O "site" oficial do futebol europeu

Espanha "especial" rejubila com quarto título

Publicado: Domingo, 12 de Fevereiro de 2012, 1.28CET
José Venancio López, Torras, Kike e o autor dos dois golos da Espanha, Sergio Lozano, reflectiram sobre a vitória por 3-1 frente à Rússia, que "esteve muito perto" de lhe negar o quarto título consecutivo.
Espanha "especial" rejubila com quarto título
O capitão da Espanha, Luis Amado, pentacampeão europeu, ergue o troféu ©Getty Images
 

Fotografias

Publicado: Domingo, 12 de Fevereiro de 2012, 1.28CET

Espanha "especial" rejubila com quarto título

José Venancio López, Torras, Kike e o autor dos dois golos da Espanha, Sergio Lozano, reflectiram sobre a vitória por 3-1 frente à Rússia, que "esteve muito perto" de lhe negar o quarto título consecutivo.

José Venancio López, treinador da Espanha
Parabéns à Rússia, este foi um grande jogo. A Rússia talvez merecesse vencer, mas a sorte esteve do nosso lado, especialmente quando marcámos no último minuto. Estou muito orgulhoso da minha equipa e feliz por ser o seu treinador. Os jogadores mostraram que são os melhores porque só os melhores conseguem marcar nos derradeiros instantes.

O Sergio Lozano sempre quis marcar e andava um pouco impaciente. Sempre lhe dissemos que o seu momento haveria de chegar, e aconteceu esta noite. Isto mostra que somos capazes de qualquer coisa, em qualquer situação, e em momentos difíceis.

Estou muito feliz, como é óbvio, mas nunca pensei igualar o recorde de Javier Lozano [de três títulos do EURO como treinador de Espanha] − Só quero tornar a equipa melhor a cada dia que passa.

Kike, defesa da Espanha
Foi uma final que teve de tudo. Foi um bom jogo, a Rússia também quis atacar, mas a Espanha voltou a demonstrar que tem algo mais que os outros. Tem coração de campeã. Lutámos até ao fim e o golo apareceu no último minuto. Depois realizámos um prolongamento incrível e ganhámos o título.

A Espanha nunca desiste: queremos sempre um pouco mais. Acreditamos sempre que podemos dar um pouco mais, e felizmente desta vez conseguimos. A Rússia realizou um excelente torneio, uma grande final, mas nós somos vencedores merecidos.

Torras, ala da Espanha e vencedor da Bota de Ouro adidas
Não sei como foi visto das bancadas, mas para quem está dentro de campo foi um grande espectáculo. Qualquer uma das equipas podia ter ganho. Ambas lutaram até ao fim, e nós tivemos a sorte de conseguir elevar o nosso ritmo de jogo quando parecia difícil.

Quero felicitar a Rússia, porque também merecia este título. Depois do golo sofrido não baixámos os braços, continuámos na discussão do resultado e recuperámos. Não nos restava outra opção senão correr riscos, porque não gostamos de esperar pelo erro do adversário. No prolongamento fomos um pouco mais fortes.

Sergio Lozano, autor dos dois golos da Espanha
Passámos por muita coisa, mas no final sagrámo-nos campeões. Estou realmente feliz porque é o meu primeiro título ao serviço da selecção. Foi um torneio difícil porque tivemos muitas lesões e alterações no plantel. Para a nossa confiança, este título é perfeito.

Somos campeões com mérito. A Rússia possui uma excelente equipa e é muito competitiva.

Sergei Skorovich, treinador da Rússia
A final, entre as duas selecções europeias mais fortes, foi muito interessante. A Espanha é a melhor equipa da Europa, possui uma mentalidade vencedora, mas hoje realizámos uma excelente exibição e estivemos muito perto de a vencer. Estou satisfeito com a equipa. Estivemos perto do empate [no prolongamento] porque utilizámos o guarda-redes avançado. De facto, tivemos algumas ocasiões flagrantes, como aquela em que acertámos no poste.

Agradeci a todos os jogadores. Deram o seu melhor e mostraram que a Rússia está ao mesmo nível que a Espanha. O tempo cura tudo e derrotas como esta só tornam uma equipa mais forte.

Ivan Milovanov, defesa da Rússia
Não creio que a Espanha tenha sido melhor do que nós. Apenas não tivemos sorte. Dois desvios ajudaram-na a marcar. A Rússia jogou muito bem e conseguiu inclusive impedir a Espanha de criar perigo, apesar de termos estado dois minutos com um jogador a menos. Foi um jogo muito difícil. O Lozano, que marcou dois golos, foi impressionante esta noite, apesar de todos os jogadores espanhóis serem bastante bons.

Última actualização: 13-02-12 0.27CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis dos treinadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/futsaleuro/news/newsid=1751145.html#espanha+especial+rejubila+quarto+titulo

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA e o logótipo e troféu do Campeonato da Europa de Futsal estão protegidos por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.