Polónia apurada, Dinamarca e Irlanda do Norte no "play-off"

A Polónia selou o apuramento para o Mundial 2018, enquanto Dinamarca e Irlanda do Norte asseguraram um lugar no "play-off" e a Eslováquia ultrapassou a Escócia no segundo posto do Grupo F.

A festa da Polónia depois de confirmar o regresso a fases finais de Campeonatos do Mundo
A festa da Polónia depois de confirmar o regresso a fases finais de Campeonatos do Mundo ©AFP/Getty Images
  • Polónia derrota Montenegro e sela apuramento para o Campeonato do Mundo
  • Dinamarca e Irlanda do Norte confirmadas no "play-off"
  • Eslováquia supera Escócia na corrida ao segundo posto do Grupo F mas ainda não tem lugar no "play-off" garantido
  • Veja os resumos dos jogos deste domingo a partir das 23h00 de segunda-feira (hora de Portugal continental)
  • Todas as contas: quem precisa do quê para se apurar na segunda e na terça-feira?

Apurados: Alemanha, Bélgica, Espanha, Inglaterra, Polónia, Rússia (anfitriã)

Grupo C

Noruega 1-0 Irlanda do Norte

Os resultados dos jogos dos outros grupos permitiram à segunda classificada do grupo, a Irlanda do Norte, entrar em campo em Oslo já com uma vaga no "play-off" garantida. Assim, talvez já com o pensamento no que irá ter pela frente em Novembro, na tentativa de chegar pela primeira vez desde 1986 à fase final de um Campeonato do Mundo, os norte-irlandeses, que neste grupo ainda só tinham sofrido golos da Alemanha, viram-se derrotados por um autogolo de Chris Brunt. O triunfo, porém, não tirou a Noruega do quarto posto, atrás da República Checa.

Alemanha 5-1 Azerbaijão

Os campeões do mundo somaram a décima vitória em dez jogos, aberta por um virtuoso golo de calcanhar de Leon Goretzka. Nem tudo correu bem, contudo, à selecção de Joachim Löw, que viu Niklas Süle e Shkodran Mustafi lesionarem-se e o adversário chegar ao empate perto do intervalo. Três golos no espaço de 12 minutos no segundo tempo, porém, relançaram os germânicos na rota do triunfo, com Emre Can a fechar o resultado com o 43º golo da Alemanha neste Grupo C, registo que constitui um novo recorde em qualificações europeias.

República Checa 5-0 San Marino

Os checos despediram-se da fase de qualificação em alta. Dois golos de Michael Krmenčík e um de Jan Kopic, dois jogadores do Viktoria Plzeň, a actuarem no seu estádio, colocaram o resultado em 3-0 ao intervalo. Na segunda parte, Filip Novák - naquele que foi o 50º golo sofrido por San Marino nesta campanha - e Václav Kadlec fecharam o triunfo que confirmou o terceiro lugar no grupo.

Group E

Polónia 4-2 Montenegro

A Polónia confirmou o seu regresso a fases finais de Campeonatos do Mundo numa noite de recordes para Robert Lewandowski, mas ainda sofreu um susto perto do fim em Varsóvia. A necessitarem apenas de um empate para assegurarem o seu lugar na Rússia, os polacos pareciam caminhar para um triunfo tranquilo com dois golos ainda dentro dos 16 minutos iniciais. Mas Stefan Mugoša reduziu a 12 minutos do fim com um remate acrobático e Žarko Tomašević restabeleceu a igualdade logo depois. Lewandowski, contudo, serenou os ânimos, tornando-se no primeiro jogador europeu a chegar aos 16 golos em campanhas de Campeonatos do Mundo ou EUROS. Um autogolo perto do fim selou em definitivo o triunfo.

Dinamarca 1-1 Moldávia

Christian Eriksen marcou pelo sexto jogo consecutivo pela Dinamarca (igualando o recorde da sua selecção), que com um empate assegurou o segundo posto no grupo e um lugar no "play-off". Os dinamarqueses dominaram o encontro em Copenhaga e até jogaram os derradeiros 27 minutos do jogo em superioridade numérica, com Cristian Ganea, autor da falta que esteve na origem do penalty convertido por Eriksen, a receber ordem de expulsão pouco depois, mas viram Ciprian Deac oferecer a igualdade à Roménia com um remate certeiro perto do fim.

Cazaquistão 1-1 Arménia

Também o embate entre os dois últimos classificados do grupo terminou empatado, com o segundo golo de Bauyrzhan Turysbek em quatro dias a ditar a igualdade depois de Henrikh Mkhitaryan ter inaugurado o marcador no primeiro tempo com um bonito chapéu. A Arménia ficou com a consolação de ter somado o seu primeiro ponto fora de portas nesta qualificação, enquanto o Cazaquistão despediu-se sem qualquer vitória.

Grupo F

Eslovénia 2-2 Escócia

As duas selecções entraram em campo ainda a sonhar com um lugar no "play-off", com a Escócia ciente de que uma vitória seria suficiente para lá chegar. E, logo à meia-hora, Leigh Griffiths abriu o activo para os escoceses. A Eslovénia, porém, lançou Roman Bezjak em campo no arranque da segunda parte e sete minutos depois este restabeleceu o empate. A partir daí os eslovenos tomaram conta do jogo e Bezjak bisou a 18 minutos do apito final mas, com a Eslováquia a vencer tranquilamente o seu jogo, o triunfo de nada servia aos anfitriões. Robert Snodgrass ainda restaurou a igualdade, perto do fim, insuficiente contudo para impedir que a Escócia se visse ultrapassada pela Eslováquia na corrida ao segundo posto em virtude da diferença de golos.

Eslováquia 3-0 Malta

A Eslováquia tinha de ganhar e esperar que a Escócia não vencesse para garantir o segundo posto do grupo. E foi precisamente o que sucedeu, embora o lugar no "play-off" não esteja ainda garantido. Adam Nemec marcou aos 33 e 62 minutos, com Ondrej Duda a assinar o outro golo.

Lituânia 0-1 Inglaterra

Depois de ter carimbado o apuramento na quinta-feira, a Inglaterra deu-se ao luxo de proceder a sete mudanças no seu "onze" inicial e promover as estreias de Harry Winks e Harry Maguire, numa equipa recheada de experiências. Harry acabou mesmo por ser o nome chave do jogo para os ingleses, com o capitão Harry Kane a dar seguimento ao seu excelente momento de forma ao apontar, de penalty, aos 27 minutos, o único golo da partida, após falta sobre Dele Alli.