvia com a Rússia, quando Mladen Kocić fez o 1-1, pensou-se que a selecção da casa podia mesmo chegar à final. A Rússia parecia em dificuldades mas, de repente, após receber um passe de Sergei Sergeev, Sergei Abramov, com um toque, fez a bola passar sobre Kocić e, depois de deixar bater no chão, disparou certeiro para o fundo das redes.

O jogo acabaria por ser apenas decidido no prolongamento, a favor dos russos, mas é com aquele olhar sério de Abramov após marcar aquele grande golo que o guarda-redes sérvio, Miodrag Aksentijević, vai ter certamente pesadelos durante muito tempo.

Paul Saffer: A sensasional Espanha
Foi o quinto UEFA Futsal EURO a que assisti e o quarto em que vi a Espanha ganhar. Depois de perder o título em 2014, a Espanha chegou a Belgrado desfalcada de alguns dos seus principais jogadores. Pensava-se que iria passar por muitas dificuldades, mas a verdade é que os espanhóis pareceram melhores do que nunca e terminaram com um claro triunfo por 7-3 na final, frente à Rússia, selecção que os bateu havia eliminado em 2014.

Após a final, o treinador José Venancio López relevou que, à chegada a Belgrado, tinha dito aos seus jogadores: "Vocês são a melhor equipa que alguma vez treinei. E já treinei muitas!" E, de facto, apesar dos abandonos de Luis Amado, Javi Rodríguez, Kike e Torras e das lesões de Sergio Lozano, Adri, Aicardo e Fernandao, esta pareceu mesmo ser a melhor Espanha de sempre.

Rok Šinkovc: Os festejos sérvios
A multidão que enchia a Arena Belgrado já estava pronta para o prolongamento, as "cheerleaders" prontas para saltar para a pista depois da buzina final, os jogadores de Espanha e Portugal prontos para terem um período de aquecimento mais reduzido… Sérvia e Ucrânia estavam empatadas estavam empatadas 1-1 no 40º minuto do embate dos quartos-de-final e o tempo extra parecia inevitável.

Mas Miloš Simić tinha outras ideias e desfez a igualdade num excelente remate de primeira. Restavam 0,3 segundos no cronómetro de jogo. Em vez de mais dez minutos de futsal, assistiu-se, sim, a uma celebração épica por parte de jogadores e adeptos da selecção da casa.

Nuno Tavares: A magia de Ricardinho
"Melhor jogador do mundo", "golo do século", "o Leo Messi do futsal" ou "um jogador de outra galáxia" foram apenas alguns dos elogios feitos a Ricardinho no UEFA Futsal EURO 2016. A estrela de Portugal assumiu-se como a figura do torneio, apesar da eliminação ante a Espanha, nos quartos-de-final. O seu golo do outro mundo diante da Sérvia foi, talvez, o melhor do deslumbrante desempenho do ala do Inter FS em Belgrado, mas foi apenas um dos seus vários momentos de magia.

Se ter a Arena Belgrado a cantar o seu nome durante vários minutos, após a derrota de Portugal frente à Espanha, não fosse já prova suficiente do seu estatuto de culto, Ricardinho mostrou uma vez mais por que tem a alcunha de "O Mágico". Desolado com a derrota e com nova decepção ao serviço do país que tanto ama, Ricardinho encontrou força para levar um sorriso à cara dos seus imensos fãs, mantendo-se na quadra para tirar fotografia atrás de fotografia. A imagem de Ricardinho a segurar a dor e as lágrimas enquanto sorria para as câmaras ficará comigo para sempre. Não é todos os dias que se vê aquele tipo de magia…

O momento de magia de Ricardinho

Última actualização: 12-05-16 20.36CET

Informação relacionada

http://pt.uefa.com/futsaleuro/news/newsid=2334375.html#uefa+escolhe+melhor+futsal+euro+2016