Portugal e França a caminho da Rússia

Portugal e França garantiram a presença na fase final do Campeonato do Mundo, relegando Suíça e a Suécia para o “play-off”, vaga também conquistada pela Grécia no fecho da fase de grupos.

Os jogadores de Portugal comemoram o 2-0
Os jogadores de Portugal comemoram o 2-0 ©AFP/Getty Images
  • Portugal vence a Suíça e qualifica-se devido à melhor diferença de golos
  • França apurada para a fase final; Suécia leva a melhor sobre a Holanda e junta-se aos suíços no “play-off” 
  • Grécia ganha e passa ao “play-off”, confirmando a eliminação da Eslováquia
  • Veja os resumos dos jogos de hoje a partir das 23h00 (de Portugal Continental) de quarta-feira

Qualificados: (sorteio da fase final a 1 de DezembroBélgica, Inglaterra, França, Alemanha (campeã em título), Islândia, Polónia, Portugal, Rússia (anfitrião), Sérvia, Espanha, 

"Play-offs": (sorteio a 17 de Outubro) Croácia, Dinamarca, Grécia, Itália, Irlanda do Norte, República da Irlanda, Suécia, Suíça 

Grupo A

França 2-1 Bielorrússia

A equipa de Didier Deschamps tinha ganho cinco dos últimos seis jogos de qualificação em casa e sabia que nova vitória garantia o primeiro lugar e uma vaga na Rússia. Antoine Griezmann e Olivier Giroud marcaram nos 33 minutos e confirmaram o apuramento dos “bleus”, embora a Bielorrússia tenha dando muita luta aos anfitriões.

Holanda 2-0 Suécia

O capitão Arjen Robben converteu uma grande penalidade e fez o 2-0 com um soberbo remate de longa distância, permitindo aos holandeses terminarem a campanha com um bom resultado, mas que não chegou para a qualificação. A equipa da casa precisava ganhar por sete golos de diferença para desalojar a Suécia do segundo lugar.

Luxemburgo 1-1 Bulgária

Olivier Thill colocou o Luxemburgo em vantagem com um disparo rasteiro da entrada da área e permitiu ao seu pois deixar o último lugar do grupo para a Bielorrússia graças ao ponto conquistado. Ivaylo Chochev marcou de cabeça para a Bulgária na segunda parte e fez o empate para os visitantes.

Grupo B

Portugal 2-0 Suíça

A Suíça venceu Portugal por 2-0 a 6 de Setembro, em Basileia, pouco depois da equipa de Fernando Santos ter ganho o UEFA EURO 2016, e os dois países reencontraram-se em Lisboa depois de terem vencido todos os desafios disputados desde então. Portugal só precisava de uma vitória, devido à vantagem no saldo de golos, e foi bafejado pela sorte no final da primeira parte, quando Johan Djourou fez um auto-golo na sequência de um cruzamento rasteiro da esquerda. Os anfitriões aumentaram a vantagem aos 57 minutos quando, na conclusão de uma excelente jogada colectiva, Bernardo Silva serviu André Silva para o remate decisivo ao segundo poste. Portugal está a caminho da Rússia; A Suíça passa ao “play-off”.

Hungria 1-0 Ilhas Faroé

A Hungria dominou quase todo o jogo, mas teve de esperar pelos 81 minutos para ver Dániel Böde marcar o golo que valeu a vitória e o terceiro lugar. As Ilhas Faroé somaram nove pontos na primeira participação numa fase de grupos.

Letónia 4-0 Andorra

A Letónia terminou com três pontos de vantagem sobre a “lanterna vermelha” Andorra depois deste triunfo tranquilo. Valērijs Šabala bisou depois de, curiosamente, ter marcado o outro golo na qualificação no triunfo por 1-0 na visita ao principado.

Grupo H

Grécia 4-0 Gibraltar

A Grécia sabia que uma vitória confirmava a conquista de um lugar no “play-off” e ganhou vantagem aos 32 minutos com um golo de Vasilis Torosidis. Kostas Mitroglou bisou no espaço de apenas três minutos pouco depois da hora de jogo e Andreas Gianniotis fez o 4-0 final depois de ter sido lançado em jogo aos 74 minutos.

Estónia 1-2 Bósnia e Herzegovina

A Bósnia e Herzegovina entrou em campo com esperanças de chagar ao segundo lugar, mas o sonho esfumou-se. Izet Hajrovic marcou o golo decisivo a seis minutos do final, isto depois de ter dado vantagem aos visitantes no início da segunda parte e Ilja Antonov ter empatado para a Estónia a 15 minutos do final.

Bélgica 4-0 Chipre

Os irmãos Hazard estiveram imparáveis e ajudaram a Bélgica a terminar a fase de grupos com 28 pontos em 30 possíveis, uma marca só superada pela implacável Alemanha. Eden marcou o primeiro e o terceiro golos, enquanto Thorgen fez 0 2-0 antes do suplente Romelu Lukaku apontar o 44º golo da Bélgica, um novo recorde em grupos europeus de qualificação para o Campeonato do Mundo ou para o UEFA EURO, mais um que a marca estabelecida pela Alemanha no Domingo.