Alemanha e Inglaterra cada vez mais perto do apuramento

Com vitórias caseiras, Alemanha e Inglaterra ficaram à beira de carimbar o passaporte para a fase final, mas no Grupo E mantém-se o equilíbrio, com vitórias para Polónia, Dinamarca e Montenegro.

Os jogadores da Alemanha celebram uma vitória concludente
Os jogadores da Alemanha celebram uma vitória concludente ©Getty Images

Poderá ver no UEFA.com a partir das 23h00 de terça-feira os vídeos com os resumos dos jogos desta segunda-feira.

Grupo C

Alemanha 6-0 Noruega

Três golos na primeira metade da primeira parte lançaram os campeões do mundo para uma impressionante vitória, selada com mais três golos no segundo tempo. Timo Werner esteve em destaque, ao bisar na partida, e soma já seis golos em oito internacionalizações. A Alemanha segue 100 por cento vitoriosa no Grupo C ao fim de oito jogos, mas ainda não tem o primeiro lugar garantido.

Irlanda do Norte 2-0 República Checa

Jonny Evans e Chris Brunt, de livre, marcaram ainda na primeira parte os golos de uma excelente vitória da turma da casa, que assim garantiu um dos dois primeiros lugares do grupo. A República Checa entrou para o encontro com esperanças de se manter na luta por um lugar no "play-off", mas não conseguiu responder na segunda parte e está fora da corrida por um lugar na Rússia.

Azerbaijão 5-1 San Marino

O Azerbaijão marcou cinco golos num jogo pela primeira vez na sua história, num jogo em que Afran Ismayilov bisou. Os anfitriões somaram a sua terceira vitória no grupo, chegando aos dez pontos – registos que constituem, ambos, recordes para o país em fases de qualificação. Com o triunfo por 5-1 o Azerbaijão igualou também a sua vitória pela maior margem de sempre.

Grupo E

Polónia 3-0 Cazaquistão

A Polónia continua com três pontos de avanço no topo do grupo depois de bater um combativo Cazaquistão em Varsóvia. Arkadiusz Milik abriu, cedo, o activo, mas a tranquilidade só chegou aos 74 minutos, com o segundo golo, assinado por Kamil Glik. Robert Lewandowski, de penalty, já perto do fim, selou o triunfo e chegou aos 12 golos em oito jogos nesta fase de qualificação.

Montenegro 1-0 Roménia

O sétimo golo de Stevan Jovetić nesta campanha de qualificação manteve Montenegro a três pontos do topo. O agora avançado do Mónaco deu o melhor seguimento a um cruzamento de Adam Marušić a 15 minutos do fim, decidindo um embate equilibrado e deixando tudo em aberto para a potencialmente decisiva recepção de 5 Outubro à Dinamarca, com quem Montenegro partilha o segundo posto.

Arménia 1-4 Dinamarca

Com Thomas Delaney e Christian Eriksen em grande, a Dinamarca venceu sem dificuldades. A Arménia até marcou primeiro, num remate de longe de Ruslan Koryan, mas Delaney depressa restabeleceu a igualdade e Christian Eriksen assinou depois, de livre, o seu sexto golo nesta fase de qualificação, carimbando a reviravolta no marcador ainda no primeiro tempo. Na segunda parte, Delaney marcou por mais duas vezes, completando um impressionante "hat-trick".

Grupo F

Inglaterra 2-1 Eslováquia

Marcus Rashford esteve nos três golos de um jogo em que a Inglaterra deu a volta ao marcador para bater a Eslováquia e colocar-se com cinco pontos de vantagem no topo do grupo. Começou por perder a bola em zona proibida no golo eslovaco, assinado por Stanislav Lobotka, mas oito minutos antes do intervalo apontou o canto do qual nasceu o golo do empate, apontado por Eric Dier. Depois, na segunda parte, marcou ele mesmo o golo da vitória, com um remate de fora da área.

Eslovénia 4-0 Lituânia

Josip Iličić converteu um penalty em cada parte e a Eslovénia colocou-se a um ponto da segunda classificada Eslováquia. Benjamin Verbič também marcou, com um bonito chapéu, e Valter Birsa fechou o marcador daquela que foi a vitória mais dilatada da selecção eslovena em dois anos e meio.

Escócia 2-0 Malta

A Escócia também está a apenas um ponto da Eslováquia graças a um triunfo confortável, iniciado com um golo de Christophe Berra. Os escoceses, invictos há quatro jogos de qualificação, confirmaram a vitória no arranque da segunda parte, por Griffiths, na recarga a um primeiro remate de James Morrison à trave.