O "site" oficial do futebol europeu

Interviú revalida título

A estreia do Boomerang Interviú na Taça UEFA de Futsal, em 2002/03, terminou de forma pouco abonatória, mas a turma de Madrid corrigiu rapidamente o erro.
Interviú revalida título
O Interviú conquistou o troféu em 2004 ©UEFA.com

Interviú revalida título

A estreia do Boomerang Interviú na Taça UEFA de Futsal, em 2002/03, terminou de forma pouco abonatória, mas a turma de Madrid corrigiu rapidamente o erro.

A estreia do Boomerang Interviú na Taça UEFA de Futsal, em 2002/03, terminou de forma pouco abonatória. Após derrotar o MFK Norilsky Nikel por 11-3, atingindo a final, foi punido administrativamente por utilização irregular de um jogador. A formação de Madrid corrigiu o erro na temporada seguinte.

Com o número de formações a aumentar para 33, foi necessário recorrer a uma primeira fase de qualificação antes da primeira pré-eliminatória. A equipa romena do AS Odorheiu Secuiesc venceu os ingleses do Tranmere Victoria FC com um total de 17-2 no conjunto dos dois jogos. Os golos continuaram a surgir em bom número durante as partidas desta fase. O Playas de Castellón FS, detentor do título de campeão europeu de futsal, marcou por 24 vezes em três vitórias, o Interviú ultrapassou esse número ao apontar 38 tentos e o finalista vencido das edições anteriores, o Action 21 Charleroi, contabilizou 61 golos, com especial destaque para a vitória por 44-3 sobre o FC Olimpic Tirana. André Vanderlei marcou dez golos.

O Castellón e o Charleroi tiveram que se deslocar fora de portas para participar na segunda pré-eliminatória, sendo que nenhum conseguiu alcançar a terceira final em três participações, depois dos confrontos da última jornada frente aos respectivos anfitriões do mini-torneio. A deslocação do Castellón foi mais curta, até ao recinto do Interviú, que recebeu os jogos do Grupo A, e os detentores do título começaram da melhor forma, ao derrotarem os holandeses do ZVV West Stars por 17-0, enquanto o Interviú ultrapassou a oposição do FC interKrAZ Kyiv com uma vitória pela margem mínima (5-4). A equipa ucraniana esteve a perder pelo mesmo resultado frente ao Playas no segundo jogo, mas só até Georgiy Melnikov conseguir o empate a cinco golos já nos instantes finais da partida. No outro encontro, o Interviú venceu facilmente o West Stars, por 10-0. Depois desse resultado, a equipa da casa só necessitava de um empate frente ao Castellón e, apesar de o Boomerang ter estado a perder por 2-1 ao intervalo, Javi Rodríguez marcou o tento da igualdade no último minuto, eliminando assim o seu anterior clube e colocando fim à sua hegemonia na modalidade a nível europeu.

O Charleroi começou a sua participação no Grupo B de forma convincente, com uma vitória por 6-0 frente ao MNK Split, enquanto o anfitrião do agrupamento, o Benfica, suplantou o Prato C/5, por 5-2. A vitória por 5-1 do Charleroi sobre o Prato provocou sensações contraditórias, uma vez que os sete golos com que o Benfica venceu o Split, conseguidos nos primeiros 15 minutos de jogo, colocaram a formação "encarnada" na liderança do grupo, graças ao número de golos marcados. Sendo assim, o Benfica só precisava de empatar frente ao Charleroi, mas chegou a estar em vantagem por três golos, permitindo o empate, antes de facturar por mais duas vezes e vencer o desafio por 5-4.

Desse modo, era garantido que um novo nome iria figurar no troféu. No jogo da primeira mão, em casa, o Interviú teve um começo muito forte, com Marquinho a marcar aos dois minutos e Daniel a acrescentar mais dois tentos para a sua equipa. Andreu fez o quarto aos 34 minutos, mas um tento ao cair do pano de Arnaldo deu ao Benfica esperanças de conseguir mudar o rumo dos acontecimentos no segundo jogo. No entanto, Daniel só precisou de dois minutos para inaugurar o marcador em Lisboa e, apesar de Rogério ter empatado logo de seguida, Marquinho fez o 2-1 segundos antes do intervalo. O Benfica precisava agora de marcar cinco golos para ficar em vantagem no confronto e André Lima manteve tudo em aberto quando marcou aos 25 minutos e por mais duas vezes no mesmo minuto (33). Mas, segundos mais tarde, Daniel fez o seu segundo golo na partida e permitiu ao Interviú manter o troféu na sua posse, com um resultado total de 7-5.

http://pt.uefa.com/futsalcup/history/season=2003/index.html#interviu+revalida+titulo