O "site" oficial do futebol europeu

Interviú volta a vencer

Em 2005 a Taça UEFA de Futsal saiu de Espanha pela primeira vez mas 12 meses mais tarde estava de regresso com a vitória do Boomerang Interviú.
Interviú volta a vencer
O Interviú recuperou o troféu em Moscovo ©LNFS

Interviú volta a vencer

Em 2005 a Taça UEFA de Futsal saiu de Espanha pela primeira vez mas 12 meses mais tarde estava de regresso com a vitória do Boomerang Interviú.

Em 2005 a Taça UEFA de Futsal saiu de Espanha pela primeira vez mas 12 meses mais tarde estava de regresso com a vitória do Boomerang Interviú.

A primeira fase de qualificação trouxe poucas surpresas, e entre as equipas qualificadas estava o Cristal Noir MB Morlanwelz, vice-campeão belga, com acesso à Taça UEFA de Futsal devido à vitória do Action 21 Charleroi na edição 2004/05. No entanto, a segunda fase de qualificação tinha sido ligeiramente alterada, com as duas primeiras equipas de cada ronda a disputarem agora uma nova fase de meias-finais.

O Benfica, que dois anos antes tinha vencido em casa o grupo da segunda fase de qualificação para chegar à final, foi o anfitrião do Grupo A, mas não conseguiu estrear-se a vencer devido a um "hat-trick" de Yuriy Butrin, avançado do Kairat Almaty, que valeu à sua equipa o empate a três bolas. O Interviú, que tinha conquistado o troféu no pavilhão do Benfica em 2004, venceu por 11-0 o Morlanwelz com golos de sete jogadores diferentes. O Interviú derrotou de seguida o Kairat por 5-2, resultado que garantiu o primeiro lugar no grupo graças ao empate do Benfica (1-1) com o Morlanwelz.

No novo sistema, o segundo lugar era importante e o Kairat colocou-se em excelente posição quando deu a volta ao resultado e derrotou o Morlanwelz por 5-1. O Benfica ainda podia ter chegado às meias-finais com uma vitória na repetição da final de 2004, já que André Lima e Pica Pau colocaram o anfitrião em vantagem por 2-0 ao fim de cinco minutos. Mas Schumacher e Joan responderam pelo Interviú antes do intervalo, e Marquinho e Andreu marcaram mais dois golos garantindo uma vitória por 4-2 que valeu o Kairat ser o primeiro clube do Cazaquistão a chegar a uma meia-final de uma competição da UEFA.

O Charleroi deslocou-se a Belgrado para disputar o Grupo B, e a primeira jornada produziu duas surpresas, já que o campeão em título perdeu por 4-1 para o FC Shakhtar Donetsk, e o vice-campeão de 2005, o MFK Dinamo Moskva, não foi além de um empate (4-4) com o anfitrião KMF Marbo Beograd, que liderava ao intervalo graças a um "hat-trick" de Predrag Rajić. O Shakhtar continuou a sua bela campanha com uma vitória no dia seguinte por 4-1 sobre o Beograd, garantindo assim um lugar nas meias-finais, que ficaram fora do alcance do Charleroi quando o Dínamo se vingou da dramática derrota a duas mãos da época anterior com uma vitória por 5-3, depois de ter estado a perder por 2-0. Um golo de Sirilo a seis minutos do fim contra o Shakhtar valeu ao Dínamo uma vitória por 1-0 e o primeiro lugar do grupo; a defesa do título do Charleroi terminou com uma vitória por 3-2 sobre o Beograd.

Disputadas a duas mãos, as meias-finais confirmaram o favoritismo dos vencedores dos grupos, já que o Dínamo venceu por 3-0 em Almaty e por 5-2 em casa contra o Kairat, enquanto o Interviú derrotou o Shakhtar por 6-1 em Donetsk e por 5-3 em Espanha. Tal como dois anos antes contra o Charleroi, o Interviú jogou em casa na primeira mão da final, e Gabriel deu-lhe vantagem aos cinco minutos, mas Sirilo empatou e Pelé Junior viria a cancelar a vantagem entretanto alcançada com um golo de Schumacher. No entanto, aos 18 minutos, Daniel e Schumacher colocaram o Interviú novamente na frente, e Marquinho aumentou a distância a meio da segunda parte, antes de Schumacher completar o "hat-trick".

Na final de 2005 o Dínamo tinha recuperado da desvantagem trazida da primeira mão, obrigando o Charleroi a disputar um prolongamento, mas desta vez a tarefa era mais difícil. Sirilo marcou aos oito minutos, mas Júlio empatou e o tento de Daniel no início da segunda parte parecia ter resolvido o assunto. Mas nos últimos quatro minutos, Joan, Konstantin Maevski e Tatu colocaram o Dínamo a apenas um golo da vitória no desempate por golos marcados fora, no entanto seria Neto a garantir uma vitória do Interviú por 9-7 no total das duas mãos, que passou a igualar a marca do Playas de Castellón FS, com duas vitórias na Taça UEFA de Futsal.

http://pt.uefa.com/futsalcup/history/season=2005/index.html#interviu+volta+vencer